“As aparências enganam”. Mesmo! O golpe (Com mp3)



... Dignidade não tem cor, classe social, gênero, credo, opção sexual... Gente é gente! ...


As aparências enganam, mesmo. O golpe (mp3)
Antonio Pereira Apon.


Sombra.


Naquela hora, apenas uma vendedora e o vigilante estavam na loja de celulares. Dois homens entraram e se dirigiram ao balcão: Um era branco e bem vestido. O outro, negro e humildemente trajado. O primeiro pediu para ver modelos caros de tablets, enquanto o segundo queria um smartphone com um preço mais acessível. A atendente tratou ambos com igual cortesia e atenção, mas não conseguia disfarçar seu olhar de desconfiança para o cliente afrodescendente. Por seu lado, o segurança postado na entrada do estabelecimento, com o canto do olho, “escaneava” preconceituosamente o mesmo comprador.


Enquanto os funcionários se atinham preocupados com Um pretenso ladrão. O sujeito com “pinta de doutor”, enfiou o aparelho mais caro debaixo do paletó, sem ser percebido. Os dois homens saíram sem comprar nada.


Certamente, você já se apressou em suas conclusões sobre esse caso que ainda não terminou. Mas, antes do final, vamos refletir:


De um lado, racistas intentam demonizar negros e santificar brancos. Do outro, o inverso se tenta impor. Como se caráter tivesse a ver com raça, honestidade com etnia. Dignidade não tem cor, classe social, gênero, credo, opção sexual... Gente é gente!


Voltando ao nosso conto:


Mais tarde aqueles homens se encontraram e o que roubou o tablet, retirou do bolso algumas notas e entregou ao outro. Era a sua metade, fruto daquele premeditado e insuspeito golpe.



Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. "Gente é gente", tem gente de todo jeito, nossa, hoje em dia está muito comum pessoas de aparência idônea disfarçando e saindo com o furto sem nem sequer serem percebidos, negros ainda enfrentam muito preconceito, infelizmente!
    As aparências enganam né amigo?
    Abraços, gostei do texto reflexivo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E por conta do preconceito, o golpe deu certo. Somos todos seres humanos. O resto é insanidade e coisa de quem não tem nada de melhor para fazer.

      Um abração.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Precisa de tinta para escanear?

Folclore brasileiro em acróstico

Anonimato, internet e o anel de Giges

Você não precisa de cerveja para ser feliz

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Amigos não tão virtuais

Pai. Sem ser super, ser “Herói”