De quem é a culpa



...Preocupado com a merreca da aposentadoria? Moradia? Alimentação? Remédios? ... ... ... Quem vota feito gado, termina por pastar...


Urna eleitoral.


A culpa é sua Senhor Eleitor!

do voto inconsciente,

de quem "não gosta de política".

Você!

que arrota moralidade,

condena o roubo...

Mas vota em ladrões e estelionatários.

Você que diz querer educação boa,

mas vota em gente ruim.

Pede saúde de verdade,

Mas elege qualquer mentira!

Segurança?

Você vota em bandido!!!!

A culpa é sua Senhor Eleitor!

A verba fabulosa dos congressistas,

o legislar em causa própria,

a semana deles ter três dias,

o pouco apreço ao povo,

os conchavos, maracutáias... ...

Você aceita tudo!

de bom grado paga a conta!

Acomoda-se ao "pão e circo" que te dão!

Qual um "corno manso",

Você elege (e até reelege!!!!),

traíras que te tratam como otário,

que te acham um babacão!

É Senhor Eleitor...

O salário anda curto?

O desemprego fica à espreita?

Muito imposto e pouca contrapartida?

Péssimos serviços públicos?

Preocupado com a merreca da aposentadoria?

Moradia?

Alimentação?

Remédios? ... ... ...

Quem vota feito gado,

termina por pastar.

Toma vergonha nessa cara Senhor Eleitor!!!


Uma homenagem ao eleitorado brasileiro, pelo "singelo" a­umento que os políticos se permitiram nesse final de ano. Desculpem-me. Mas o que parece mais adequado a dizer nesse instante para quem votou nessa gente, é um sonoro:


- TOMA REBANHO!!!!!


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.

Comentários

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Precisa de tinta para escanear?

Felicidade e as estações da vida

Tempo e amor