A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



terça-feira, 3 de outubro de 2017

Garrafa de tempo, safra de um ano feliz





… Tudo é o presente e só no presente acontece. Cada átimo é único e em sua brevidade circunscreve a própria eternidade...


Antonio Pereira Apon.


Hip Hip Hurra! Pintura de Peder Severin Kroyer.


Já imaginou, se pudéssemos acondicionar o tempo em barris ou garrafas? Sim. Barris e garrafas! Como se faz com um bom vinho. Seria maravilhoso, se desse para construir uma adega existencial e nela guardar preciosas porções de nossos melhores momentos, instantes mágicos das melhores safras da nossa vida…


Já pensou? Poder abrir a garrafa daquele encontro distante, perdido entre reveses e saudades. Degustar, reviver, sentir de novo… Rebrindar aquela felicidade grande, materializar a lembrança dando-lhe um gosto de agora...


Mas, que pena! O tempo não se permite conter. Flui sem detença, esvai-se irrefreável… Tudo é o presente e só no presente acontece. Cada átimo é único e em sua brevidade circunscreve a própria eternidade. Só à retina da memória, é permitido guardar fragmentos do que se foi. Assim, resta-nos saborear cada fugidio acontecimento, sentir sua essência, cada nota, cada tom do seu fugaz passar. Depois… Só, o recordar...




Um Brinde, pintura de Julius Lebranc Stewart.


O tempo não volta. O que passa, fica em algum lugar do passado




Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Compartilhe:

13 comentários:

  1. Tonéis de felicidade seriam armazenados... Mas, com o tempo percebemos que é prazer maior brindarmos o aqui e o agora... sem deixar para o depois... Poderá ser tarde! Brindemos a vida hoje e sempre!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivamos a vida! o Kairós que passa ligeiro. Se perdemos o real tempo que é o presente...

      https://www.youtube.com/watch?v=m48QhxlE5Ck

      Um abraço

      Excluir
    2. VIVA A VIDA, SEM DÚVIDA ALGUMA!

      Não há vidas perfeitas, sem espinhos, como sabes, mas é muito bom viver.

      O clipe é bem colorido, movimentado e a música é contagiante. Muito bom gosto, o teu.

      Excluir
  2. Na vida tudo passa, precisa passar! O mundo gira, o tempo gira... E no giro do tempo, esse clássico da MPB:

    https://www.youtube.com/watch?v=pD5q9Z_JeP8

    ResponderExcluir
  3. Tempo, vida, transformação, transformadora ação no tempo, rei do viver.

    https://www.youtube.com/watch?v=1B2hUpo5QuI

    ResponderExcluir
  4. Oi, Tonico!

    Que bom seria se tivéssemos a possibilidade de guardar, para sempre, aqueles momentos, BONS, claro, os beijos que não esquecemos, os lugares onde estivemos e que tanto prazer nos deram, as palavras, de amor ou amizade, que tão bem nos fizeram!

    Tal, todavia, não é possível e somente a nossa memória, como você fala no texto, consegue acondicionar tudo isso, mas quem sabe se um dia as "coisas" não mudarão?

    Estive vendo o vídeo, que é nostálgico, mas conta uma história, acho eu. No final, eles se reencontram. E QUE FESTA VAI SER!

    Bonitas e de acordo com teu post são as pinturas, que escolheste: HIP HIP HURRA e O BRINDE! Brindemos, então, à nossa velhinha amizade.

    Beijinho e abracinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo escorre por entre os dedos e só nos resta as lembranças do que foi vivido. "não há mal que nunca acabe, nem bem que dure para sempre". Tudo passa e a gente passarinho, voa nas asas do tempo.

      O vídeo é um clip do desconcertante filme: Em Algum Lugar do Passado (Somewhere in Time).

      Viva o tempo, senhor transformador...

      https://www.youtube.com/watch?v=XU6UdVI9B7I

      Viva a nossa amizade! Velha não! Vivida. E vívida.

      Excluir
  5. Estive escutando os dois vídeos e até li as letras, porque há uma palavra ou outra, que não entendo direito.

    O primeiro, da MPB é nota 10. A letra nos diz tudinho. Nem tudo pode dar certo, mas há que tentar ultrapassar isso, porque nós temos que aprender a fazer a nossa felicidade.

    O tempo é rei, é verdade, e contra isso nada a fazer. Ele manda, ele é "rei", mas podemos dar um jeitinho no nosso destino, acho eu. É preciso inteligência, leveza de espírito, orgulho zero e muita compreensão. Revolta, não ajuda nadinha, bem pelo contrário, só complica e nos "endurece".

    SOLTEMOS AMARRAS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soltar as amarras, voar para além do tempo, dar asas à vida...

      https://www.youtube.com/watch?v=xHfjEkZp5xc

      Excluir
  6. Hoje não é domingo, bem se vê. É nesse dia, e devido, agora, à "Brincadeira" de nossa amiga comum Lourdes e dos participantes da mesma, que as palavras por aqui fazem fila (rsrsrsrs). Mas, deixa que seja sincera, como sou sempre: por que só damos uma "mãozinha" se nos derem duas?

    Eu, que posto, de mês a mês, tenho contigo um procedimento bem diferente, e sempre que posso estou por aqui e acredita que não fico matutando naquilo que as pessoas possam pensar sobre minhas vindas cá, sobre meus comentários ternos e brincalhões, porque eu sempre dei/dou e darei mais do que me deram/dão e darão, e talvez por isso, eu tenho sempre tanto para dar.

    Eu comento os posts dos amigos virtuais, 2, 3 vezes e nem sempre recebo comentário no meu blog. Não faz mal! Não comentam o que eu escrevo, por motivos diversos, mas eu não tenho tempo, nem quero gastar energias com coisas desse teor. Quando quiserem comentar, serão sempre bem vindos.

    Tonico, se achares essas minhas palavras "acutilantes", então, não as passes. O blog é inteiramente teu.

    GOSTO MUITO DE TI!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Particularmente, não me ligo muito para essa coisa do comentar ou não. Claro, que comentários são bem-vindos e denotam interesse.

      Mas , se formos focar neles, desistimos de blogar. São poucos, quando não, raros. Também comento pouco...

      Agora, pode acontecer de aparecer uma destrambelhada top comentarista portuguesa, que sai enchendo o blog de comentários. Rs rs rs... Nesse caso, é muita sorte, isso vira amizade e temos que tomar cuidado para a criatura não ficar convencida, cheia de si... Kkkkkkkkkkk...

      Oi CÉU! Tudo bem? Nem sabia que tu estavas por aí...

      Excluir
    2. Eu gosto de receber, quando dou e se dou a dobrar ou a triplicar, ah, então, acho que receber é questão de bom senso.

      É verdade! Comentas o estritamente necessário. Terás teus motivos, decerto ou então é de teu feitio.

      Cuidado com as destrambelhadas, desmioladas, quer elas sejam portuguesas ou de outra nacionalidade qualquer, porque não nos largam e chegam até a chatear e se elas são cheias de si, ah, aí, então, o melhor é não dar atenção pra elas (rs)!

      Eu só tenho metro e meio de altura, e portanto, passo muito despercebida.

      Excluir
    3. É bem assim. Em geral não costumo ser muito falante e foco no tema do post na hora de comentar.

      Um abraço e um bom dia.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.