28/out. Dia do Servidor Público, inaugurada a Estátua da Liberdade, "Divino, Maravilhoso" estreia na TV Tupi com Caetano, Gil, Gal, Os Mutantes e Jorge Ben...

28 de outubro. Hoje É:

Dia do Servidor Público.


Nasceram:

O empresário americano, criador da Microsoft, Bill Gates, os atores Diogo Vilela, Joaquin Phoenix, a atriz Julia Roberts, a cantora Zélia Duncan.


Aconteceu:

Morreram: O político e escritor Franklin Dória, o Barão de Loreto (1836-1906), Jubiabá (Severiano Manoel de Abreu), capitão do exército e conhecido pai-de-santo baiano (1886-1937). Inaugurada a Estátua da Liberdade (1886), eleito Papa o cardeal Angelo Giuseppe Roncalli, adotando o nome de João 23, sucessor de Pio XII (1958), o programa Divino, Maravilhoso estreia na TV Tupi com Caetano, Gil, Gal, Os Mutantes e Jorge Ben (1968), países árabes reconhecem representatividade da OLP (1974).


ReligiÃo:

Dia de São Judas Tadeu e São Simão (Apóstolos).


Leitura do dia:


No serviço público, encontramos dois personagens bastante distintos: o servidor e o servido. O primeiro, merece todas as glórias e honrarias, é ele que "carrega nas costas" o município, o estado e a união. O segundo, vive procurando um jeito de ser carregado também. O servidor prestou concurso para um emprego. O servido arrumou um lugar para se encostar enquanto aguarda a aposentadoria. O servidor trabalha. O servido vende bijuterias, calcinha... toma cafezinho, vai ali na esquina... O servidor só falta quando precisa. O servido sempre precisa faltar...


Leitura sorteada. Clique para ler:

Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!

A pedra. Nosso poema que tem sido plagiado.Leia clicando na imagem:

Clique para ler: A pedra. Poema de Antonio Pereira Apon.

Datas por mês: |Jan|Fev|Mar|Abr|Mai|Jun|Jul|Ago|Set|Out|Nov|Dez|

Comentários

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Precisa de tinta para escanear?

Felicidade e as estações da vida

Os pais e a "baleia azul"

Ganhadores. O que faz a diferença

Tempo e amor