Vaso de poesia



Do pouco, o muito; do simples, o complexo. Na poesia: “Em se plantando, tudo dá”.

Antonio Pereira Apon.


Flores e pedras.

Em um vaso;

cabe flores, cabem cores;

cabe um tanto de jardim.

Cabe um que de primavera,

porção de terra da Terra;

cabe um quinhão de mim.

Cabe uma dose de sonho,

parte finita de infinito,

minifúndio para se assenhorear.

Cabe uma fração de vida,

fragmento de lida,

semente a germinar.

Cabe tanto em tão pouco,

cabe até nosso pensar;

em se pensando a gente cria,

se um vaso dá poesia;

que dará poesia plantar?


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Oi, querido Antônio!

    Que imaginação, a de você!

    Vamos plantar poesia em vasos? Ficaremos ricos de alma e coração, e o mundo não será mais mundo, mas um jardim.

    Linda semana, com flores, no olhar.

    Um abração da Luz.

    ResponderExcluir
  2. Antonio que lindo "vaso de poesia"!
    Amei, chegou a primavera, estação climática inspiradora!
    Abraços meu amigo poeta, que tenhas uma linda semana!

    ResponderExcluir
  3. Que bonitos versos, meu caro amigo!
    Poesia sempre rende lindas flores e bons frutos.
    Que a primavera floresça sua imaginação e criatividade!

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Oi Antonio!
    Que lindo!
    Certamente, num vaso de poesia desabrocharia sonhos,
    encantos e "impossíveis"!
    Tenha uma linda semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Quantas coisas cabem dentro de um vaso... teria então tamanho o vaso da alma? Acho que não, e isso é o lado bom da vida. Dentro dele cabe tudo o que sonhamos sentir. Um abraço, lindo poema!

    ResponderExcluir
  6. Pois é, meu caro Antonio! O "mundo" teria outro sabor, se plantássemos poesias... Há muita insensibilidade... Crueldade... Desamor! Bela a sua poesia plantada em versos!
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir
  7. Meu querido amigo

    Como o mundo seria diferente se de cada palavra nascesse uma flor...seria um mundo perfeito.
    Lindo como sempre.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Precisa de tinta para escanear?

Felicidade e as estações da vida

Os pais e a "baleia azul"

Ganhadores. O que faz a diferença

Tempo e amor