Um olhar além do espelho



... espelho meu. Existe alguém mais desconhecido do que eu? Só nos conhecemos de verdade, quando mergulhamos o olhar para além de nosso avatar, máscara estampada, espelhada...


Antonio Pereira Apon.



Espelho em forma de coração.


O que vemos no espelho? O que ele nos mostra? Nele está a aparência de nossa aparência, nossa interface material, “programada” para ser visível, palpável... Mas, conseguimos nos ver? Enxergar nossa essência invisível, intangível? ... Somos o que está além do espelho. Oculto, obscuro, insólito; nosso eu, muitas vezes desconhecido de nós mesmos, escondido em nosso “lado escuro”.


“Espelho, espelho meu. Existe alguém mais” desconhecido do que eu? Só nos conhecemos de verdade, quando mergulhamos o olhar para além de nosso avatar, máscara estampada, espelhada no aço frio. Assim, como podemos nos desconhecendo, conhecer e julgar os outros? ...


Pensemos nisso. Lancemos um olhar para mais além do espelho.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. A visão do nosso interior... dependendo da revelação... cega-nos!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  2. Verdade amigo Antonio, quando temos dificuldades até para nos conhecermos, como queremos conhecer o nosso irmão?
    Podemos fazer uma leve ideia do ele pode nos parecer, eu por mim não gosto de julgar, sei o que é isso, nos julgam por quaisquer motivos, sem nenhum critério, são cobranças absurdas, "você deveria ter feito isso,não fez, coisas assim", sei que é assim e sabes também!!!
    Grande abraço amigo poeta, seus textos são reflexivos, gosto disso!

    ResponderExcluir
  3. Interessante. Nem sempre imagem que transmitimos pro mundo reflete quem somos realmente.
    Esse tipo de questionamento mexe mto comigo, pq acho que eu passo uma imagem diferente do que sou.

    Ah, deixa pra lá...

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Pena mesmo que o espelho só nos mostre o reflexo da aparência...
    De contrário haveria muita gente que nunca se poria na frente de um...
    Beijo amigo

    ResponderExcluir
  5. Olá querido amigo, como vai? Espero que tudo bem :)

    Mais um maravilhoso texto que nos traz uma reflexão muito importante!
    Passei muitos anos da minha vida sendo uma total desconhecida para mim e creio que muitos de nós também vivam assim. Temos o péssimo hábito de analisar, julgar e observar nossos irmãos, mas não paramos um momento sequer para fazer o mesmo conosco... Creio que o auto conhecimento é importantíssimo para termos uma vida mais plena, para desenvolvermos nossas qualidades e amenizarmos nossos defeitos se possível, e com este mergulho interior, também desenvolvemos a empatia,a generosidade e a compaixão, aprendendo a olhar com mais carinho e tolerância para as outras pessoas :)

    Um abração e que seu restinho de semana seja ótimo :D

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Acróstico junino

Precisa de tinta para escanear?

Vidas por um cinto. Sinto...

Poema para o amigo - Feliz dia do amigo!

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Qual o limite da amizade?

Você não precisa de cerveja para ser feliz

Querido defeito de estimação…