A estação do sorriso



De março a maré vai passar, de abril as "águas mil", agosto a gosto há de ir, setembro vem a florir, dezembro fazendo aquecer...


Antonio Pereira Apon.


Sol.


O sorriso é a alegria que transborda,
quando a alma se permite encantar,
deixar luzir o coração.
Um dia é fruto,
o outro é flor.
Tem dia que é de frio,
outro de calor.
Sorrir. Independe de estação!
Se o outono é crepúsculo do verão,
o inverno é a madrugada,
a prenunciar da primavera a alvorada.
Acorda esse sorriso e vai viver!
O trem não tarda,
e o tempo parte sem você.
Tudo é ciclo,
E no reciclo a arte do viver.
De março a maré vai passar,
de abril as "águas mil",
agosto a gosto há de ir,
setembro vem a florir,
dezembro fazendo aquecer...
Tudo passa,
sorrindo à vida abraça,
o sorrir faz poesia a estação.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. LINDOOOOOOOOO..APLAUSOS!!!
    Sorrir...adoroooo...!

    Tenha um Lindo Dia!!
    Muita Luz!!

    ResponderExcluir
  2. Antonio querido, obrigada pela sua carinhosa visitinha, amei as palavras, muitas bençãos na sua vida e uma Páscoa iluminada, sua poesia é fantástica. Parabéns! bjos.

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema, sorrir sempre não importa em que estado de espírito estejamos, pois com o sorriso tudo voltará rapidamente ao normal, pois o normal é ser feliz!!!
    Abraços, obrigada por sua visita carinhosa em meu blog e aqui também lhe desejo uma Feliz Páscoa juntamente com os seus!!!
    Abraços
    Ivone

    ResponderExcluir
  4. Oi querido António,

    Podemos sorrir todo o ano, pelo que li no seu poema.
    Percorre as estações do ano, mas em Dezembro, aqui, Hemisfério Norte está frio. Bem, eu entendi, vivemos, antipodamente.
    Adorei a imagem, que está por baixo da postagem.
    Amo sol e luz, embora apareçam lá umas nuvens.
    Só postarei sábado de ALELUIA, António. Sexta feira SANTA é tempo de tristeza e reflexão para os Católicos.
    A gente se fala, antes da Páscoa, tenho certeza.

    Abraços pascais e de muita luz.

    ResponderExcluir
  5. O sorriso deveria ser o estacionamento de todas as estações. Só assim, nos realizaremos! Bela reflexão, Antonio!
    Feliz Páscoa!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  6. Oi Antonio, que todos possam passar por essa estação e manter em seu semblantes o sorriso que a alma encanta.
    Uma feliz Páscoa pra você também, abraços

    ResponderExcluir
  7. Olá Antônio,

    que belo poema! Sorrir! Tão simples e tão essencial!

    Mas o que eu mais gostei no poema foi "O trem não tarda e o tempo parte sem você.

    Sim o tempo parte sem nós!O tempo independe de nós.

    Grande abraço e boa páscoa para você e toda sua família

    Leila

    ResponderExcluir
  8. Antonio,deixei um comentario mas acho que não entrou!Linda poesia de abril, numa das mais lindas estações do ano!Poema para sorrir!E amei seu comentario no meu blog, comparando os coelhinhos com a Jornada nas estrelas que adoro!Morri de rir!...rss...bjs e boa Pascoa a vc e sua familia!

    ResponderExcluir
  9. Oi Antonio,

    Seu poema me fez sorrir, é um convite a alegrar-nos a sorrirmos, Abril é um mês alegre para mim.

    Um beijo e boa Páscoa, com muita paz e sorrisos para você e os seus.

    ResponderExcluir
  10. Oi querido António,

    Passando para lhe desjar uma excelente noite e lhe dizer para não comer muito chocolate. Engorda e perde a silhueta.

    Abraços Pascais de luz

    ResponderExcluir
  11. Olá meu querido amigo, que delícia de texto, um verdadeiro convite a sorrir !!

    Desde nova sempre gostei de sorrir com sinceridade, com a alma, apesar dos dentinhos tortos que só arrumei muito mais tarde, nunca deixei que futilidades como esta o murchassem, e procuro seguir assim, escolhendo sempre mais o sorriso do que as lágrimas ou a animosidade e com cada sorriso aberto neste mundo a beleza se multiplica ;)

    Um enorme abraço e desejo-lhe uma Páscoa de luz e Paz ;)

    ResponderExcluir
  12. Antonio Querido!

    Lindo!
    Desejo a você uma feliz Páscoa!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. ...Olá meu amigo querido!
    Venho trazer minha mensagem...
    Celebrar a Páscoa é celebrar nossa vida-em-Cristo:
    Saimos da escuridão para a liberdade...
    Aleluia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    F*E*L*I*Z***P*Á*S*C*O*A***C*O*M***A*M*O*R***!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Querido amigo Antonio,
    Lindo poema a encantar-nos mais uma vez. Parabéns!
    Quero desejar a você e a seus familiares uma Feliz Páscoa, com Jesus em seu lar e em seu coração.
    Um grande beijo, com carinho.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  15. Que belo poema ao Sorriso. E sorrir em todas as estações , sejam as da Natureza, como as dos anos que correm em nós mesmos, desde a infância primaveril quando o sorriso é espontãneo,passando pela juventude do verão quando o sorriso é apaixonado, e na maturidade do outono quando sorrimos confiantes em nós mesmos, pra chegar a sorrir com sabedoria no inverno da idade maior. "Ninguém é tao pobre que não se possa dar um sorriso"
    Amei esse poema, meu amigo, inspirou-me a alma, a comentar longamente. Obrigada.

    Feliz Páscoa.

    Bjos da Lu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lú!

      Agradeço o belíssimo comentário. Gostei muito.

      Um abração, bom domingo de páscoa e uma boa semana.

      Excluir
  16. Olá estimado António,

    Grata por suas bonitas palavras em meu blog.
    Renovo sinceros votos de BOA PÁSCOA PARTILHADA E RENOVADA.

    Abraços de luz.

    ResponderExcluir
  17. Olá meu amigo, nada mais lindo na vida que a beleza de um sorriso!
    E como o povo tão bem diz: " Sorri, ainda que o teu sorriso seja triste, porque mais triste que o teu sorriso triste, é a tristeza de não saber sorrir!"
    Beijo amigo

    ResponderExcluir
  18. Un poema precioso. Sorrir sempre, independientemente da estacións. Pasar pola vida cun sorriso e enfeitizar a todo aquel que nos rodea. Un forte abrazo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Precisa de tinta para escanear?

Felicidade e as estações da vida

Os pais e a "baleia azul"

Ganhadores. O que faz a diferença