Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

Jesus no elevador

Imagem
Você já deve ter visto um desses sujeitos, que de Bíblia em punho, berram dentro dos ônibus ou em plena via pública, dizendo eles que estão pregando a "palavra de Deus". Epitáfio era desse tipo, rapaz jovem, até algumas semanas, era ferrenho devoto da "Maria Joana", mas foi pego pela polícia e após o tratamento vip, então dispensado aos seguidores da "canabis", ele resolveu trocar a maconha pelo fanatismo e botou a boca no mundo.

O dia em que Marijoel foi abduzido

Imagem
... esse excesso de feiura não era real e sua baixa estima é que estragava tudo. Nosso amigo era do tipo: "não era belo, mas mesmo assim, havia mil garotas afim...". Só ele não percebia...
Antonio Pereira Apon.

Pobre é pródigo em "criatividade" na hora de dar nome a filho, faz uma combinação com os nomes dos pais, ou empurra-lhe um nome estrangeiro. No caso dos servidores públicos, Marilia e Joel, a escolha foi caprichada, juntaram as duas opções e batizaram seu rebento de: Marijoel Clayderman da Silva.

Tapeçaria

Imagem
Sonhei que estava entre varias pessoas. Cada uma tecendo o tapete de sua vida:Alguns usavam fios de ilusão e constantemente seus tapetes desfiavam com extrema facilidade. Uns fiavam com esmero, selecionavam os melhores fios e empregavam toda a arte possível, enquanto outros oscilavam seus momentos entre formas grotescas e belíssimas composições.Vi gente largar o seu tapete da vida como um joguete, passando de mão em mão. Encontrei pessoas procurando terceirizar a confecção do seu tapete... Fulano entregava sua incumbência aos humores do acaso, Beltrano protelava, empurrava com a barriga, Sicrano não tinha tempo, andava assoberbado, aqueloutro patrulhava o tecer alheio e esquecia de si... Encontrei também grandes exemplos de cooperação: Amigos, casais, parentes, parceiros, colegas... Unidos ajudando na confecção dos tapetes de seus pares.

Queria ser poeta

Imagem
... Acordador de sonhos e realidades, perfumista da inspiração. Despertar a poesia que dorme nos hiatos dessas...
Antonio Pereira Apon.

Escrever a vida em versos,
reversos talvez!
Nem alegre nem triste.
Versar tudo que existe,
E aquilo que inexiste?
Num verso poder criar.
Artífice das palavras inescritas,
das emoções benditas,
que fazem o coração sonhar.
Alquimista de uma nova educação,
uma recerebração.
um redescobrir o pensar.
Um anti-alienante,
Anarquista quiçá!
Queria ser poeta!

Não preciso de ninguém

Imagem
...presunção orgulhosa, costumam vomitar a tola frase: "eu não preciso de ninguém!". Todos precisam de todos, viver é interagir, o existir é feito de trocas e influências...

Já imaginou uma novela ou filme apenas com o protagonista? Sem atores coadjuvantes, figurantes, técnicos, figurinistas, cenógrafos... E o nosso corpo? Cada célula realiza o seu trabalho, os labores interligam-se e complementam-se, para que todo o organismo funcione.
Sem a união de incontáveis gotas, não teríamos o mar, mesmo a pequenina gota, inexistiria sem a congregação de moléculas, e as moléculas são o resultado de uma aliança de átomos.

A traída

Imagem
... um mal cuidado Casarão, subiu ao primeiro andar e olhando pela fresta de uma porta entreaberta, viu seu amado deitado de bruços, um outro marmanjo atracado sobre ele e ambos ofegantes, suando em profusão...
Antonio Pereira Apon.

Mariana e Amadeu estavam casados há poucos meses. Apesar de professarem um protestantismo rígido, anteciparam os "finalmentes", e a moçoila já casou com dois meses de gravidez. Ela vendia frutas na Feirinha do Japão e ele trabalhava como carpinteiro de uma construtora lá em Itapuã. A felicidade transbordava na modesta casinha do casal. Localizada no carnavalesco bairro da Liberdade.
A mocinha começou a estranhar, quando o marido começou a chegar mais tarde em alguns dias da semana, dizendo o moço que a obra estava com o cronograma atrasado e precisavam dar horas extras para não perderem o prazo de entrega.
O caso é que o rapaz começou a chegar todo perfumado e com os cabelos molhados. Ela achava impossível, ele vir de Itapuã até a Liberdade e chegar …

Steve Jobs. Alguns cliques fazendo a diferença

Imagem
Existe pessoas que como tantas outras, fazem coisas, mais com um fazer diferente: Visionário, revolucionário, inovador, insólito, resignificado...Em todos os campos do fazer humano, muita gente faz muita coisa: Nas artes, na medicina, religião, engenharia, arquitetura, filosofia, educação... Mas, só alguns fazem um fazer especial. Além do comum, acima da média, adiante do seu tempo...

Mar da vida

Imagem
... Com a bússola da consciência e o mapa do livre arbítrio, navegamos; sob as noites das dificuldades e os dias de alegria, quando nossas...
Antonio Pereira Apon.

Ao nascer, cada um de nós recebe de Deus, uma embarcação para poder navegar no imenso mar da vida. Há grande diversidade nos tipos e condições das naus, tudo de acordo com as necessidades e a carta de navegação do tripulante.
Em geral, iniciamos na baía tranquila do lar, protegidos pela esquadra familiar. Alguns porém, são logo arrastados por correntezas e lançados em alto mar, tendo que muito cedo vencer tormentas inclementes para seguir em frente.
Algumas embarcações navegarão conosco parte do caminho, mas um dia tomarão outro caminho ou atracarão em algum porto que ainda não é o nosso.

Plantar e colher

Imagem
... para quem, reclamar já se tornou um costume, um vício. Pessoas que aguardam inertes os favores da sorte, estagnando na vã esperança de uma mágica do acaso...
Antonio Pereira Apon.

Tem gente tonta, de discernimento torto, que reclama da vida por não conseguir colher aquilo que não plantou:
Cobra floradas belas e perfumosas enquanto cultiva os espinheiros da arrogância e da prepotência.
Anseia por amor, mas aduba ressentimentos e rancores.