13/nov. Dia da Gentileza, família real portuguesa foge para o Brasil... - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Clique na animação abaixo, para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.


Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

domingo, 13 de novembro de 2016

 

                    13/nov. Dia da Gentileza, família real portuguesa foge para o Brasil...              

     

13 de novembro. Hoje É:

Dia Mundial da Gentileza.


Nasceram:

O filósofo Agostinho de Hipona, o Santo Agostinho (354-430), o Príncipe de Mónaco Alberto I (1848-1922), o ator Luis Mello, a atriz Whoopi Goldberg.


Aconteceu:

Morreram: A atriz Mara Manzan (1952-2009), o poeta Manoel de Barros (1916-2014). Família real portuguesa foge para o Brasil na sequência da invasão de Portugal pelas tropas napoleónicas (1807), em 1822 a vila de Porto Alegre (RS) é elevada à condição de cidade, sonda Mariner 9 entra na órbita de Marte (1971).


ReligiÃo:

Dia de Santo Estanislau kostka, São Diogo de Alcalá, B. Eugênio Bossilkov.


Leitura do dia:


Nem Renato Russo, Chaplin, Fernando Pessoa e muito menos os plagiadores. Essa “pedra” é de Antonio Pereira (Apon). O resto é plágio. Confusão? “Achado não é roubado”? “Domínio público”? A lei mostra a diferença...


Leitura sorteada. Clique para ler:

Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!

A pedra. Nosso poema que tem sido plagiado.Leia clicando na imagem:

Clique para ler: A pedra. Poema de Antonio Pereira Apon.

Datas por mês: |Jan|Fev|Mar|Abr|Mai|Jun|Jul|Ago|Set|Out|Nov|Dez|

   
 
 

2 comentários:

  1. A oração do PAI NOSSO sempre me fascinou, desde criancinha quando à noite, após a historinha contada por minha mãe, ela tomava-me as mãos e contritamente a rezava. Também nas aulas de catecismo, quando junto de outras crianças aprendíamos a sua letra e apreendíamos o seu significado. No decorrer das missas, em casamentos, nos terços rezados em casa... Eram tantos os momentos, mas aquele mais precioso para mim era/será sempre aquele em que no silêncio da minha alma busco louvar o Pai, não apenas como uma oração da noite, mas como algo a que recorro em todos os momentos da vida.
    As duas variações desta oração estão simplesmente belíssimas! Ampliam o sentido e se acomodam no nosso coração como uma bela poesia a exaltar a vida, o universo, e o criador de todas as coisas...
    Que belo momento, meu querido, estive aqui a viver!
    Estive também a passear por outras postagens tuas deixando breves comentários. Não sei se chegam ao teu conhecimento, pois percebi depois que algumas são de dois anos atrás.
    Na oportunidade, meu querido, agradeço os afetuosos comentários que me deixaste, pedindo desculpas pela demora em voltar ao teu espaço.
    Que a tua semana seja plena de realizações, de alegria e paz.
    Um carinhoso beijo no teu coração,
    Leninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A oração, seja ela qual for, é a ponte do coração humano para acessar ao Criador. Pena que muitos prefiram erguer muralhas que separam a criatura do Pai e de seus irmãos. Obrigado por sua visita e tão gentis comentários.

      Um abração e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...