Endereço da paz



...Paz que mora no planeta do coração, país do amor, estado da razão, cidade da amizade, bairro do bem querer...


Envelope.


Precisamos de paz.

Não a paz de artificio

dos tratados,

dos concílios;

mas da paz

que está acima das fronteiras,

que não ostenta bandeiras,

tem idioma universal.

Paz,

Paz que mora

no planeta do coração,

país do amor,

estado da razão,

cidade da amizade,

bairro do bem querer,

avenida do novo ano,

edifício da felicidade,

número 2013.



(Postado aqui em 01 DE JANEIRO DE 2008).


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.

Comentários

  1. Irradiarmos a paz interior aquela dos nossos corações é o amor que deveríamos distribuir ao próximo.
    [ ] Célia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Precisa de tinta para escanear?

Folclore brasileiro em acróstico

Anonimato, internet e o anel de Giges

Você não precisa de cerveja para ser feliz

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Amigos não tão virtuais

Pai. Sem ser super, ser “Herói”