A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



sexta-feira, 16 de maio de 2014

"Somos todos macacos". Uma só macacada





... tenta renegar sua ancestralidade hominídea, desmentir os quase 100% do seu DNA. Coisa de “homo” não tão “sapiens”. “Gente” que atira uma preciosa banana...


Antonio Pereira Apon.


Uacari-branco, macaco inglês.


A grande diferença entre nós e os símios propriamente ditos, é que somos uns macaquinhos um tanto mais sabidos que os nossos primos primatas. Em muitos casos, como o dos hooligans, racistas, nazistas, extremistas, fascistas, terroristas, fundamentalistas e outros “istas” aqui não indiciados, a diferença é um tantinho de nada, uma titiquinha.


Tem gente aparentada com gorilas e orangotangos, mico leão dourado ou macaco prego, chipanzé, sagui, bigodeiro, bugio, langure, uacari-branco... Cheio de macaquices e macacadas, hoje o macacão humano tenta renegar sua ancestralidade hominídea, desmentir os quase 100% do seu DNA. Coisa de “homo” não tão “sapiens”. “Gente” que atira uma preciosa banana em um campo de futebol, tentando insinuar que o outro é mais macaco do que ele. Eta macaquice besta! Vai catar piolho macacada!




Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Compartilhe:

2 comentários:

  1. Enquanto isso... privam-se de educação, de sabedoria, de cultura, de amor ao próximo e, no mínimo de conscientização de que, enquanto há fartas mesas, onde se desperdiça... há muitas outras carentes de alimento, de afeto, de amor, de carinho, de um ambiente familiar digno - sem nenhum preconceito. Isso denota o submundo em que o "homem, tido racional, vive"...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi Antonio,
    E viva os macacos! E viva nós, que comemos banana e somos felizes!
    Felicidades para você!

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.