Portabilidade. Sonho ou realidade?

Estamos completando dois meses da portabilidade numérica na telefonia da capital baiana. Acreditamos que teríamos a opção, de manter o número de telefone e ter acesso à internet com um custo menos descabido. Mas tanto o acesso discado da Embratel quanto  a banda larga da GVT, continuam indisponíveis para grande parte dos usuários de Salvador (inclusive eu).

 

Acredito que a Oi está muito satisfeita e pouco preocupada com a concorrência. Talvez por isso, mantenha seus preços elevados e a cobrança de serviços como o identificador de chamadas. Um pesadelo!

 

Comentários

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Precisa de tinta para escanear?

Folclore brasileiro em acróstico

Anonimato, internet e o anel de Giges

Você não precisa de cerveja para ser feliz

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Amigos não tão virtuais

Pai. Sem ser super, ser “Herói”