A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

domingo, 18 de junho de 2017

Cabeças





... Cabeças que valem, que cabem; cabeças que é melhor esquecer. Preconceituosas, racistas, orgulhosas; cabeças a desvaler. Cabeças que subtraem, cabeças que somam; dividem, multiplicantes cabeças. Otimistas, pessimistas; realísticas cabeças...


Antonio Pereira Apon.



Galateia das esferas, pintura de Salvador Dalí.


Cabeças pensantes, cabeças errantes.

Falantes, silentes; conscientes, inconscientes cabeças.

Cabeças altivas, cabeças bovinas.

Cabeças sujeito, objeto; determinadas, indeterminadas, ruminantes cabeças.

Cabeças que se fazem, cabeças que se deixam fazer.

Agudas, obtusas; moles, duras cabeças.

Cabeças poéticas, proféticas; fanáticas, patéticas cabeças.

Cabeças equilibradas, obnubiladas; Cabeças que se acham, que vivem a se perder.

Cabeças viventes, sobreviventes; plenas, cabeças indigentes.

Cabeças minúsculas, cabeças maiúsculas; dementes, cabeças de gente.

De homem, de mulher; a cabeça que houver.

Religiosas, laicas; Ateias, agnósticas cabeças.

Grandes cabeças, cabeças tacanhas; cosmopolitas, provincianas cabeças.

Ociosas, operantes; inoperantes, cabeças desimportantes.

Cabeças ricas, pobres; preciosas, depreciativas cabeças.

Cabeças que valem, que cabem; cabeças que é melhor esquecer.

Preconceituosas, racistas, orgulhosas; cabeças a desvaler.

Cabeças que subtraem, cabeças que somam; dividem, multiplicantes cabeças.

Otimistas, pessimistas; realísticas cabeças.

Cabeças que sonham, cabeças que fazem; cabeças que realizam, que esperam fazer.

Cabeças que debatem, cabeças que se batem.

Cabeças que se bastam, coerentes; cabeças carentes.

Cabeças que amam, odeiam; cabeças que falseiam.

Jurássicas, futuristas; conectadas, desplugadas cabeças.

Cabeças que são, que parecem ser; adiantadas, atrasadas cabeças.

Fúteis, úteis; simples, complexas cabeças.

Cabeças descartáveis, cabeças eternas; novidadeiras, passageiras, cabeças para não esquecer.

Cabeças…

Quanta cabeça!


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Compartilhe:

2 comentários:

  1. Ah! Quantas cabeças perdidas, sem conteúdo ético, moral e inteligível para sobrevivência de outras cabeças... Cabeças - líderes deploráveis... Que não sejam motivadoras de outras tantas...
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobram cabeças daninhas, inúteis, fúteis... Tem umas meramente decorativas. Ainda bem que há também cabeças preciosas, maravilhosas, dadivosas...

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.