A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Esqueça o tamanho das sombras. Seja como o girassol...





...insignificância das sombras, o girassol “bebe” a luz que se derrama para tudo e todos. Saciado de luminosidade, assiste desassombrado o transitar da noite. Aguardando o se reencontrar...


Girassol.


Bons pensamentos, sentimentos e resoluções. São como o sol que nos ilumina. Ao amanhecer, pouco a pouco, os raios solares vão dissipando a escuridão, e à medida que o “astro rei” vai subindo no céu, todas as sombras vão diminuindo até desaparecerem no auge da luz do meio dia. À tarde, enquanto o dia caminha para o ocaso, as sombras vão crescendo, até se misturarem adormecendo a paisagem.


Alheio a insignificância das sombras, o girassol “bebe” a luz que se derrama para tudo e todos. Saciado de luminosidade, assiste desassombrado o transitar da noite. Aguardando o se reencontrar na alvorada.


Não se atenha tanto às sombras, faça brilharem as positividades no zênite do seu ser. Desensombre, desassombre a sua vida. Seja como o girassol. Mantenha o foco na luz. Reencontre-se, renove-se em cada amanhecer!


Amanhecer no mar.


Gostou desse texto?
Então vai gostar do nosso livro: Um dedo de prosa e poesia. A arte da vida.
Clique abaixo na capa para saber mais e adquirir seu exemplar.


São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...
Compre aqui!



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.

Compartilhe:

10 comentários:

  1. Lindo texto Antonio, realmente é bem assim, girar como o girassol sem temer as sombras ou até mesmo a escuridão!
    Linda mensagem amigo professor e poeta querido!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estar atentos e antenados com a luz, não nos deixa entregues às sombras. A alma humana foi feita para brilhar e evoluir. Não para dormitar na escura estagnação.

      Obrigado Ivone.

      Um abração.

      Excluir
  2. Essa força que nos advém da natureza é a energia vital que nos fortalece em bons propósitos em nossas vidas! Bela metáfora utilizando o girassol!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A natureza é um inesgotável manancial de lições e positividades. Disponíveis àqueles, capazes de enxergar além do obvio.

      Obrigado Célia.

      Um abração.

      Excluir
  3. Linda mensagem, Antonio.
    A gente já sabe disso tudo, mas nunca é demais ler algo do tipo pra "refrescar" a memória e nos "forçar" à prática.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entre o saber e o fazer, colocamos lá no meio a tal da acomodação, o deixar para depois... Esquecemos que o tempo passa e vamos assistindo a vida passar. Depois nos assombramos com as tantas sombras que intentam nos ensombrar a luz.

      Obrigado Paty.

      Um abração.

      Excluir
  4. Olá, amigo poeta. Boa noite! Belissimo poema. Adoro girasol! Desculpe a falta. Vc é muito especial e não poderia deixar de passar por aqui. Deixo um beijo carinhoso e feliz semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Especial é a poesia da vida, a saga humana a caminho da luz, o aprender e ensinar nessa escola do viver.

      Obrigado Cidinha.

      Um abração.

      Excluir
  5. Oi estimado Antônio,

    Por aqui há "luz", muita luz.
    O girassol, "metido" em seu texto, lhe dá fragrância e sentido especiais.
    De facto, nós nos deveríamos comportar, assim, mas, por vezes, não sabemos afastar as sombras de nosso caminho.
    Gostei muito da segunda imagem e de seu significado.

    Beijos da Luz, com estima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem usa por pseudônimo a luz, não pode temer as sombras. Naturalmente as dissipa, carrega na alma seu particular girassol.

      Obrigado Luz.

      Um abração.

      Excluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.