A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



sábado, 19 de dezembro de 2009

Advertência



Advertência


Por: Antonio Pereira )Apon)




O “Ministério da Inteligência”
adverte: Pagode faz mal à cerebração.



O uso constante provoca a formação
de “radicais rítmicos” entre os neurônios, prejudicando as conexões nervosas.
Tal patologia, manifesta-se na forma de movimentos eróticos vulgares, em
coreografias que simulam o ato sexual. O tratamento indicado, consiste na
substituição da audição danosa por: música, boa leitura, bons filmes, boa
programação televisiva (se possível),  lazer saudável. O uso de “Axé Music” em
doses homeopáticas, pode ajudar a superar as eventuais crises de abstinência.



Se a terapêutica não funcionar e
persistirem os sintomas, não adianta procurar imediatamente seu médico. Não dá
para transplantar cérebro.



 



Obs. não confunda pagode com
samba. Samba não tem contra-indicações. Afinal: “Quem não gosta de samba, bom
sujeito não é. É ruim da cabeça, ou doente do pé”.





Antonio Pereira (Apon). Quem é? Clique aqui, para conhecer o autor.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon) (Além do nome do autor, cite o link para o site http://aponarte.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Felizes mudanças e prósperas realizações



... O tempo não perde tempo, com quem vive a tempo perder. Nada nasce do acaso nem cai dos céus, se você e eu não fizermos a parte que nos cabe, se não fizermo-nos novos para os novos anos. Deus não presta-se a babá das criancices humanas, o Cristo apontou o caminho, para salvarmo-nos de...


Antonio Pereira Apon.


Ampulheta.


Chegou a hora de trocara folhinha, substituir o calendário. Mas sobretudo, é momento de renovar o pensar, o sentir, o agir... Nada é novo, se estacionamos no ego, continuando com o velho preconceito, a encanecida intolerância, o avelhantado individualismo. Os desejos não se realizam, a felicidade tarda, a prosperidade estanca.


Todo dia, é dia de ano novo. O tempo, célere rio que corre irrefreável, ignora qualquer datação, não dá para conter num relógio, pendurar na parede nem guardar no bolso.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Saber e sabedoria



Saber e sabedoria


Por: Antonio Pereira )Apon)




Um arrogante professor morreu,
chegando no mundo espiritual, julgou-se destinado à uma elevada posição,
conforme os títulos acumulados no plano físico. Encaminhado Á uma escola, pensou
que seria o diretor ou mestre numa turma avançada... Qual não foi sua surpresa,
quando sobre ser “apenas” aluno. Pior ainda quando reconheceu na condição de seu
professor, um seu ex-aluno.



- Que brincadeira é essa? _ Bradou
surpreso.



_ Estudei todas as ciências, fui
da física à metafísica (passando pela quântica), domino a filosofia e as
religiões, estudei as artes... Como agora ser discípulo de um aprendiz?



_ Calma professor. _ Falou seu
mestre.



_ O senhor tem muito conhecimento
e o saber é extremamente importante. Mas se o que sabemos, não se faz útil a nós
e aos outros, esse conhecimento não serve para nada. Nas suas aulas, aprendi
muita coisa, que por si só, não tinha nenhum significado. Teoria sem prática, é
letra morta, cultura inútil, adorno para o ego. Aprendi um pouco a tornar-me  (e
a meu saber) útil. Estou aqui para lhe convidar a caminhar comigo em busca da
sabedoria, nessa estrada infinita, onde todos somos alternadamente, mestres e
aprendizes.



 



* * *



 



Pode parecer um paradoxo, mas
saber muito, em alguns casos, emburrece tanto quanto o pouco saber. Quem acumula
saberes, não se torna necessariamente sábio. A sabedoria não está no simples
fato de se armazenar conhecimento, mas em saber usar bem aquilo que se sabe.



As armas, as guerras, a degradação
ambiental, a inquisição e tantas outras ideologias caquéticas... Tudo obra do
muito saber e de pouca sabedoria. A arrogância cega, a vaidade enlouquece, o
orgulho paralisa, a presunção embriaga...



A melhor enciclopédia, um bom
dicionário, são “depósitos” de saberes. “Como eles”, existe gente que julga tudo
saber, PHDs em todos os assuntos, mestres nisso, doutores naquilo... Estagnam na
pretensa sabedoria, passam a ver tudo e todos com o preconceito comum aos que
julgam-se superiores aos “simples mortais”. A ignorância culta, em muitos
momentos, os torna mais estúpidos que os ignorantes propriamente ditos.



Os verdadeiramente sábios,
costumam amealhar entre seus saberes: discernimento, humildade, simplicidade,
altruísmo, paciência, compreensão, respeito, calma...






Antonio Pereira (Apon). Quem é? Clique aqui, para conhecer o autor.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon) (Além do nome do autor, cite o link para o site http://aponarte.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.