A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Vai a vida, vida vem





... Cabeças ao infinito, pés calçados no chão. Anda, corre a vida; sofrida, sorrida; vívida, vivida! A lida da palma não lida, indecifrável vida, enigmático viver...


Antonio Pereira Apon.


A dança, pintura de Henri Matisse.


Inspirada por sonhos,

doces lembranças;

menos esperar,

mais esperança.

Vai a vida…

No trem do tempo,

no soprar do vento.

Intento,

traçada na linha;

rabiscada,

da riscada mão.

Cabeças ao infinito,

pés calçados no chão.

Anda,

corre a vida;

sofrida,

sorrida;

vívida,

vivida!

A lida da palma não lida,

indecifrável vida,

enigmático viver.

A dança de cada dia,

o ritmo da hora;

giro do agora,

destino a bailar.

No passo,

no compasso;

vai a vida,

vida vem.

Inspirada,

sonhada,

lembrada,

esperançada vida.


Valsa.



Acima de tudo, "É preciso saber viver".





Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Compartilhe:

24 comentários:

  1. Muito legal teu espaço Antônio! Eu que procurava sempre datas especiais para postar matéria afim, achei em teu espaço o indicador certo para minhas futuras postagens! Parabéns! Gratidão também pela honrosa visita em meu blog. Tudo de bom. Laerte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, teres gostado do nosso conteúdo. Saiba que a gratidão e a honra são recíprocas, também gostei muito do seu blog.

      Procuro tornar o espaço mais interativo, indo além da literatura, levando informação e um pouquinho de cultura e diversidade para os leitores. Se desejar, disponibilizo um pequeno código para inserir as datas comemorativas em qualquer site/blog, veja aqui: http://www.aponarte.com.br/p/hoje-e-dia-de-que-e-amanha_09.html.

      http://m.aponarte.com.br/gifs/riso.gif

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  2. Olá, Tonico!

    Mais uma pérola, um diamante dos teus, onde a palavra é virada, trocada, "transformada", enfim, muito talento é preciso para fazer/dar tanta volta e reviravolta, mas a vida é também um pouco, desse jeito, porque o mais importante no meio de toda essa turbulência que a vida tem, é saber como contornar obstáculos, retirar pedrinhas do caminho e espinhos.

    Gata por teu brilhante comentário e por colocares na tua página de Google +, meu poemazeco. Escutaste o vídeo que coloquei lá no blog? Gostaste? É em francês, mas o importante é a sonoridade da canção, em minha opinião.

    Abracinho e bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As palavras, como a vida, precisam e merecem ser bem trabalhadas, exploradas em toda a sua riqueza de possibilidades.

      Diante de uma joia poética, acompanhada de uma bela melodia, nada mais natural, que comentário e divulgação que não carecem absolutamente de qualquer agradecimento.

      E voltando às palavras, vamos de Caetano:

      https://www.youtube.com/watch?v=fsqoCBfucYo

      Um abraço, minha querida amiga. Boa semana.

      Excluir
    2. Ah, que "pouca vergonha" , Tonico (rs)! Então, o 1º verso da canção ... bem, não é nada disso, só que o vocábulo Língua deveria estar escrita em letra maiúscula.
      Um poema forte, na mouche e que "deseja" que os portugueses morram à míngua (rs), depois de tanto elogiar Pessoa.

      Vá, cuidado com a tua língua. Não coma apressado, mas escreva serenamente sua Língua.

      Beijinho, lindo. Amanhã é feriado aí, também?

      Excluir
    3. Algumas composições de Caetano escondem profundos significados, símbolos, analogias e o sentido mais que figurado, se misturam a críticas, elogios, sarcasmo... Não é tão simples, tentar explicar os "hermetismos" desse gênio da MPB. Mas, aqui tem uma análise, um tanto superficial da música: https://diegoagnelo.wordpress.com/2011/03/28/analise-musical-lingua-de-caetano-veloso/

      Um abraço.

      Excluir
    4. Pois, já tive vendo o que era hermetismo, na literatura, pois também existe como doutrina filosófica, é embora goste de palavras com duplo sentido, não me agrada nada que seja hermético, demasiado fechado, obscuro e esotérico, mas cada qual gosta do que gosta.

      O link, que me enviaste, me diz que a pesquisa não encontra resultados, mas muito te agradeço na mesma.

      Excluir
  3. Felizes somos quando damos espaço para que a vida plena, autêntica e simples desenvolva-se em nós!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A plenitude da vida, vivenciada como sol renovado e renovador de cada dia que nasce acordando possibilidades. Aproveitemos!

      https://www.youtube.com/watch?v=RMkfhKOJHBQ

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
    2. Claro que sim, meu querido! Vamo (s) - rs- lá aproveitar a vida e acreditar, porque tempos novos chegarão e como o brasileiro é otimista, por natureza, então, "tudo" vai dar certo, sobretudo no Carnaval (rs).

      Ah, e há tanta gente, aí e em todo o mundo, que precisava ser colocada bem no lugar. Assim, tudo ou quase daria certo, isso sim!

      Uma canção muito incentivadora e que ajuda o ânimo das pessoas.

