A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

sexta-feira, 5 de abril de 2013

O religioso e a patrulha da vida alheia





...conhecer Jesus e seu evangelho de amor e respeito ao próximo. Como ele, cabe-me propor. Jamais impor um caminho...


Mãos orando.


Designado para substituir um colega que mudara para outra cidade. Francisco assumiu aquela igreja. Não demorou muitos dias para ele tomar conhecimento da “exagerada” tolerância do seu antecessor. “Absurdamente” ali congregavam: Dois gays, uma prostituta, garotas de programa, uma meia dúzia de drogados, um “pretinho macumbeiro”, uns três “cachaceiros”... O tal informante delatou as “mazelas” de metade dos frequentadores, cujo comportamento, o Fundamentalista julgava digno de expulsão.


Num dos dias em que a igreja estava mais cheia, o Irmão Francisco soltou o verbo: - Fiquei sabendo que temos aqui alcoólatras e outros drogados, prostitutas, homossexuais, adeptos do candomblé... Muito me alegra saber que tais criaturas estejam buscando conhecer Jesus e seu evangelho de amor e respeito ao próximo. Como ele, cabe-me propor. Jamais impor um caminho. Por outro lado, muito me entristece assistir falsos cristãos, negando o Cristo ao cultivarem o preconceito, a intolerância, o racismo, maledicência, sectarismo, a aparência... “Hipócritas! Bem profetizou de vós Isaias: Este povo me honra de lábios, mas mantem longe de mim o coração. Vão é o culto que me prestam, porque ensinam preceitos que só vêm dos homens”...


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.

Compartilhe:

12 comentários:

  1. SENSACIONAL, Antônio!
    Em poucas palavras um texto que reflete excelente realidade que vivemos de pregações inócuas! Parabéns!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pregações vazias, divorciadas da verdade, de Jesus, de Deus. Verborreias recheadas de hipocrisia, preconceito e desrespeito aos direitos humanos, à cidadania.

      Obrigado Célia. Um abração e um bom fim de semana.

      Excluir
  2. "...E aquele que nunca tiver pecado que atire a 1ª pedra"...
    Perfeito amigo!
    bj e um bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E sem esquecer o "Fazer aos outros o que queremos que façam conosco".

      Um abração e um bom fim de semana para ti também.

      Excluir
  3. Gustei do relato e da súa lección.
    un forte abrazo e bo fin de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respeito à diversidade, à intimidade, às escolhas e condições de cada um. Lições que o falso moralismo, a hipocrisia, o fanatismo e tantas outras patologias do comportamento humano. Impedem mentes pequenas e estagnadas na má fé ou na ignorância, de conseguirem compreender.

      Um abração e um bom fim de semana para ti também.

      Excluir
  4. Que lindo texto, como todos, muito reflexivo, bem assim meu amigo, a igreja tem de combater o preconceito, aceitar seus adeptos, pois se Jesus disse que não são os sadios que precisam de médicos e sim os doentes, portanto um dia ainda veremos a verdadeira fé sendo pregada com dignidade à todos, esperemos e veremos, acredito nisso meu amigo poeta querido!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Antônio!

    Tudo bem?
    Agora, já melhor, graças a Deus.

    Acidentalmente, eliminou meu comentário. Não tem problema, não. Eu vou, de imediato, fazer outro, com muito gosto (não serão 1/2 minutos do meu tempo que irão prejudicar minhas tarefas).

    Li seu texto, com atenção e com o interesse que os mesmos sempre me suscitam.

    Quem não tiver pecados, que atire a primeira pedra. Essas pessoas, que têm comportamentos, à margem, podem até ser melhores que os outros, que frequentam cultos religiosos, com assiduidade, e batem com a mão no peito, como se diz, por aqui.

    A função de qualquer igreja é receber, aceitar e encaminhar aqueles que "julgamos" fora do rebanho.
    Ninguém pode nem deve excluir ninguém.

    SÓ DEUS CONHECE O CORAÇÃO DE CADA UM DE NÓS!

    Tenha uma linda semana.
    As melhoras, de coração.

    Um beijo, com saudade, da Luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa gente que simula seguir Jesus, costuma esquecer-se de praticar os ensinos do Divino Mestre. Como os antigos Fariseus. Os hipócritas e falsos moralistas de hoje, vivem de dedo em riste julgando e condenando a conduta alheia, enquanto mascaram as próprias mazelas, travestindo-se de religiosos. Desses vaticinou o Cristo: “são condutores cegos; ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova” e ainda: "Sabeis que foi dito aos antigos: -não matareis, e quem quer que mate merecerá condenação pelo juízo. Eu, porém, vos digo que quem quer que se puser em cólera contra seu irmão, merecerá condenação no juízo; que aquele que disser a seu irmão: raca, merecerá ser condenado pelo conselho; e que aquele que disser: és louco, merecerá ser condenado no fogo do inferno.".

      Obrigado Luz. Um abração.

      Excluir
  6. Chegando, ja seguindo
    e gostando muito do que tenho
    para ler.
    Bjins
    entre sonhos e delírios
    Catiaho Alcantara/Reflexo d'Alma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem-vinda! Estamos aqui para somar e multiplicar positividades, dividir aprendizado e subtrair negatividades.

      Um abração.

      Excluir
  7. Preconceito e intolerância fazem parte das raízes dos males do mundo. Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.