Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

Não fique triste

Imagem
Deixe que a poesia guarde, eternize a inspiração de Drummond, a vida que sorri numa criança, o tanto de bom que falta e que podemos fazer. Vamos em frente! Sorria!

Tudo passa, como passam as nuvens tormentosas, as noites mais nebulosas... Um dia a vida acorda com sabor de alvorada! Dissipa as sombras tristes, Faz a poesia sorrir. Das cinzas frígidas, O coração ressurge, Como fênix a sonhar. Com os pés na gleba e asas na imaginação. Abraçar o infinito, Redescobrir sua amplidão.

Urubus, a águia e a educação

Imagem
... Sem educação, a cidadania demora estagnada sob o jugo da ignorância... ...a devida ração de mentiras, “pão e circo”...
Antonio Pereira Apon.

Um grupo de urubus capturou um filhote de águia e o levou para uma pequena ilha afastada da costa. A pequenina ave, cresceu assistindo os urubuzinhos “mais fortes, belos e capazes de voar”, se aventurarem nos ares. Voarem para além de onde a visão podia alcançar. Lá onde “só os privilegiados pela natureza. Podiam afrontar terríveis perigos, tenebrosas ameaças, que apenas eles, os superpoderosos urubus podiam vencer”. Ela, a aguiazinha tinha que ser obediente e agradecida pela “bondade e proteção” dos seus “generosos benfeitores”.

Pequenas coisas

Imagem
Tem gente que não dá valor à grandeza das “pequenas coisas”. Perseguem miragens, ilusões encarceradas na pequenez das ditas “grandes coisas”. Aí: Depressão, stress...
Antonio Pereira Apon.

São pequeninas gotas que formam o grande mar, como a cordilheira imensa carece de minúsculos grãos para se formar. Pequenas grandes coisas concebem a poesia do viver: A inspiração da lua, o sol dormitando, a folha a bailar no vento, o rio correndo ao oceano; o sorrir de uma criança, o aconchego de um amor,

A morte. O que é? Quem sabe responder?

Imagem
Ponto final? Paragrafo? Continuação? Reticencias? ... Para onde vai a vida?

Uns creem na reencarnação, outros na ressurreição, uns dormem aguardando o juízo final, outros vagam num sofrer infernal. Para alguns é o ponto final, o termo da vida. Para outros é continuação ou mera vírgula.

A hora só chega, quando é chegada a hora

Imagem
...uma grave doença, não é necessariamente o fim. O fim é quando desistimos de existir... ...Morrer antes de morrer, é desertar da vida enquanto há vida, é a esperança adoentar. não pode ser feliz quem quer ser triste...

Lutar, enquanto lutar é possível. O impossível? À Deus confiar. Não se morre antes da hora! Essa vida só termina, quando o derradeiro trem chega na estação, e embarcamos para o infinito. Morrer antes de morrer, é desertar da vida enquanto há vida, é a esperança adoentar. não pode ser feliz quem quer ser triste, quem desiste,

A pedra de Michelangelo e a educação

Imagem
... como o artista que resignificou aquele bloco rochoso. A educação resgata da “paralisia” o ser humano, conduzindo-o numa viagem transformadora que lhe esculpe a alma, enriquecendo o espírito com a preciosidade do saber que liberta...
Antonio Pereira Apon.

A pedra, a rocha bruta, aquele mármore que viria a ser uma das magníficas esculturas de Michelangelo Buonarotti. Durante anos, séculos, esteve ali em Carrara, “assistindo” à procissão do tempo, na inércia pétrea que lhe estagnava o existir. Foi quando o mestre renascentista a levou para Roma. Aquela viagem, prefácio de uma longa história, com mais de 30 anos, desde a encomenda do papa Júlio II até a conclusão de uma das mais exuberantes esculturas. Diz-se que ao concluir “Moisés”, fascinado pelo resultado, o escultor, batendo na sua criação, gritou: "Perché non parli!?" (Porque não falas!?).

