O barulho mora ao lado 2 - Stop!



...escolaridade, parece não fazer diferença para algumas criaturas. O que não falta é pós-graduado e mesmo doutorado, zurrando feito jegue. Vivem aos berros! ...


Sinal vermelho.


Que tal, acordar às 22:50, 23:30, 00:00 ou até mais de uma hora da madrugada, com o barulho de ferros batendo? É o que acontece nos finais de semana e em algumas datas festivas. Na rua onde moro, são guardados os brinquedos que, por uma modica quantia, nesses dias divertem as crianças numa praça. Nada contra. Cada um busca complementar sua renda como pode. Porém, é um barulho, um plém plém irritante que parece uma parodia desastrada dos sinos do Vaticano em eleição de Papa. Papa o sono de qualquer um! Ainda há quem ache que não está fazendo nada demais. É como diz um antigo ditado: “Pimenta nos olhos dos outros, é refresco”.


E o que dizer daquela cidadã que insistente, e repetidamente enfia a mão na buzina do carro, seja de manhã cedo ou tarde da noite, depondo contra sua formação universitária? Aliás, nível de escolaridade, parece não fazer diferença para algumas criaturas. O que não falta é pós-graduado e mesmo doutorado, zurrando feito jegue. Vivem aos berros! Como a mercar na Feira de São Joaquim, na Avenida Sete ou na Baixa dos Sapateiros.

Tem ainda gente que cria os filhos no grito e quando a gritaria dá cria. Vai ensinar o “gritadinho” a gritar e xingar.


É cachorro latindo a qualquer hora, Gari cantando e pregador berrando as cinco da matina, casal discutindo a relação lá pelas duas da madruga... ... É... Aqui, o barulho mora ao lado.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.

Comentários

  1. Falta educação doméstica em qualquer nível!
    Vivi anos na paz de Deus, no sossego do meu lar. Eis que me chega um vizinho a fazer mudança sábado às 11 da noite, e no domingo me acorda às 7 martelando a parde.
    afff
    como tem gente sem noção!

    Um abraço, Antonio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bota sem noção nisso! As pessoas se fecham em seus interesses e conveniências, esquecendo que “o direito de um termina, onde começa o do outro”.

      Um abração Paty.

      Excluir
  2. Meu amigo, concordo contigo, não há mais educação ou respeito, infelizmente!
    Saio da minha Capital, São Paulo,onde o barulho é infernal, para ir ao meu recanto na praia aos finais de semana, onde era tranquilo, mas chegou uns vizinhos barulhentos que não dormem a noite,é barulho a noite inteira, batem portas e tudo o mais... E estão morando lá, não há como me livrar, já reclamei com educação, mas não adiantou,nem sei o que fazer, acho que teremos de conviver com isso meu amigo, ninguém faz nada, as autoridades não estão nem aí,são tempos terríveis, pessoas sem noção mesmo!!!
    Como isso é difícil né?
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São os adeptos do: "Os incomodados que se mudem", é a estupida "ditadura do eu".

      Um abração Ivone.

      Excluir
  3. Oi, Apon! Acho triste como num mundo tão repleto de ensinamentos e tecnologia o respeito ainda parece ser um artigo tão raro! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada dia mais, carecemos da pratica de uma antiga lição: “Não fazer aos outros o que não queremos que façam conosco”. Lembrarmos que não somos ilhas, aquilo que fazemos repercute na coletividade.

      Um abração Bia.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Folclore brasileiro em acróstico

Precisa de tinta para escanear?

Anonimato, internet e o anel de Giges

Você não precisa de cerveja para ser feliz

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Amigos não tão virtuais

Pai. Sem ser super, ser “Herói”