Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2007

Mais pensamentos

Imagem
Quem vive com medo de sofrer, sofre com medo de viver.Sonho não é fantasia, é realidade que ainda não acordou.A vida é uma gota de tempo perdida no mar da eternidade.A vida é uma rosa; nas suas pétalas está o amor, no perfume a felicidade, os espinhos ficam por conta de nossa má vontade.O amor é tenaz chama, a paixão fagulha fugaz.Quem perde tempo vivendo a vida alheia, não tem tempo para viver a sua.O verdadeiro sábio, sabe que pouco sabe, quando vislumbra o tanto que falta saber.Ignorante não é quem ignora coisas, mas quem ignora sua própria ignorância.Quem perde a capacidade de argumentar: agride!O medo é o aborto da coragem e da fé.
Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime pre…

Tragédia nacional

Imagem
... Descalabros se sucedem, escândalos se reeditam e a indignação acaba, quando começa o futebol, o carnaval e a cerveja; estamos mais preocupados em saber quem é o assassino da novela...
Antonio Pereira Apon.

Conta uma piada, que Deus estava criando o mundo, enquanto o Diabo observava. Percebendo que o criador recheava o Brasil de coisas boas, o Capeta questionou o motivo de tantos "privilégios" e recebeu do Senhor a resposta:
- Espere para ver o povo que vou colocar aqui dentro! ...
Vem governo e vai governo, entra legislatura e sai legislatura. Se avolumam os problemas, a insatisfação e o desencanto. Grande parte da classe(?)política,  já perdeu completamente o pudor de demonstrar seu mais completo desapreço à opinião pública e seu descompromisso com a cidadania e o mínimo de ética.

Oração das mãos

Imagem
Senhor! dai-me mãos que não apertem gatilhos,mas que livrem outras mãos de apertarem-nos.Dai-me mãos que não se desesperem,mas ajudem as mãos desesperadas.Dai-me mãos que não humilhem,mas que perdoem