Você tem fé? Ou…



... confiar no melhor. Mas, entender que existe um porque nas adversidades. Aceitar que a morte não é o ponto final. Apenas, o fechamento de um parágrafo. Assimilar que as dores não são castigos. São oportunidades de reflexão e amadurecimento da alma. Não reclamar dos problemas. Resolvê-los. Não superlativar as dificuldades. Exemplificar a confiança em Deus, na bonança e sobretudo em meio aos momentos tempestuosos...


Antonio Pereira Apon.



Fragmento de A Criação de Adão, de Michelangelo Buonarroti.


Ter fé:
É pedir menos e agradecer mais.
Orar, mais sobretudo, vigiar.
Menos falar e mais praticar.
Se permitir instrumento de soluções. Não esperar que essas caiam do céu.
Não esperar que Deus faça aquilo que pode, e deve, ser feito pelos homens.
É confiar no melhor. Mas, entender que existe um porque nas adversidades.
Aceitar que a morte não é o ponto final. Apenas, o fechamento de um parágrafo.
Assimilar que as dores não são castigos. São oportunidades de reflexão e amadurecimento da alma.
Não reclamar dos problemas. Resolvê-los.
Não superlativar as dificuldades.
Exemplificar a confiança em Deus, na bonança e sobretudo em meio aos momentos tempestuosos.
Entender que Deus não é monopólio dessa ou daquela religião.
Compreender, que mais importante do que o que esteja escrito em qualquer livro, dito, sagrado. É a escrita de nossos atos e palavras nas linhas da vida.
Atinar, que mais do que querer conversar com Deus. É fazer reverberar a voz do Altíssimo em nossas interações em favor do bem.
Vivenciar as dificuldades como exercícios para nossas reais virtudes.
É contemplar bem menos e exemplificar muito mais.
Converter inimigos em amigos.
Julgar menos e abraçar mais.
Levantar menos muros e construir mais pontes.
Exercitar a tolerância e o entendimento.
Conversar invés de convencer.
Propor no lugar de impor.
Descartar as verdades absolutas.
Colocar Deus acima de qualquer dogma ou convenção religiosa.
Não pactuar com o fanatismo ou qualquer fundamentalismo.
Não se deixar seduzir pelo mais fácil, nem por atalhos fantasiosos.
Não terceirizar responsabilidades.
Não temer o mal. Afirmar-se no bem.
No lugar da pergunta, fazer-se resposta.
Ter fé é estar em sintonia com o bem maior. Deus.


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. MARAVILHA, Antonio! Um dos seus mais belos posts! Silenciosa e profunda reflexão de vida para a vida de todos nós! Obrigada!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos parar de fantasiar a vida, Deus, a realidade... A fé cega e ignorante só serve aos mercadores da "salvação" e desvirtuam as almas entorpecidas pelas ilusões. Obrigado Célia por seu gentil comentário.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  2. António, meu amigo!

    FANTÁSTICO, SIMPLESMENTE.

    Vou ver se ponho em prática algumas dessas sugestões. MUITO TE AGRADEÇO!

    Abracinho e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos nós precisamos praticar mais e mais uma fé verdadeira, sem manipulações, invencionices e escapismos. Entender Deus como ele é, não como foi formatado pelas religiões.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
    2. António, me diz, por favor, o que significa na tua resposta BRT? Merci!

      Excluir
    3. Significa simplesmente... Nada. Nem eu sei como isso foi parar aí! Rs rs rs... Nem tinha percebido. Desculpe.

      Um abraço.

      Excluir
    4. Não tem importância, Tonico. Desculpa, que nada!

      Abracinho, "minino"!

      Excluir
  3. Olá, António
    Excelente reflexão!
    Nem sempre é fácil manter a fé, há momentos na vida de tal forma dolorosos que perdemos a fé em tudo...
    No entanto, se conseguirmos manter a fé na humanidade em geral... tudo se tornará mais fácil.

    Votos de uma semana muito feliz.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fé sempre! Em Deus, na humanidade, na vida... Mas, sem fantasias nem crendices.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Acróstico junino

Precisa de tinta para escanear?

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Meio ambiente, ávida vida

Pernas

Ser feliz é simples. Não complique!

Mangue, bordel, Brasil