A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

terça-feira, 27 de março de 2012

A pressa apressa



 

Quando a pressa apressa,

o tempo foge, a vida corre.

E quando se tropeça,

ninguém socorre.

Viver correndo,

é correr morrendo.

É finar depressa,

no findar da pressa,

que a ninguém acode.

Vem a morte e enlaça,

a quem à pressa abraça.

Rápido, ligeiro,

faz-se esquecido, passageiro...

Da vida perdeu o prazo,

"subviveu" no atraso,

dessa corrida vã.

A sua pressa urgente,

vai apressar outra gente,

outro "insubstituível".

que virá te substituir.

 

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon) (Além do nome do autor, cite o link para o site http://www.aponarte.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Leia mais no Apon HP: Mensagens, poesias, artigos, crônicas, humor...

Compartilhe:

5 comentários:

  1. Amigo poeta Antonio, versos muito bem definidos no que é viver às pressas nesse mundo moderno, pois nem dá mesmo para ser diferente,"...corrida vã..." bem assim!
    Parabéns, foram bem colocados!
    Abraços, Ivone.

    ResponderExcluir
  2. Apressa-se na pressa e não se tem apreço pelo humano que está ao nosso lado! Belo pensar, Antonio!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  3. Olá caro amigo,

    sem pressa, vou te dizer que gosto de tudo que voce escreve. Gosto do jeito como mistura as palavras, gosto da brincadeira por trás de cada verdade e gosto principalmente, do objetivo subententido.

    Grande abraço meu amigo e que a inspiração seja sua grande companheira!

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Vivir ás présas... sen pararse nin un momento. É un mal dos nosos tempos.
    Pero eu quero ir despacio para saborear a vida a cada paso, disfrutar das cousas máis sinxelas que son as que nos producen máis pracer e nos fan máis felices.
    un abrazo Antonio.

    ResponderExcluir
  5. Antonio, Querido!

    E para onde vamos com tanta pressa?
    Nem sabemos mais, perdemos o rumo!
    Parabéns, amigo!
    Profunda reflexão!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.