Deixe para “morrer” quando chegar a hora



... Sucumbem aos desafios da vida, por não acreditarem em si e duvidarem de Deus. Egocêntricos e egoístas, não hesitam em superlativar o sofrimento seu e de quem lhes quer bem. Sem o menor pudor, parasitam as energias e esforços de quem lhes estende a mão...


Raio de luz na caverna escura.


Quem foi que disse, que não se morre antes da hora? Certamente, você já deve ter conhecido algum "Zumbi", algum "morto-vivo". Gente que teve uma decepção amorosa, um revés financeiro, sofreu uma traição ou passou por qualquer outra adversidade. E assim, resolveu entregar-se ao despropósito de "desistir de viver": Afogar-se no álcool ou outras drogas, mergulhar na depressão, comprazer-se na autocomiseração, refugiar-se em seitas exóticas, enclaustrar-se na loucura, jogar-se na sarjeta...


Tais criaturas desperdiçam a dádiva breve da vida, esse sopro de tempo, zéfiro fugaz, que quando percebemos, já se foi, carregando consigo, possibilidades sem conta. Miopia de almas, que com o olhar atido na dor, apercebem a amplidão ao seu derredor. Triste imaturidade do ser, que insulado em si mesmo, sente-se vítima do destino quando ruem seus castelos de areia.


Esses "abantesmas". Sucumbem aos desafios da vida, por não acreditarem em si e duvidarem de Deus. Egocêntricos e egoístas, não hesitam em superlativar o sofrimento seu e de quem lhes quer bem. Sem o menor pudor, parasitam as energias e esforços de quem lhes estende a mão.


Enquanto isso, outros lutam para viver. Não se acovardam nem se acomodam. Insistem, persistem e se superam, superando os percalços da existência.


Tenho uma amiga, que sem qualquer sintoma, desenvolveu um câncer no intestino (o que só foi descoberto, quando o tumor arrebentou uma alça intestinal). Ela quase morreu pela primeira vez. Outro tumor lhe tirou a maior parte do fígado, e pela segunda vez ela quase morreu. Agora apareceu um pequeno tumor no pulmão. Ela segue lutando, sem arrefecer o ânimo nem perder a fé.


(Em 2015, chegou a hora dessa nossa amiga descansar das lutas e alçar seu infinito. Com a dignidade das almas conscientes, que confiam a Deus o seu destino).


Num outro caso, entre outras tantas coisas, ele perdeu o pai com 15 anos, aos 17 perdeu a visão de um olho, aos 40 perdeu a visão do outro olho. Continua achando a vida bela e Deus maravilhoso. Com a ajuda de um software leitor de telas, escreve um Blog com poesias, crônicas, contos, humor, críticas, mensagens de reflexão e otimismo... Procurando levar coisas boas aos seus leitores e acordar essa gente que morre em plena vida.


O nome do Blog?


A arte da vida. Apon HP. É. Isso mesmo! Esse Blog que você está lendo.



(Postado aqui em 18 de novembro de 2011).



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Meu amigo, logo, assim de repente, e usando o meu lado racional, são muitos os argumentos que me apetece usar para contestar o seu texto, mas depois usando o meu outro lado aquele que acredita e que sabe que há um outro caminho,e um ELE,que fez com que eu também não fosse um desses que você aponta, então aí eu quebro e digo com todo o meu coração, bendito e louvado seja o seu artigo!
    Beijo meu amigo

    ResponderExcluir
  2. É mesmo Antonio, tem muitos zumbis por aí, que desistem e se semtem derrotados, já outros continuem sempre procurando enfrentar os reveses da vida.
    Tantas almas diferentes compatilhando o mesmo lugar de viver.
    Sempre desejo que todos consigam enfrentar seus percalços e procuro dar uma força, assim como sempre a recebo quando preciso, afinal também tenho minhas quedas.
    Òtimo teu texto, beijos e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  3. Olá Antonio, meu querido amigo.
    Convivi, há muitos anos atrás, com uma pessoa que não tinha a visão em ambos os olhos. Porém, transmitia a si próprio e a todos que dele se acercassem uma coragem imensa e imensa também era a vontade de viver. Enxergou até os 45 anos,levando uma vida normal até então. Mas o diabetes veio e foi minando seu organismo, perdeu a funcionalidade renal, ficou cego e, por fim, teve gangrena nos pés. Já há 29 anos, que não está mais entre nós. Não havia um dia, em sua vida, que não amanhecesse
    com sorrisos nos lábios e uma palavra de coragem e amor para conosco, seus filhos.
    Esta pessoa foi meu pai. Com ele, aprendi a sublimar o sofrimento e tentar viver a vida da melhor maneira possível, acreditando, sempre, que Deus está ao nosso lado e não larga nossa mão nem na hora derradeira da passagem para o outro mundo. Ele foi um exemplo de vida e coragem.
    Assim também eu o vejo, Antonio.
    E tomo o direito de repetir o comentário da Ana Costa, que antecedeu o meu: bendito e louvado seja o seu artigo!
    Um beijo em seu coração e que tenhas um final de semana abençoado.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  4. Antonio! Bendito és tu que com toda a adversidade da vida e dos fatos chama-nos à uma reflexão de vivermos o dia de hoje; os demais iremos descobrindo seus mistérios na grandiosidade de nossas almas! Belo texto! Obrigada! Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  5. Olá meu querido amigo !!!

