A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



sábado, 28 de janeiro de 2012

Para uma grande pessoa

 

Existem grandes desafios, por que existem grandes pessoas para vencê-los. A grandeza de tais pessoas, não está nos títulos que ostentam, nem na posição que ocupam. Está em seu interior, em sua capacidade de construir soluções e elaborar respostas de forma destemida, mas serena e equilibrada, como é característico de quem não se permite seduzir pela ilusão do poder, mas segue cultivando a simplicidade de quem busca sinceramente fazer a sua parte na construção de algo melhor, não apenas para si mas para tantos quantos queiram somar esforços, multiplicar iniciativas para dividir benefícios para todos.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

A poção mágica

 

Guilherme foi procurar um senhor, que era conhecido na região como: O Sábio.

 

- Mestre! Ajude-me, tudo na minha vida está dando errado; sofro perseguição no trabalho, desentendimentos em casa, brigas com amigos e estranhos, o dinheiro acaba antes do mês e nem os "bicos" que eu faço para completar o salário tenho conseguido, ando meio adoentado... Será algum feitiço? Encosto?...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Poesia passarinho



... visitar os corações sem poesia, calar a pressa vazia, dessa gente a correr. Resignificar as pegadas que o tempo devora, e a felicidade que implora, para te fazer sorrir...


Antonio Pereira Apon.


Passarinho azul.


A poesia é passarinho.

Faz no coração seu ninho,

para a emoção se aninhar


Mas passarinho prisioneiro,

faz sepulcro o cativeiro,

perde o encanto de sonhar..


Triste a inspiração aborta,

louca a mão que tranca a porta,

cobra do pássaro o cantar.


A amplidão não cabe na gaiola,

e roubada da aurora,

dorido pássaro a sofrer.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Filhinho de papai (e de mamãe)

 

Nascia o primeiro e único filho daquele casal de alta classe média. Bem cuidado, o pimpolho foi crescendo forte e saudável, logo vieram os primeiros palavrões, tapas no rosto da mãe, beliscões nos primos, tudo muito engraçadinho e até estimulado, afinal, "era coisa de criança".

 

Como criança não para de crescer, logo chegou a idade escolar; o menino batia em um, tomava o lanche de outro, mandava a professora para lugares insólitos... Mas, segundo os pais: "era coisa da idade, fazia parte do aprendizado, era normal para aquela faixa etária...".

 

E lá se ia o garoto crescendo, e proporcionalmente ao seu desenvolvimento físico, aumentavam as queixas. Mas seus progenitores: "Isso é intriga de vizinho, maledicência de parente, implicância do professor..." O guri começou a "achar dinheiro na rua, ganhar presentes caros, trocar coisas com colegas..." Ninguém checava nada e enchiam o queridinho de mimos: "Meu filho vai ter tudo que eu não tive", não cansavam de repetir.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

O preço da felicidade



... sempre querer mais do que precisa, alimenta o consumismo, essa "máquina" devoradora de homens...


Antonio Pereira Apon.


Cofre. Composição de Antonio Pereira Apon.


 

Já reparou, quantas funções do seu aparelho de TV nunca foram usadas e você nem sabe direito para que servem? E o DVD? O celular?... Para que serve um automóvel? Para nos transportar com conforto e segurança? Ou para servir de vitrine à nossa vaidade?... A velha insensatez humana, de sempre querer mais do que precisa, alimenta o consumismo, essa "máquina" devoradora de homens.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Blogando na janela



Na tela o Blog, janela para o infinito, para os infinitos de cada um e seus Blogs, suas janelas.


Janela aberta.


Meu Blog,

janela de onde o mundo me pode ler.

Implícito, explícito...

Em verso ou prosa,

entre o espinho e a rosa,

vida e morte,

azar e sorte...

Tudo e nada tornados palavras,

reveladas em minha janela,

na ciência dessa mágica tecnológica.

E é feita de tantas janelas essa tal blogosfera,

Nosso condomínio virtual:

domingo, 15 de janeiro de 2012

Sou mais você



...já percebeu a fútil razão da moda. A grande elegância está em estar bem, feliz e em paz....


Mãos batendo palmas.


Sou mais você:


Que não julga as pessoas pelas aparências, pelos títulos, pelo ouvir dizer, nem pela "força da grana, que ergue e destrói coisas belas".


Que não se faz cego aos defeitos dos amigos, nem menospreza as virtudes dos eventuais inimigos.


Que tem a perfeita noção de que gente e rosas, possuem "espinhos". Mas que nem por isso, deixam de ser gente e rosas.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Fui plagiado! Você também??? Comente aqui!