O servidor e o servido

Imagem
Não confunda. Não são “farinha do mesmo saco”, “gatos do mesmo balaio”, nem “esterco do mesmo pasto”. O Servidor serve. O imprestável do servido, só se serve. 28 de outubro, é o dia do Servidor público. O dia do servido pode ser 1º de abril, 2 de novembro...
Antonio Pereira Apon.

No serviço público, encontramos dois personagens bastante distintos: o servidor e o servido. O primeiro, merece todas as glórias e honrarias, é ele que "carrega nas costas" o município, o estado e a união. O segundo, vive procurando um jeito de ser carregado também.
O servidor prestou concurso para um emprego. O servido arrumou um lugar para se encostar enquanto aguarda a aposentadoria.
O servidor trabalha. O servido vende bijuterias, calcinha... toma cafezinho, vai ali na esquina...
O servidor só falta quando precisa. O servido sempre precisa faltar.

Esqueça o tamanho das sombras. Seja como o girassol...

Imagem
...insignificância das sombras, o girassol “bebe” a luz que se derrama para tudo e todos. Saciado de luminosidade, assiste desassombrado o transitar da noite. Aguardando o se reencontrar...

Bons pensamentos, sentimentos e resoluções. São como o sol que nos ilumina. Ao amanhecer, pouco a pouco, os raios solares vão dissipando a escuridão, e à medida que o “astro rei” vai subindo no céu, todas as sombras vão diminuindo até desaparecerem no auge da luz do meio dia. À tarde, enquanto o dia caminha para o ocaso, as sombras vão crescendo, até se misturarem adormecendo a paisagem.

O Servidor e o Encosto

Imagem
28 de outubro ...O Servidor público é gente de bem, cumpridor de seus deveres e merecedor de homenagens. Já o Encosto...
Antonio Pereira Apon.

A palavra Encosto é normalmente usada para designar um espírito obsessor que "não larga do pé" do sujeito. Mas, Encosto de verdade é o que encontramos no serviço público. O Servidor público é gente de bem, cumpridor de seus deveres e merecedor de homenagens. Já o Encosto... ...
Encontramos o Encosto geralmente encostado em algum lugar: Na mesa do colega que quer trabalhar e ele fica atrapalhando, na mesa do cafezinho, comprando lingerie, bijuteria, artigo de sex shop ou qualquer muamba. Também costuma ser visto encostado numa agência de jogo do bicho (fazendo uma "fezinha"), na portaria (tomando conta da vida alheia), fingindo "serviço externo", bajulando a chefia... ... ...

Prêmio Dardos!

Imagem
É sempre muito bom receber um prêmio. Melhor ainda, ser premiado pela amizade, o carinho da indicação de Déia do Blog: “Déia Klier - Trabalhos Manuais”. Me sinto feliz, honrado pela generosa lembrança, e grato pela oportunidade de poder homenagear também a outros Blogs repassando esse selo.

“O Prêmio Dardos foi criado pelo escritor espanhol Alberto Zambade que, em 2008, concedeu no seu blog Leyendas de “El Pequeño Dardo”o primeiro Prêmio Dardo a quinze blogs selecionados por ele. Ao divulgar o prêmio, Zambade solicitou aos blogs premiados que também indicassem outros blogs ou sites considerados merecedores do prêmio. Assim a premiação se espalhou pela Internet.
Segundo o seu criador, o Prêmio Dardo destina-se a “reconhecer os valores demonstrados por cada blogueiro diariamente durante seu empenho na transmissão de valores culturais, éticos, literários, pessoais etc., demonstrando, em suma, a sua criatividade por meio do seu pensamento vivo que permanece inato entre as suas palavras”. As…

Estamos entre os Top100 de literatura. Vote para a vitória

Imagem
Olá Amigos(as).
Estamos entre os Top100 de literatura do Topblog 2012. Nosso Blog: A arte da vida. AponHP. Precisa do seu voto para seguir rumo à vitória.
Vote em: http://selo.topblog.com.br/adserver/selo/logClickRedireciona.php?cod=ad9a847b76_34116769 e não esqueça de confirmar seu voto, através do e-mail que lhe será enviado pelo Topblog.

