Saudade, fragmento do que passou - A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

sábado, 17 de março de 2018

 

                    Saudade, fragmento do que passou              

     

... Não dá para rebobinar a fita, reviver os ecos das antigas rotações; o passado foi analógico, o presente é digital, o futuro? Ainda há de se inventar! Saudades...


Antonio Pereira Apon.


Mãos e livros.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha vigésima sétima participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

Livro lido ou não lido,

impresso,

ou no prelo esquecido.

Memórias vívidas do que passou,

lembranças vividas do que não ficou.

Não dá para rebobinar a fita,

reviver os ecos das antigas rotações;

o passado foi analógico,

o presente é digital,

o futuro?

Ainda há de se inventar!

Saudades, fragmentos do pretérito,

pedaços de momentos idos,

restos de instantes perdidos.

Escritos, inescritos, a se escrever;

livros e álbuns,

discos e cassetes,

disquetes...

Tempo lido ou não lido,

compartilhado e curtido,

ou na folhinha esquecido.


Ambiente antigo - Composição de Antonio Pereira Apon.





Nossas participações no "Poetizando e encantando":


   
 
 

31 comentários:

  1. Amigo Antônio, desculpe-me por ter esquecido de descrever a imagem. O tempo corrido e a idade amigo, contribui para que isto aconteça, esquecer.

    Quanto a sua magnífica poesia, amei! Você fez uma retrospectiva no tempo que não volta mais e a realidade digital que vivemos hoje.
    Foi lindo como escreveu

    Não dá para rebobinar a fita,

    reviver os ecos das antigas rotações;

    o passado foi analógico,

    o presente é digital,

    o futuro?

    o futuro amigo a Deus pertence mas quem viver verá quantas novidades nos aguardam.
    Obrigada por sua atenção, sempre participando, desde a primeira edição que nos da o prazer de apreciar suas lindas poesias, sempre com rimas e versos perfeitos. Parabéns!
    Seja sempre bem vindo! Abraços, tenha uma noite de paz e um amanhecer feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem problemas, esquecimentos acontecem a todos. O livro do tempo na leitura do passado e presente, o futuro, de fato, pertence a Deus, à nossa capacidade de bem escrever o destino, autorar nosso desiderato.

      Um abraço e bom domingo.

      Excluir
  2. Amigo Antônio, mais uma pérola de poesia, uma participação impecável com introdução, poesia ,imagens e música.
    realmente amigo não da para retroceder a vida segue e o presente é uma realidade. Amei sua bela poesia. Parabéns! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida ruma sempre para frente, não tem ré, pausa, nem dá para parar, avança sem retrocesso.

      Um abraço e bom domingo.

      Excluir
  3. Olá, Antônio!
    O que vamos escrever ainda será muito melhor pois levamos maturidade na caneta ou nas mãos que teclam com mais firmeza e serenidade pelo tempo ido...
    Muito boa interpretação, coerente e bem lúcida, sem perder a poesia!
    Seja muito feliz e abençoado junto aos seus amados!
    Abrçaos fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever um futuro melhor para todos, eis a grande tarefa da vida na infinda jornada do existir.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  4. Respostas
    1. Divina é a poesia da vida, de onde tiramos toda a inspiração.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  5. Respostas
    1. A vida é a grande inspiração. Cabe-nos aprender com ela.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  6. O livro da vida tem páginas que nunca serão esquecidas, outras queremos esquecer! Linda! abraços,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É preciso saber escrever no "livro da vida", somos nós os autores das nossas desditas e venturas.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  7. Olá, gostei do seu blog é muito interessante, eu tenho um blog onde escrevo os meus textos de diferentes temas , Fico aguardando a sua visita se gostar pode me seguir.
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas gentis palavras. Já visitei e comentei, também gostei do seu espaço.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  8. Muito bem escrito Antonio!
    Parabéns pelo poetar.
    Bjs e obrigada pela visita.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns à nossa BC. Melhor a cada semana.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  9. Antonio!
    Livro é livro de qualquer jeito... Fonte rica de ensinamento e saudosismo.
    Belíssimos versos.
    Semaninha de luz e paz!!
    “Quando choramos abraçados e caminhamos lado a lado. Por favor amor me acredite, não há palavras para explicar o que eu sinto...” (Renato Russo)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/2018/03/divulgacao-cultural-37-27-poetizando-e.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, não importa a forma como se apresente, o livro é um portal para o infinito de saberes, pensares e sentires.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  10. Amigo Antônio, você sempre me surpreende e com certeza a todos com suas maravilhosas participações. Esta você poetizou e encantou! Parabéns amigo por mais essa linda participação.Amei o vídeo!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você sempre tão gentil em seus comentários... Vamos tentando, poetizar e encantar.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  11. Oi Antonio,
    Maravilhosa poesia! "Saudade, fragmento do que passou"
    Saudade é o sentimento que fica!
    Parabéns!
    Feliz semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudade é o que resta do que já não resta. Falta. É essa dorida ausência presente.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  12. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
    Boa noite António!
    Belissimo poema no poetizando e Encantando. Saudades e fragmentos do passado...tudo isso são sentimentos ainda não esquecidos.
    Abraço e ótima semana.
    Luisa Fernandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sentimentos, pessoas, momentos... Alguns passam, mas, não deixam de ficar. Eis a tal saudade, a presença da ausência.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  13. oi, tonico...

    como habitualmente um poema mto bem escrito e onde jogas com as antíteses, como só tu sabes fazer.

    de facto, o tempo não volta atrás e o que foi já não é e o que está sendo, se debate, e o que será pertence ao porvir.

    gostei da imagem, que colocaste. aquele telefone é tão antigo e tão lindo.

    já não escutava essa canção faz tempo e a cantora tem razão, visto que um beijo será sempre um beijo e amantes, também. nessas atitudes, o tempo não intervém, felizmente, acrescento eu.

    abraço e boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O passado está findo e imutável, o presente é aquilo que estamos escrevendo, vivendo, pensando, sentindo... O futuro, é um esperançar, uma expectativa. Só o agora é real e verdadeiramente útil. Tudo acontece no agora, administrando saudades, lembranças, lições do pretérito.

      Uma canção imortal, uma imagem atemporal. A poesia do tempo que passa, mas, vai se deixando ficar...

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  14. Perfeita sua leitura analógica mestre, para irreversível correria tecnológica, que faz o novo velho e assim olhar no retrovisor torna-se um saudosismo inquietante. Maravilhosa inspiração técnica e lição a ser compreendida custe o que custar. Belo trabalho em mais esta linda edição da Lourdes com suas imagens. Este fim de semana tive um aprendizado com meu velho nem tanto notebook, mas consegui com formatação prosseguir meus trabalhos embora com certo atraso.
    E não vamos rebobinar o que já foi e vamos em frente sempre amigo.
    Meu terno abraço de paz e luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo não para. E se tardamos no retrovisor das saudades, ele nos atropela sem dó. Em frente sempre! Essas intercorrências informáticas atrapalham mesmo. Mas, resolvido o problema, vamos adiante.

      Um abraço.

      Um abraço

      Excluir
  15. Boa Noite amigo Antonio!

    Uma viagem através do tempo sentida em sua poesia! São versos maravilhosos e perfeita sua participação amigo. Parabéns!

    Grande Abraço com os desejos de uma semana maravilhosa!
    Nick

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tempo e a nossa grande viagem. Passado, presente e futuro na escrita do desiderato humano.

      Um abraço.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...