A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Poema para o poeta num dos dias da poesia





... E agora Drummond?! Aquele “anjo torto”, te mandou “ser gauche na vida”. Ele não entende, como tantos, a apercebe; incompreende a poesia. Vai Carlos! ...


Carlos Drummond de Andrade.


Poesia é janela para o sonhar,

porta para o infinito,

passagem para algum lugar.

O poeta, mago do sentimento;

faz com palavras, alquimia,

com versos; encantamento.

Versa gente e versa rio,

versa a morte e versa a vida,

atiradeira e passarinho.

Vice-e-versa, reversa o que der.

Poeta;

faz até de pedra,

poesia no meio do caminho.

E agora Drummond?!

Aquele “anjo torto”,

te mandou “ser gauche na vida”.

Ele não entende,

como tantos, a apercebe;

incompreende a poesia.

Vai Carlos!

Hoje é seu dia!

Um dos tantos dias do poeta,

da poesia nossa de todo dia.

31 de outubro,

20 de outubro,

21 de março, 14 de março...

Não importa a data,

O lugar

Nesse,

“Mundo mundo vasto mundo”.

Importante, é poetizar!


***


O eterno dia Nacional da Poesia é comemorado em14 de março, homenageando o nascimento de: Antônio Frederico de Castro Alves. Agora temos em 31 de outubro, Outro dia Nacional da Poesia, celebrando o aniversário de Carlos Drummond de Andrade (Lei 13.131/2015). Temos ainda as datas estaduais do Poeta e ou da Poesia: 20 de abril, no Acre (Lei Nº 2.130); 25 de junho, no Pará (Lei Nº 6.195); 08 de agosto, no Amapá (Lei Nº 580); 20 de agosto, comemorando o aniversário de Cora Coralina, em Goiás (Lei Nº 14.866); 31 de outubro, em Minas Gerais, homenageando o aniversário de Drummond); 19 de dezembro, comemorando o aniversário de Manoel de Barros, no Mato Grosso (Lei Nº 7.776). No âmbito planetário, de acordo com resolução da 30ª Conferência Geral da UNESCO em 16 de Novembro de 1999: O Dia Mundial da Poesia celebra-se a 21 de março e em 20 de outubro, o dia do Poeta.



Foto do autor: Antonio Pereira (Apon).


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que
seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon). E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.



Fale conosco.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Compartilhe:

11 comentários:

  1. Importante é poetizar, sentir a poesia, perceber a vida, ela dói, mas é tudo passageiro mesmo, tanto as coisas boas quanto as ruins, ainda bem que é assim, ainda bem!
    Amei ler aqui meu amigo peta querido!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  2. Corrigindo, vi mas não deu tempo de deletar, é poeta e não "peta" a tecla falhou! Mais abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poetizar sempre! Poetizar tudo e todos! A poesia empresta significado e sentidos diversos do vulgar, do lugar comum, da percepção estreita, prosaica apercepção de quem desentende o versar da vida.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir
  3. Olá, querido amigo António!

    Espero que esteja tudo bem com você e sua família, e com esse feriadão (não existe no português de Portugal) é sempre a "bombar" como se diz por cá.
    Sua filha? E os estudos?

    Começo por agradecer seu brilhante e erudito comentário lá no blogue. Aquela do Hamlet, me deixou pensando.

    Bem, vamos falar de poesia? "Bora" lá! António, meu "velho" amigo, eu acho que todos os atos na e da nossa vida deveriam ser poéticos. A vida seria bem mais fácil, bonita, toda em flor. Seja de k espécie ela for, quem faz e lê poesia, com amor, vê o mundo de um outro jeito.
    Você tem um jeitão pra trocadilhos inteligentes sobre qualquer assunto, roçando, por vezes, a ironia com "charme". Agora, por charme, estive olhando sua foto no perfil e te digo k você tem um aspeto excelente, um rosto agradável e ar de homem culto, k o é.
    Voltando ao seu post, acho graça à maneira como vocês aí dizem as coisas: "Vai, Carlos, hoje é seu dia"! Drummond é, sem dúvida, um dos maiores poetas mundiais.
    Não sei quem é o "Anjo Torto", k você refere em seu poema. Depois, me explique, por favor!

    Poesia é vida com sonho, mto sonho, a dobrar, e que queremos, e k desejamos concretizar.

    Aquele abraço, António!

    PS: prometo passar por cá mais vezes, pke eu não gosto de sentir nem pessoas, nem blogues "sozinhos" ou com pouca gente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por cá, tudo vai bem dentro do possível. Após quatro absurdos meses de greve, que só serviram para prejudicar os alunos, a Universidade retomou as aulas. Com o perdão da expressão: Esse país está um mangue! A farsa pseudossocialista acabou e só os feriadões para disfarçar a crise e fazer de conta.

      Obrigado por suas gentis palavras. Mas, você tem se consultado com o oftalmologista? Kkkkkkk...

      Quanto à poesia, ela nos dá uma versão invulgar da vida, pena que a percepção de muitos não a alcance.