Valeu! Obrigado!

http://www.aponarte.com.br

A porta, o jardim e o lixo

Imagem
...o “problema dos outros”, pode vir a ser seu problema. Não adianta trocar a porta, fingir que não vê, fazer de conta que não existe. A omissão não protege e a acomodação pode custar caro. A ilha de conforto...

É... Tem gente que adota como lema de vida, provérbios como: “O que os olhos não veem o coração não sente”, “pimenta nos olhos dos outros é refresco”, “quem pariu Mateus que embalance” ou “cada um por si e Deus por todos”.
Aquele cidadão construiu sua casa num aprazível condomínio, mandou providenciar um belo jardim, e uma cerquinha branca (como aquelas de filme americano), para guarnecer seu pequeno pedaço de paraíso. Colocou uma generosa porta de vidro, revestida por uma película espelhada. O que lhe permitia contemplar a bucólica paisagem de pintura impressionista, sem expor o interior da sua morada.

Alegria e felicidade. Qual a diferença?

Imagem
...Pessoas felizes, são como frascos transbordantes de um invulgar perfume. Pessoas meramente alegres, não passam de repositórios de uma fragrância altamente volátil...

Fazendo uma analogia com um precioso perfume, podemos dizer que a alegria é o frasco, felicidade é a essência nele contida. Pessoas que vivem de aparências, experimentam muitas alegrias, contentamentos que vem e vão ao sabor das circunstâncias. Tais criaturas, são como um belo e sofisticado frasco vazio. Conservam apenas um resíduo de felicidade.
Um criminoso sente alegria no êxito do seu delito, um alcoólatra exulta em beber, um viciado em outras drogas ilude-se em saciar o vício. O violento compraz-se em ferir, um consumidor compulsivo busca contentamento em comprar, o egocêntrico... O egoísta... O tirano... Essas "alegrias" representam felicidade? Tais indivíduos são como vidros ocos e prestes a estilhaçar.

Acróstico do professor

Imagem
Uma homenagem ao mal pago professor do ensino público, resistente aos maus governantes. Que apostando na deseducação, sabotam, e sonegam saber ao povo. Parabéns nesse 15 de outubro, aos verdadeiros "professores de ponta" da Bahia e de todo o Brasil.
Antonio Pereira Apon.

Preciosa profissão, Relevante e caro professar. Ontem, hoje e sempre, Facultar saber à nação. Educação libertadora e plural;

Escola e alforria

Imagem
Liberdade sem educação é uma falsa liberdade. A ignorância é uma forma de escravidão.

Precisamos de escola, mas escola de verdade! Onde não se finja ensinar, nem se dissimule o aprender. Sem pacotes de improviso, invenções, malabarismos... Nem projetos mirabolantes, para o destino da verba explicar. Precisamos de escola, onde o profissional da educação, não seja um "sacerdote", mas jamais esqueça de ser professor. Onde o ensino seja realidade, e a metodologia da qualidade, ensine o aluno a aprender. Sem estelionato didático, nem devaneios pedagógicos. A escola e seu contexto, contextualizando o saber, saber sem fronteiras, sem barreiras, conhecimento a transcender. Se o "sistema" é perverso, a escola Não deve jogar o seu jogo, o deseducar o povo, para sempre mal votar.

Transformando pedra em prata

Imagem
Concurso cultural: “E VOCÊ? O QUE FARIA COM A PEDRA?” Essa é a pergunta que respondendo, você pode ganhar lindas joias em prata.

