Existe vida após a internet?



... a "guerra dos browsers" ganhava as ruas: os amantes do Firefox atacavam os adoradores do IE, que perseguiam os devotos do Chrome... Era rede social contra rede social...


Antonio Pereira Apon.


Digitação.


21 de dezembro de 2012. Como de costume, João estava lá em frente ao seu computador:


Tuita daqui, dihitta dali, bloga acolá, curte no Facebook... Em toda parte, só se fala no chabú do apocalipse, o mundo não acabou! Deu tilt nas previsões maias, pifou o armagedom. Repentinamente, um apagão! A princípio se pensou que fosse um desses tão comuns no Brasil, ao qual o eufemismo governamental prefere apelidar de "interrupção temporária". Mas quando a luz voltou, a realidade era sinistra: blackout global! E a internet? Parou, morreu, escafedeu-se!!!


Foi um arerê geral, um sururu pra baiano algum botar defeito. Tuiteiros ortodoxos acusavam uma conspiração política internacional, orquestrada por blogueiros fundamentalistas. ICQuianos xiitas acusavam a Al-qaeda...Enquanto dihittianos pediam moderação, a "guerra dos browsers" ganhava as ruas: os amantes do Firefox atacavam os adoradores do IE, que perseguiam os devotos do Chrome... Era rede social contra rede social, atiradores de roteadores, arremessadores de modens... O Movimento dos Sem Internet insuflava Orkut contra Facebook, Wordpress contra blogger, Google contra Bing e Yahoo...


A caça aos culpados não parava, a "inquisição" internética acendia as fogueiras do ódio. O mundo conflagrado caminhava para o fim. Foi quando nosso amigo João tropeçou, caindo sobre um grande teclado, pressionando a tecla delete. Ecoou aquela risada do "Thriller" do Michael Jackson e iniciou-se uma contagem regressiva: 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1...


Uma voz:


- João, acorda! Vai pra cama, menino! Você pegou no sono em cima desse teclado. Desliga logo esse computador!



(Postado aqui em 11 de fevereiro de 2011)


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Muito BOOOMMMM!

    Gostei dessa linguagem...

    Perfeito o texto.

    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Que bom você ter gostado. Adoro "jogar" com as palavras e "fazer uma salada" do surreal com a realidade.
    Obrigado pela leitura e comentário.

    ResponderExcluir
  3. olá guri!
    adorei a "guerrinha" ai
    muito criativo seu modo de escrever

    bjo grande

    ResponderExcluir
  4. Procuro sair do lugar comum, fazer um jogo entre o real e o imaginário, brincar com as palavras.

    Obrigado pela visita e comentário, sobretudo pelo "Guri". KKKK...

    Um abração.

    ResponderExcluir
  5. Menino, não posso nem sonhar em viver mais sem essa tal da internet mais, principalmente o blog. rsrs... Essa semana quase tive um ataque com o tal de aviso de vírus nos blogues.rsrs.

    Bom fim de semana pra você amigo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá Juliana!

    De fato, a internet já faz parte da nossa rotina. Fica estranho quando ficamos sem ela. Coisas da modernidade.

    Um abração e bom fim de semana para você também.

    ResponderExcluir
  7. A internet aproxima no virtual e afasta no mundo real. Mas também nos permite sonhar, tomar ciência dos fatos, aprender. E ainda inspira textos excelentes, como o seu.

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Marilene!

    "A internet aproxima no virtual e afasta no mundo real". Não necessariamente. Precisamos saber gerir nosso tempo no real e no virtual e tirar o melhor dos dois mundos.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  9. Olá António,

    Mas que guerra!
    Mas, ela existe mesmo.
    Há por aí tanto joão!
    Bom fim de semana.

    Abraços de luz.

    ResponderExcluir
  10. Oi Antonio...
    Que seria de nós sem a internet...ainda bem que só foi um sonho de João...ou melhor pesadelo...rs...
    Semana passada a maioria dos blogs estava com alerta de malware... deixando a blogosfera em pânico...imagina o caos se desaparecer toda a internet...
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Luz!

    Se há! São guerras reais e virtuais, reveladas ou ocultas. Coisas de um bicho chamado humano.

    Um abração cheio de paz. Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde Sandra!

    Hoje a internet é uma ferramenta fundamental, cada vez mais presente nas nossas vidas. O fim dela seria algo complicado.

    Um abração e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  13. OLÁ QUERIDO AMIGO E QUASE TOP,

    Adorei o teu comentário em meu blogue.
    Esta poesia tem despertado sensações, ai se tem!
    Ainda bem, porque eu gosto de dar prazer, através da escrita, aos meus leitores, o que está acontecendo.
    Se quiseres, volta ao meu blog, para leres alguns comentários bem sentidos, assanhados, mesmo.

    TOP BEIJOS DE LUZ.,

    ResponderExcluir
  14. Existe!!!!! Aproxima-nos mas também nos apaga a consciência… Um abraço António

    ResponderExcluir
  15. Olá António,

    Passei pra lhe deixar um abraço e desejar-lhe um excelente domingo.

    Abraços de luz.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Acróstico junino

Precisa de tinta para escanear?

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Meio ambiente, ávida vida

Pernas

Ser feliz é simples. Não complique!

Mangue, bordel, Brasil