    Que beleza de texto e que exemplos de superação maravilhosos nos trouxe ! Parabéns !!
    Confesso que estava muito precisando ler algo deste tipo, levar um sacode !!
    Ando numa destas fases onde me deixei levar pela tristeza e estou desperdiçando as muitas alegrias e bençãos que possuo, e concordo contigo que muito disso é egoísmo...
    Hoje com suas palavras vou me reerguer e parar de reclamar do inevitável e aproveitar meu tempo para apreciar tudo de bom que ainda tenho !!
    Obrigado pelo sacolejo e por nos mostrar como somos às vezes mesquinhos !!

    Um enorme abraço e que seu fim de semana seja ótimo !!!

    ResponderExcluir
  6. Meu querido, inumeras pessoas estam vegetando sorridentemente, imaginando que esse fenomeno chamado de vida, seja um descarte ou moeda de troca. São os infelizes plantados no parisitismo do tempo.
    um texto fenomenal
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. É verdade, como tenho exemplos próximos de pessoas que simplesmente desistiram da vida. E pessoas aparentemente saudáveis, que sentam e choram suas mágoas sem fazer nada para mudar. Confesso que sinto uma certa agonia com gente assim, e tb não tenho paciência.

    Não é dizer que eu não sente e chore, mas no momento seguinte já estou enxugando as lágrimas e vendo o que eu posso fazer para sair da situação ruim.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  8. Ótimo texto.
    A colocação do termo "zumbi" se encaixou perfeitamente.
    Não havia feito esta indagação.

    ResponderExcluir
  9. PARA TI:::

    Com um beijinho

    Vida...

    Que será?
    Como será?
    Como a descrever?

    A vida é tanta coisa
    É tão linda...
    É tão feia...
    É cor de rosa...
    Ou até cinzenta...

    Mas é...
    Porque a sentimos...
    A vemos passar...
    Quase sempre a Correr...

    E nesta vida...
    É o que tu dizes...

    Há-de cantar...
    Há-de colorir...
    Há-de gritar...
    Mas há-de gritar...
    Mas há-de sempre...
    Saber encantar...

    No sonho...
    No amor...
    No sofrimento...
    Na dor...

    E voltas a dizer...

    Há-de chorar...
    Há-de fazer rir...
    Há-de sorrir.

    E eu digo-te...

    Vamos sorrir...
    Gritar e para sabermos...
    O que é a vida...
    Vamos Amar!...

    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
  10. Oi Antonio

    O que difere essas pessoas e a Fé. a força que transcende a força física.

    Lindo seu post, um grande exemplo.

    Um beijo querido!

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Antonio querido!
    Quantos Zumbis por aí, com o queixo encostado no peito e os olhos mirando o próprio umbigo. Egoístas,ingratos, perdidos.
    Um texto escrito de uma maneira leve e ao mesmo tempo, contundente. Me emocionei.
    Muita paz e luz prá você.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  12. Olá querido António,

    Texto com muita imaginação e criatividade.
    É preciso pensar!
    Embora existam muitas contrariedades, A VIDA É UMA COISA MARAVILHOSA.

    Bom fim de semana.

    Beijos de vida e luz.

    ResponderExcluir
  13. Nossa...realmente existe muito morto vivo ou vivo morto por ai!! Ai credo!!Ótimo texto!!

    P,s: Hoje é Aniversário do Blog Luz, 1 Ano, venha comemorar comigo!!

    Beijinhos Iluminados!!
    Muita Luz!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Acróstico junino

Precisa de tinta para escanear?

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Com a palavra, a palavra!

Meio ambiente, ávida vida

Pernas

Ser feliz é simples. Não complique!