      Bisous, petit (com 1,74m, ainda lhe chamo petit -rs)

      Excluir
    3. Não seja irônica... Sabes que não pactuo com a alienação carnavalesca e a insanidade pagodeira, que fazem do Brasil uma aloprada "ilha da fantasia". Mas, se não podemos ser esquizofrenicamente otimistas, também, não devemos ser irremediavelmente pessimistas. Assim como o sol de cada dia, em algum instante, ainda que longínquo, as coisas vão mudar para melhor. Afinal, como diz o ditado: "Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe".

      Essa música de Guilherme Arantes, aqui cantada por Caetano, traduz bem o que penso:

      https://www.youtube.com/watch?v=xtcnQUcSkkU

      Um abraço.

      Excluir
    4. Sou, eu sei que sou. Também sei, que és bem moderado.
      A canção é um tanto utópica, mas isso é de eu ser portuguesa, portanto dada a fatalismos e fado.
      Um dia, não sei quando, acho que virá um amanhã melhor.

      Dias felizes!

      Excluir
  4. Oi Antonio,
    "É preciso saber viver", música linda!
    Linda também sua poesia!
    Vida! Gratidão e gratidão!
    Felicidades, querido amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão pela vida e por todas as suas possibilidades. Viva a vida! Felicidades mil!

      https://www.youtube.com/watch?v=04ACara3Tdg

      Um abraço e uma feliz semana.

      Excluir
    2. Minhas esculpas, porque estou fora de sítio nos comentários, mas estou comentando os vídeos, que colocaste.

      Pensei que Gilberto Gil fosse mais novo. Nasceu em 1942 e penso que já tem o cérebro mais no lugar (rs).

      Essa canção é uma homenagem, uma alegoria à vida, que pode ser uma porcaria, quanto uma maravilha, mas a vida é mesmo assim. Bem real essa canção.

      O minino tem muito bom gosto musical e não só, claro. Há uma canção de Salvatore Adamo,
      tradução - c' est ma vie, que é lindíssima e que nos fala da vida, também.

      Inté, menino Toninho!

      Excluir
    3. A vida, seja ela como for, é o que temos para trabalhar, interagir com os outros e nós mesmos. Um mundo melhor não surgirá do improviso, nem por geração espontânea, será a resultante do melhor que fizermos de nossas vidas, ou não.

      https://www.youtube.com/watch?v=1CYMDBgEN2Y

      Triste, mas, bela canção. A vida é o que pode ser, de fato, essa é a nossa vida, a vida de cada ser humano...

      Um abraço.

      Excluir
    4. Ah, ah, que homi (rs) simpático! Muito obrigada, Teu blogue tem amor, desse e do outro (rs).

      MERCI!

      Excluir
  5. Sim, versos que nos instiga a pensar nos significados das palavras!
    Ler com atenção, "a lida da palma não lida..."amei isso, pois quem não se ligar não vai saber interpretar né mesmo?
    Adoro as palavras, sempre nos dizem muito, para mim nem precisa que seja inteira,"meia palavra basta" sinto as energias nelas contidas!
    Amei ler aqui, como sempre!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As palavras vão muito além de si mesmas, dizem bem mais que o raso senso comum. Tens toda razão, tem gente que não consegue entender o que lê, que nem mesmo percebeu que, nessa frase destacada por você, temos a lida do trabalho e a lida do ler propriamente dito. A palma, é a da mão, onde o destino não é, ou não pode ser lido. Quando escrevi essa frase em particular lembrei dessa música:

      https://www.youtube.com/watch?v=ucCiv1WOeqg

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
    2. Como será o amanhã? É a incógnita, que todo o mundo gostaria de saber e aqueles que dizem que vai ser assim ou assado, como ciganas, cartomantes, etc. então pra eles dava sempre tudo certo, porque com "tanta sabedoria" podem alterar o mal para o bem. Tonterias!

      Gostei da canção e da voz maravilhosa de Simone. TALVEZ AMANHÃ, uma lindíssima canção dela, a gente fique sabendo como será o amanhã.

      Tudo de bom, querido amigo!

      Excluir
    3. A mediunidade é coisa séria, não se presta a sortilégios e adivinhações. Mas, como apraz a muita gente ser enganada, os enganadores, se valem da credulidade e da falta de noção desses, usando e abusando do charlatanismo.

      Um abraço.

      Excluir
  6. Oi, Apon, como vai? Primeiro quero agradecer seu carinho no blog, que bom que apareceu para festejar comigo! Essa música diz tudo e seu poema só veio a somar... há momentos em que a vida é sofrida, mas se continuarmos firmes do riscado, o esperançar se sobressai e descobrimos que tudo é uma questão de percepção, e a vida pode tornar-se melhor em um segundo. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É não confundir esperança com esperar simplesmente. Fazer, perseguir o nosso melhor e tocar em frente.

      https://www.youtube.com/watch?v=SWtjTkixv5M

      Um abraço.

      Excluir
    2. Acho que esperança todas as pessoas têm e esperar melhor, todos esperamos, mas temos nossa tarefa, nosso trabalho de casa pra fazer.
      Tocar para a frente é uma expressão, que vocês usam muito, e que eu entendo o sentido, mas, assim à 1ª vista, podemos ser levados a pensar que vão tocando algum instrumento, flauta, por exemplo, e vão caminhando.

      Gostei da canção, que mais uma vez é muito positiva e incentivadora.

      Abracinho.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.