A moda é démodé



... bom gosto, equilíbrio, harmonia, praticidade, personalidade... Isso nunca sai de moda. O resto...


Manequim.


    Moda de verdade, é o que nos faz sentir bem. O Resto é artifício para vender. A invencionice das "tendências", a indução subliminar das novelas, a volatilidade novidadeira... O que hoje é chique, amanhã já é brega, o que agora é top, daqui a pouco está em baixa. É a obsolescência programada dos estilos, penteados, acessórios, roupas, calçados, costumes... A moda é volúvel, descartável e futilmente fugaz.


Conforto, bem-estar, bom gosto, equilíbrio, harmonia, praticidade, personalidade... Isso nunca sai de moda. O resto? jaz démodé.



(Postado aqui em 02 de junho de 2012).


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Olá meu caro,

    tens razão, a moda é comércio puro. Tudo que ela quer é fazer as pessoas gastarem muito dinheiro com ela... O problema é que a maioria não enxerga assim e se tornam escravos desta expertise.

    Grande abraço

    Leila

    ResponderExcluir
  2. Querido amigo Antonio


    Que texto maravilhoso! Concordo inteiramente. A moda é um capitalismo perverso.

    "Conforto, bem-estar, bom gosto, equilíbrio, harmonia, praticidade, personalidade... Isso nunca sai de moda. O resto? jaz démodé."


    Com certeza!!!

    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  3. Olá, amigo.Perfeito o seu conceito! Moda é tudo isso. Lindo post! Obrigada pelo carinho. È um prazer recebê-lo! Um ótimo domingo pra vc. Grande abraço e todo meu carinho!

    ResponderExcluir
  4. O mais interessaante é que tem quem insista em seguir, rs

    ResponderExcluir
  5. Perfeito, concordo com você, me cansa ver a manipulação da mídia criando(impondo) as tendencias de moda...
    O bom é a moda que faz a gente se sentir bem e confortável... isso sim.
    Boa semana, beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  6. Olá estimado António,

    Como vai?
    Já tinha saudades de visualizar seu blog. Estive lendo as últimas postagesns suas, e achei muito interessante esta.
    É evidente que todos nós andamos, mais ou menos, na moda, mas o mais importante é o sentido prático e o conforto da mesma.
    Evidente, que há ocasiões especiais, em que nos alindamos, primorosamente.

    Bom final de semana.
    Abraço da Luz.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Precisa de tinta para escanear?

Felicidade e as estações da vida

Os pais e a "baleia azul"

Ganhadores. O que faz a diferença

Tempo e amor