A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Condicionamentos. O fio e a régua





...É bom analisar se existe um problema real ou um condicionamento injustificável. Somos mais capazes do que normalmente imaginamos, e um bom exercício é...


Cachorrinha Alice


Não é raro, colocarmos nossas reações no “piloto automático”, respondermos reflexamente, sem pensar. O problema é quando tal comportamento começa a gerar “travas psíquicas”, limitações, condicionamentos. Pesquisando por: “Condicionamento” no “dicionário online de português” encontramos: “...Processo pelo qual uma resposta definitiva vem a ser provocada por um estímulo, objeto ou situação, diversa da resposta natural ou original; aprendizagem elementar por substituição de estímulos; o termo foi a princípio aplicado apenas a atividades reflexas, de onde o nome reflexo condicionado; hoje tem uso generalizado, aplicando-se também a reações complexas...”


Numa aula de geometria, pedi aos alunos que traçassem uma reta de cinco centímetros. Um dos meninos, apressadamente alegou não poder medir, por estar com a régua quebrada (faltando os três centímetros iniciais). Esclarecido de que a medição poderia partir de qualquer ponto, quebrou-se o condicionamento e ele seguiu nas tarefas, mesmo com a régua incompleta.


Alice, a cachorrinha aqui de casa, adorava puxar e morder os fios. Um dia ela se enroscou e não conseguiu se soltar sozinha. Desse dia para cá, não há quem a faça chegar perto de um fio. Nem mesmo quando um brinquedo ou o ossinho dela cai próximo. Ela late para alguém ir lá pegar.


Portanto, antes de um: Não posso, não dá, tá difícil, será? ... É bom analisar se existe um problema real ou um condicionamento injustificável. Somos mais capazes do que normalmente imaginamos, e um bom exercício é nos desafiarmos a fazer o nosso melhor a cada dia. Encarando as dificuldades, buscando respostas, derrubando barreiras, saltando obstáculos, contornando impossibilidades... Acreditando, podendo e fazendo.


Régua.


Gostou desse texto?
Então vai gostar do nosso livro: Um dedo de prosa e poesia. A arte da vida.
Clique abaixo na capa para saber mais e adquirir seu exemplar.


São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...
Compre aqui!



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.

Compartilhe:

16 comentários:

  1. Antonio, vim te pedir desculpas, passou batido o dia 31, não consegui cumprir o post prometido, foi um dia super atribulado e quando vi já era o próximo dia, desculpas mesmo, você me avisou e eu acabei me envolvendo demais com as coisas nada virtuais e não me lembrei. Adorei o texto e seu livro deve ser maravilhoso mesmo. parabéns! Se eu puder fazer o post num dia qualquer me informe, terei prazer em participar. abraços, excelente dia para você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem problemas, Eva. Pode participar quando puder, todo dia é dia para Blogar entre amigos.

      Um grande abraço.

      Excluir
  2. Que a nossa medida na vida não seja por uma régua ou um fio, mas pelo nosso intrínseco.
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Célia.

      Nossos limites estão em nós mesmos. Não devemos nos impor condicionamentos.

      Um abração.

      Excluir
  3. Olá Anônio,

    Sem dúvida, que o homem tem sempre, é capaz de fazer um pouco mais do que aquilo que pensa.
    No entanto as expressões: "eu não vou aguentar", "eu não posso mais, "ai, eu vou morrer, "não vou conseguir", são muito frequentes em nossas bocas. Todavia, depois de ultrapassado o obstáculo, vemos que fomos e seremos capazes, de muito mais.

    Quanto ao seu blog, à disposoção dos textos, cores, etc. acho que está muito arrrumadinho, exolícito e cada coisa no seu lugar. Já tirou o passarinho azul, e fez bem.

    Bom feriado.
    Abraço da Luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luz.

      Vivemos complicando o simples. A vida poderia ser bem mais leve se não fossem as amarras que nos impomos.

      Obrigado amiga.

      Excluir
  4. Boa noite meu querido Antonio!!

    Antes de mais nada , quero agradecer mais uma vez pela oportunidade que me deu em Blogar Entre Amigos! Foi uma delícia escrever sobre o tema proposto, receber amigos no blog, com palavras super gentis...Nosssa , adorei!

    Que texto esplendido! Quantas lições podemos dele retirar, meu amigo!
    Lendo o texto, fui obrigada a olhar pra mim mesma, e investigar condicionamentos que existem em mim...Hummmmm, ai...alguns alguns...Pensarei a respeito!

    De fato, um dos maiores obstáculos ao nosso progresso e evolução seja em que nível for, é o condicionamento, que paralisa idéias, posturas, e conceitos. Dizem até que o difícil não é termos novas idéias, mas tirar de nós, as velhas....heheheh...Não é ?

    Gostei muito, muito!

    E por falar em condicionamentos, postei um texto em meu Blog, que trata justamente do oposto, creio que irás gostar!

    Beijos e abraços da sua fã de carteirinha!!

    Lu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lú.

      Sou eu que mais uma vez agradece por sua brilhante participação na blogagem coletiva.

      Tardamos cativos de nós mesmos, carregando o entulho do passado, alimentando manias e acomodações. Depois reclamamos das oportunidades que não nos ofertamos.

      Um abração e bom feriadão.

      Excluir
  5. Olá, amigo. Passando por aqui para desejar um ótimo feriado e fim de semana pra vc. Vc disse tudo: Vivemos complicando o simples! È sempre um prazer ler seus texto. Maravilha Antonio! Adorei a Alice. Grande abraço amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Cidinha.

      Um abração e bom feriadão para você também.

      Excluir
  6. A vida é tão simples...Não tem segredo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Mas as pessoas... Depois, tome-lhe reclamar de Deus, do destino, dos outros...

      Um abração e bom fim de semana.

      Excluir
  7. Bom Dia, Antonio!

    É verdade! Nos acostumamos com a "mesmice" e
    ficamos medrosos.
    Muita saúde e sucesso para você!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Jossara. O medo paralisa, faz estagnarem as possibilidades.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir
  8. A gente se condiciona a tanta coisa que passa a viver no piloto automático.
    O exemplo do seu aluno foi perfeito.

    Um abraço, Antonio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Paty.

      De condicionamento em condicionamento, vamos nos encarcerando em limites inexistentes.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.