Obrigado



Uma prece de gratidão a Deus, ao existir... Agradecimento por tudo e todos.


Mãos orando.


Obrigado aos nãos que me ensinaram a dizer sim,

e às lágrimas que me ensinaram a sorrir.

Obrigado aos espinhos que me mostraram

onde está o perfume da rosa,

e as pedras nas quais tropecei,

pois me ensinaram a não cair.

Obrigado:

Aos covardes que me deram a vergonha de ter medo

e aos mentirosos,

pois me ensinaram a buscar

a verdade.

Obrigado trabalhador urbano e rural.

Obrigado professor.

Obrigado aos amigos e colegas

e a toda essa gente

que anda nas ruas buscando um espaço.

Obrigado ao artista:

músico, poeta, pintor;

obrigado ator, gente, Deus...

Obrigado à grandeza das pequenas coisas.

Senhor! obrigado por eu estar aqui,

e poder dizer obrigado.



(Postado aqui em 27 de novembro de 2010).


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.

Comentários

  1. A fé é Graça Divina e a oração a fortalece na comunhão com Deus. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  2. Oi Antonio,

    Agradecer é um ato de sabedoria!
    Agradecer de forma tão bela, é ser a própria poesia!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá meu caro,

    me perdoe a distância. Há tempos não visito os blogs amigos e nas vezes que visito, não comento.

    O seu poema é uma oração. Uma linda oração! Feita de verdades e sentimentos.

    É muito bom ter o que agradecer, é muito bom nos lembrarmos de agradecer e é melhor ainda saber que temos muito mais a gardecer do que a pedir.

    Eu tenho postado muito pouco, mas te agradeço pelo carinho de sempre no Palavras. Infelizmente eu não tido tempo para ser uma blogueira. Esse negócio precisa de dedicação e eu não tenho como me dedicar. Mas continuarei postando de vez em quando e visitando os mais chegados.


    Um grande abraço e tudo de bom para você!

    Leila

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Folclore brasileiro em acróstico

Precisa de tinta para escanear?

Anonimato, internet e o anel de Giges

Você não precisa de cerveja para ser feliz

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Amigos não tão virtuais

Pai. Sem ser super, ser “Herói”