Inspirado em nosso poema A pedra (que tem sido tão plagiado). O Blog Déia Klier - Trabalhos Manuais! Que fará 1 ano em 14 de outubro, organizou uma “Brincadeira de aniversário do blog!” para comemorar a data com suas seguidoras.
“Um maravilhoso anel estilo "Solitário", uma linda gargantilha estilo "Ponto de luz" e um belíssimo par de brincos”, premiarão “as três melhores respostas (mais originais e criativas)”. Visite: http://deiaklier.blogspot.com.br/2012/08/brincadeira-de-aniversario-do-blog.html. Conheça as regras, siga o Blog e participe!
Boa sorte!

Educação. Viva o professor!

Imagem
...professor, esse cidadão que ensina a aprender, esse trabalhador cada vês mais desprestigiado, desrespeitado... No entanto: se alguém permanece analfabeto, é por falta de professor em sua vida, e por falta de educação, vivemos num país violento e ignorante. Com menos escolas e mais presídios, com discursos de mentira e desditas de verdade...

Você pode estar lendo esse texto na tela mais sofisticada do mais avançado computador, ou numa simples folha de papel; pode residir numa casa comum ou num ambiente de alta tecnologia; pode consumir alimentos naturais ou transgênicos; pode comunicar-se à moda antiga, ou via satélite, se locomover de carro, trem, avião e até mesmo de espaçonave; você pode ter uma profissão mas humilde ou ocupar o posto de maior relevância. Você pode tantas coisas! ...

Bons e maus professores. 15 de outubro - Dia do professor

Imagem
... professores, que apesar de todas as adversidades, da exiguidade de recursos e do sistema “jogando contra”. Mantiveram-se íntegros, conscientes e competentes...Antonio Pereira Apon.

Bons professores, são bons semeadores. Fazem florescerem sonhos e frutificarem vocações. Maus professores, péssimos lavradores. Cultivadores de daninhas ervas, devoradoras de quereres, destruidoras de gente.
Bons professores, conseguem combinar: matemática, física, poesia... Maus professores, mal conseguem equacionar, mediocridade e teoria.
Para uns, a escola, é um ponto de partida. Para os outros, é uma poça de estagnação. Os bons, são caminhos. Os maus, ribanceiras.

O professor e o ensineiro

Imagem
Professores de verdade, fazem a diferença. Fazem da educação, um trampolim para o progresso e as realizações. Já os outros...
Antonio Pereira Apon.

O professor leciona por vocação. O ensineiro, não tendo capacidade para coisa alguma, achou no ensino, o caminho mais fácil para se encostar num emprego público. O professor ensina a aprender. O ensineiro nem aprendeu, como pode ensinar? O professor educa. O ensineiro não tem a menor educação. O professor vai para escola trabalhar. O ensineiro vai enrolar, bater papo, conspirar, vender, comprar, jogar carteado, tomar cafezinho...

Game Over! Dia das crianças, infância a se cuidar

Imagem
Para “passar de fase” no “Game” duro da vida. É preciso cuidado e carinho. Educação é o real “password” para um amanhã melhor.

descuidar hoje a criança, é rascunhar um mal futuro Agendar desesperança, tornar o amanhã mais duro.
O hoje perigoso “bandidão”, foi um dia pequenino. Vai ruminar na detenção, a deseducação legada ao menino.

Encontro a poesia...

Imagem
... chave e na fechadura, democracia e ditadura, libertar e se prender. Na nudez e no pudor, na brandura e no terror, revelar ou esconder. Na arte e na realidade, no bem e na bondade, no dizer e no fazer. Na seca e na chuva, Na mão e na luva, No pé e no chão...Antonio Pereira Apon.

Na floração dos campos, nos pássaros e seus cantos. No mar e na maresia, no fiel e sua romaria, fato e aleivosia. Na elite e no povo, no velho e no novo, no ir, no há de vir. No real, no virtual, no insólito e no banal. Na natureza e no progresso, avanço ou retrocesso, artifício ou natural. No tecnológico e no antiquado, no abundante e no minguado, pragmático e sobrenatural. No amor e no ódio, na bomba de potássio e sódio,

Tempos modernos

Imagem
...Nunca gritou tão alto o discurso ecológico, mas a Terra definha ao sabor das vontades do "todo poderoso" interesse financeiro, como uma verdadeira praga, a humanidade "canibaliza" os recursos...

