Não deu tempo



... resolveu mudar, iria curtir, viajar, botar o dinheiro para trabalhar por ele...


Antonio Pereira Apon.


Cofre.


Fausto era uma dessas pessoas para quem o dinheiro é tudo, do tipo "fora da grana não há salvação". Ele não cansava de dizer: "o dinheiro é minha religião, minha profissão, minha ideologia. Ganhar dinheiro é meu esporte, minha diversão e meu maior prazer. Com dinheiro eu compro tudo e todos". Era um verdadeiro Tio Patinhas da vida real (só faltava a caixa forte e os Irmãos Metralha).


Engenheiro bem sucedido. Montou uma construtora e virou um desses empreiteiros que servem e se servem do submundo da politicagem. Trabalhava até 18 horas por dia e quando não estava trabalhando, cuidava dos investimentos, de como ganhar mais e mais dinheiro.


Os anos passaram, e o miliardário Fausto começou a sentir o peso da idade, os efeitos do seu ritmo equivocado de viver(?). Então resolveu mudar, iria curtir, viajar, botar o dinheiro para trabalhar por ele...


Semana passada, li no jornal que no dia seguinte, Fausto estaria partindo para "uma volta ao mundo". Hoje, o mesmo jornal, estampa o convite para sua missa de 7º dia...


O tempo não espera. O hoje é uma realidade, O amanhã uma expectativa. Não tarde cultivando ilusões. A hora é agora, esse é o dia!


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Olá Apon,

    Sem dúvida, que o dinheiro não traz a felicidade.
    Ela se constrói todos os dias, pouco a pouco.
    Bom fim de semana.

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir
  2. Bom final de semana Luz!

    Perdemos tempo com coisas pequenas e esquecemos de cultivar a felicidade. Um dia pode ser tarde.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  3. Olá querido amigo !

    Este texto nos mostra uma dura realidade, mas que não pode ser ignorada. A vida passa rápido, por isso é preciso analisar bem o que queremos dela, de que maneira queremos viver. Não somos eternos, e o que for deixado para amanhã, pode ser que não possa se cumprir.
    É preciso também estar atento para a simplicidade da vida, pois nela existem a mais valiosas experiências e ensinamentos.

    Um enorme abraço e bom fim de semana !

    ResponderExcluir
  4. Bom fim de semana Samanta!

    perdemos tempo complicando a simplicidade da vida, pensando que o tempo está a nosso dispor. Quando acordamos para a realidade. O tempo já se foi.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  5. Olá Apon, como está?

    Passei para te deixar um terno abraço e votos de bom domingo.


    Beijinhos de luz.

    ResponderExcluir
  6. Olá meu caro,

    Penso eu que daqui só levaremos a experiência e só deixaremos a história... O resto se perde nas trocas.

    Grande abraço

    Leila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Levamos o que é inerente ao ser. O ter fica por aqui mesmo.

      Um abração.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Precisa de tinta para escanear?

Felicidade e as estações da vida

Tempo e amor