      Quanto ao "anjo torto", ele está no seguinte poema de Drummond:

      Poema de sete faces

      Quando nasci, um anjo torto
      desses que vivem na sombra
      disse: Vai, Carlos! ser gauche na vida.
      As casas espiam os homens
      que correm atrás de mulheres.
      A tarde talvez fosse azul,
      não houvesse tantos desejos.
      O bonde passa cheio de pernas:
      pernas brancas pretas amarelas.
      Para que tanta perna, meu Deus, pergunta meu coração.
      Porém meus olhos
      não perguntam nada.
      O homem atrás do bigode
      é sério, simples e forte.
      Quase não conversa.
      Tem poucos, raros amigos
      o homem atrás dos óculos e do -bigode,
      Meu Deus, por que me abandonaste
      se sabias que eu não era Deus
      se sabias que eu era fraco.
      Mundo mundo vasto mundo,
      se eu me chamasse Raimundo
      seria uma rima, não seria uma solução.
      Mundo mundo vasto mundo,
      mais vasto é meu coração.
      Eu não devia te dizer
      mas essa lua
      mas esse conhaque
      botam a gente comovido como o diabo.
       
       De Alguma poesia (1930)

      Volte sempre e cada vez mais. Estou carente de comentários, o povo gosta é de escritos água com açúcar ou textos mais apimentados. Assim, a maioria que por aqui passa, é para consultar as datas comemorativas.

      Um abração, uma bela e charmosa semana.
       

      Excluir
    2. Bom dia, António!

      Graças a Deus que por aí tudo vai caminhando. Aqui, também, tudo igual e satisfatório.

      De facto, não dá pra entender. Greves e ainda por cima, absurdas, que nada resolveram, ou melhor, os alunos foram prejudicados, embora alguns tenham ficado mto contentes. Enfim, cérebro, nem sempre funciona.
      Esse governo tem de mudar, mas só nas urnas, tal pode acontecer. Há k esperar!

      Olha, meu querido, esse ano já consultei dois oftalmologistas, pke uso óculos de meia lua pra ver ao perto, mas, desgraçadamente, nenhum deles foi apologista de cirurgia com laser ou colocar lente, pke eu sou mto doce e meu pâncreas é mto esquisito. Ah, mas vi sua foto e mto bem, mesmo sem óculos e com óculos, ainda me pareceu bem melhor. Você "tá", melhor é charmoso, tem nível e ar erudito. Caso não tenha ouvido isso, nessa semana que passou, então, está escutando, lendo, agora!

      A gente se "conhece" há uns anos já, e portanto, você sabe como eu ajo, falo, discirno, enfim é tudo uma questão da Luz do Céu ou do Céu da Luz.

      Agradeço tua explicação. Não conhecia esse poema de Carlos Drummond. Incrivelmente real e natural! E o que a lua e o conhaque podem fazer a um "homi"!

      Beijos pra você e pra sua adorada menina.

      Excluir
    3. António,

      Não sei se quando uso abreviaturas nas palavras, isso complica a leitura pela (da) sua parte. Me diga, por favor!dela, pela sua parte. me diga, por favor!

      Tudo de bom!

      Excluir
    4. Acho que vou me mudar para a Bahia, sua cidade, porque aqui está chovendo e faz frio (17 graus) de máxima.
      Eu sei que aí as temperaturas estão acima dos trinta e de madrugada nos vinte e tal. "Morro" de inveja, António!

      Um dia bem luminoso!

      Excluir
    5. Não sei se o Brasil suporta até 2018 e o pior, é que as "alternativas" ao que está no poder, não são tão grande coisa. É tudo, esterco do mesmo pasto. A política brasileira nunca foi tão mal frequentada, estão cavando o fundo do poço. Mas é isso que o povo gosta e merece: Uma ração ordinária de pão e circo ao som de musiqueta vagabunda, latinha de cerveja na mão e remexendo os glúteos. Cabeça é só para separar os ouvidos.

      Quanto às abreviaturas, vez por outra, fica estranho, mas termino entendendo. Por exemplo: Ontem vc usou a letra K no sentido de Kê, o leitor de telas, fala cá.

      Chegando na temperatura: Eu prefiro o frio, sem exageros e sem chuva. Quando a temperatura passa dos 28, para mim é uma tortura, hoje mesmo. Desde 6 da manhã que eu estou com o climatizador ligado a cerca de um metro de mim. Calor insuportável, e o verão nem começou. tem estados onde os termômetros passam fácil dos infernais 40. Aqui na Bahia, abaixo de 25, já tem gente tremendo de frio.

      Findando. A poesia de Drummond é magistral, me inspiro muito no estilo dele.

      Um abração.

      Excluir
    6. "Vamos que vamos", como vocês aí falam. Só mesmo Deus sabe se o Brasil chegará a 2018. Pode ser que surja algo menos mau e sobretudo que a segurança seja mais apertada e controlada.
      António, não fique chocado com o que eu vou dizer, mas eu acho que para grandes, grandes remédios. Já tiveram Ditadura Militar e claro k não foi agradável, mas as pessoas andarem "certinhas" é muito bom para elas e para os outros

      Tentarei não usar abreviaturas, aqui. Vou estar com muita atenção.

      Frio? Nossa! Mas os homens, mesmo de inverno, andam de t-shirt, de meia manga, porque dizem ter calor. A temperatura do vosso corpo é superior à nossa e depois há questão hormonal, também, portanto acima dos 25 já é tortura para vocês. Eu tenho ar condicionado/climatizado na casa toda, mas no verão nunca o ligo, porque acho que nunca está calor a esse ponto. No inverno, ligo à noite, só que o ano passado descobri que sou alérgica, me provocando tosse e falta de ar. Bom, vou me embrulhar num cobertor bem quentinho.

      Estive lendo, hoje, mais algumas dele. Adorei.

      "Inté" e abração.

      Excluir
    7. Sei não... Só Deus!Só confiando nele para não desanimar de vez.

      "Inté"! Um abração.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.