sexta-feira, 14 de outubro de 2016

A poesia da infância permanece guardada nas lembranças de quem não abortou sua criança interior.

Antonio Pereira Apon


A poesia da infância permanece guardada nas lembranças de quem não abortou sua criança interior.


Por: Antonio Pereira Apon. Leia mais em: Pensata


Pensamentos, prosa, poesia e datas comemorativas sorteados aleatoriamente. Um conteúdo diferente a cada clique na figura abaixo:


Clique aqui.

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Antonio Pereira Apon / Author & Editor

Professor, poeta e escritor baiano, verdadeiro autor do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou...

2 Comentários::

  1. Bom dia amigo Antonio! Que belas postagens que nos incitam a pensar!
    Tenho uma memória muito boa, sempre exercitei minha mente,lendo, escrevendo, pensando e repensado, prestando atenção aos detalhes, tentando viver com disciplina.
    Amei ler aqui, abraços apertados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A lembrança do bem vivido acaricia a alma. Essa nova seção aqui do Blog é dedicada a pensamentos, pequenos convites à reflexão.

      Um abração e um bom fim de semana.

      Excluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Coprights @ 2017, Blogger Template Designed By Templateism | Templatelib| Distributed By Blogger Templates20