A divulgação é o primeiro passo para desmascarar os mal intencionados, os que DOLOSAMENTE se apropriam da criação alheia. Assim também, alertamos os incautos e desavisados para a gravidade do CRIME de plágio e a importância de dar os reais e devidos créditos aos autores, respeitando a propriedade intelectual, como previsto na lei de direitos autorais. Sob pena de responsabilização judicial por ROUBO.


Nosso poema: A pedra.

Resolvi abrir aqui um espaço para a denúncia de plágio. Se como eu, você teve seu conteúdo roubado por plagiadores nefastos, use o espaço de comentários dessa postagem, para divulgar essa violência perpetrada contra os reais autores. É o mínimo que podemos (e devemos) fazer em favor do respeito aos direitos autorais e combate ao “parasitismo intelectual”. Após deixar aqui seu relato, leia em blogs sobre o tema: Denunciar conteúdo ilegal ao blogger, CARTILHA SOBRE PLÁGIO ACADÊMICO, Blogosfera Legalizada- Notícias e informações sobre Direitos Autorais, Plágio e Segurança Digital para Blogueiros

.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

E daí?!



... Alheio ao que dizemos ou cremos; Deus se faz notar...


Antonio Pereira Apon.


Cachoeira.


Você está chateado? Aborrecido? De mau-humor? É... O custo de vida? Problemas de família? Aborrecimentos no trabalho? Falta de trabalho? A política continua uma zona? Os impostos extorsivos? Seu time perdeu novamente? Foi traído? Não foi bem naquela prova? Perdeu alguém muito querido? Quem está usando drogas? A violência?... E daí?!


Mesmo durante as piores tempestades e mesmo nas noites mais longas e escuras, o sol não deixa de bordar seus fios de luz. Ele sabe que tudo passa, segue convicto na sua missão de brilhar, faz a sua parte para dissipar as nuvens e calar a escuridão.


Você tem câncer? AIDS? Tem alguma deficiência? Foi desenganado?.. E daí?

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Âncoras e asas



... verbalização positiva, não realiza mágicas, nem opera milagres, mas insufla o ânimo, potencializa as forças, habituando a "máquina mental" à otimização dos recursos e...


Antonio Pereira Apon.


Caneta nos ares. Composição de Antonio Pereira Apon.


O que falamos, ratifica e condiciona nossa postura mental. Palavras e frases servem como âncoras ou asas, induzindo-nos à estagnação ou impulsionando-nos para adiante. O discurso negativo, no mínimo arrefece o entusiasmo, minando a vitalidade das ações.

domingo, 8 de janeiro de 2012

Vida: autores e protagonistas



... tudo é o que fazemos ser: Se quisermos ser coitadinhos, coitadinhos seremos. Se desejarmos fazer a diferença, assim...


Antonio Pereira Apon.


Rosa vermelha.


Costuma-se dizer, que as coisas são como são, que a vida, é o que é, e pronto. Um absoluto determinismo, uma condição inapelável...


Depende:


Uma pessoa comum, diante de um bloco de pedra, verá apenas um bloco de pedra, mas sob o olhar de um artista, começará a nascer uma bela escultura.


Para um perdedor, qualquer revés é motivo para desespero, para um vencedor, o maior dos problemas, se afigura como um instigante e irresistível desafio à superação.


Um pessimista reclama dos espinhos da rosa, o realista não ignora os espinhos, mas opta por usufruir da beleza perfumosa de sua composição.


Um cético, agasta-se e sucumbe à menor das dores, um homem de espírito, vê o mais agudo sofrimento, com a resignação e a coragem das almas maduras, que acreditam na vida e confiam em Deus.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Sorte e azar

 

Trabalhar com afinco. Dá sorte!

Estudar com interesse. Dá sorte!

Empreender com determinação. Dá sorte!

Ter fé com discernimento. Dá sorte!

Esperança ativa. Dá sorte!

Alimentar sonhos sem ilusões. Dá sorte!

Cultivar o otimismo sem fantasias. Dá sorte!

Altruísmo e generosidade. Dá sorte!

Verdadeira honestidade. Dá sorte!

Gratidão com reconhecimento. Dá sorte!

Calma perseverante. Dá sorte!

...

Superstição. Dá um azar danado!!!

domingo, 1 de janeiro de 2012

Tristeza, me desculpe!



... Viver! Um novo dia! Um novo ano! Uma renovada vontade de ser feliz! ...


Antonio Pereira Apon.


Alvorada no mar.


Que me perdoe a tristeza!

Mas, como naquela música antiga:

"Tô de malas prontas!

Hoje a poesia veio ao meu encontro,

Vamos viajar!"

Vamos de carona na garupa do vento,

visitar estrelas que pensei perdidas,

correr entre as flores, que se permitirem florir,

espalhar música no ar,

sentar, valsar sobre as nuvens claras como as aves brancas,

contemplar a manhã raiada,

o céu todo bordado de raios de sol.