Estranhos esses novos tempos; mais próximos de quem vive do outro lado do planeta, estamos cada vez mais distantes de quem convive o nosso dia a dia. A internet e o celular nos emprestam uma fantástica acessibilidade, no entanto, nunca estivemos tão inacessíveis às necessidades alheias.
A TV segue de forma competente em seu propósito de informar desinformando. Massifica costumes transgênicos, artificialmente modificados, para atender aos interesses do mercado e outros inconfessáveis interesses. No contraponto às campanhas contra a mistura de álcool e direção, repetem exaustivamente os "mantras" das cervejarias.
A mulher, que protagonizou tantas lutas por seus direitos, é coisificada em arremedos de música, que hora lhe trata de "cachorra", hora a reduz …

Efeito Copa. O mito da vontade política

Imagem
Gastos de mais, benefícios de menos. Faz de conta, jogo de cena, factoides e pirotecnias. Vai-se a Copa, as Olimpíadas... Fica o povo para pagar a conta, bancar (e padecer com) os desserviços da politicagem.

Até parece nome de filme, mas é um título bem adequado para tratarmos desse fenômeno nacional. O espetáculo midiático do combate ao trafico, montado no Rio de Janeiro, não tem nada de "vontade política". Afinal, quem já passou da idade de crer em Papai Noel, bem sabe que a única vontade que move nossos políticos é a defesa dos seus próprios interesses.
Durante décadas, a omissão, a incompetência, o descaso e a negligência permitiram que o crime aprofundasse raízes e, agora, sob o "efeito copa", a mitologia politiqueira tenta criar um herói, engendrar um "Shuazeneger dos trópicos". Mas Rio não é Califórnia, Sérgio não é Arnold e garantir um mínimo de segurança, não passa de uma das mais elementares das obrigações de governantes que mereçam algum respeito…

Para antes de votar

Imagem
Não se deixe enganar. O voto errado vai se voltar contra você. Vote com consciência. Não vá atrás de pesquisa, não vote nulo... Vamos fazer uma faxina política?!

Nesses tempos em que nossas "opções" revelam-se uma absoluta falta de opção, cabe alguns cuidados antes de votar.
1 – Não se deixe influenciar pelas pesquisas eleitorais. Tenha personalidade e vote com sua consciência, não caia no conto do “voto útil”.
2 – Não dê muita importância ao que os candidatos falam. Tome extremo cuidado com o que eles calam.
3 – Desconfie de quem usa a religião, a etnia, a opção sexual... Como bandeira de campanha. A demagogia e a dissimulação, andam de mãos dadas com a política.
4 – Uma propaganda eleitoral bem feita, pode esconder a diferença entre a ficção e a realidade.
5 – Promessas de campanha e estatísticas oficiais em boca de candidato, são como Papai Noel. Já passamos da idade de acreditar nesses mitos.
6- Verdade, coerência, ética e ideologia, são palavras paradoxais à prátic…

O viver e a vida que escrevemos

Imagem
A biografia de cada pessoa, é um mosaico de Opções, escolhas, alternativas... Que vão compondo a escrita do destino, traçando, criando e recriando o desiderato de cada um.

Pode: Ser leve como a inocência, ou pesado como a culpa. Ser belo como um poema, ou carrancudo como uma sentença. Ser moderno como a inclusão, ou medieval como o preconceito. Ser doce como o amor, ou acre como o ódio. Ser a melodia da paz, ou a dissonância da violência. Ser o aroma das realizações, ou o odor da estagnação. Ser uma comédia, ou um drama. Ser primavera, ou inverno.