A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

Você já conhece nosso App? Clique aqui para saber mais. Ou na animação a seguir, para baixar e instalar em seu Android..


Tudo cabe no seu App. Bom dia! Clique para baixar e instalar.

sábado, 21 de julho de 2018

 

                    Amizade, poetizando e encantando              

     


... porto, balão, é barco; caetaneano abraçaço. Para além do parentesco, para lá do DNA, para aquém de onde se vá. Amizade. Aqui, ali, talvez alhures; lá, cá ou acolá. Nenhum lugar é tão distante, nenhum tempo é bastante; virtual...


Antonio Pereira Apon.


Paisagem de campos verdes, ao longe uma cidade e um lindo balão  que se afasta  no alto céu.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha quadragésima quinta participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

Muitos abraços cabem em poucas palavras;
grandes, em palavras pequenas.
Abraços plurais, cabem num amplexo singular:
Amigo!
É gota, é mar,
amorizado amorizar;
amar.
Liame, é laço,

    Clique para ler o post completo       
 
 

sexta-feira, 20 de julho de 2018

 

                    Qual o limite da amizade?              

     


Amigo é alguém com quem se pode contar, confiar, compartilhar...


Antonio Pereira Apon.


Amigos abraçados.


Nesses tempos em que se “caça” amigos e seguidores nas redes sociais, gente para curtir e compartilhar tudo e qualquer coisa. A amizade real, parece escassear, entre as descartáveis relações virtuais e artificiais sentires. Mas, amizade de verdade, não é e não pode ser medida em cliques, é uma ligação atemporal e transcendente, elo entre almas, liame incondicional de bem-querer. Algo como conta o filósofo Cícero:


Mergulhando no tempo, vamos encontrar Damon e Pítias, amigos inseparáveis desde pequeninos. Era o século IV a.C., jovens pensantes, andavam por Siracusa a espalhar suas ideias e ideais. Mais loquaz e “revolucionário, Pítias vivia a dizer entre outras coisas, que nenhum homem devia ter poder ilimitado sobre outro. E que os tiranos absolutos eram reis injustos. Aborrecido por demais com aquele discurso, o rei Dionísio, ordenou a prisão dos dois amigos.

    Clique para ler o post completo       
 
 
 

                    Tipos de amigo(?)              

     


Amigo de verdade é uma maravilha. Mas, tem umas criaturas que adoram avançar o sinal e atravessar o samba...


Antonio Pereira Apon.


Sinal vermelho.


Fora o cada vez mais escasso amigo de verdade, aquele amigão do peito. Existe uma infinidade de "tipos" de amigos, alguns deles, quem os tem não precisa absolutamente de inimigo. Vejamos:


O amigo filósofo: tudo que você pede, ele responde que vai pensar.


O amigo Capoeirista: não perde a oportunidade de lhe "passar a perna".


O amigo SUS: só deve ser procurado, se não restar outra alternativa.


O amigo CPMF: é aquele insuportável, que chega dizendo que não vai demorar, mas vai ficando, ficando... ...


O amigo bolsa família: você o maltrata, faz dele "gato e sapato", depois dá um agradinho qualquer, que fica tudo bem.


O amigo Lula: nunca sabe de nada.


O amigo cachorro: quando você está longe, ele late (te xinga, fala mal...), morde (diz que vai bater e até matar), mas quando você aparece, ele abana o rabinho (te abraça, elogia, dá tapinha nas costas...).

    Clique para ler o post completo       
 
 
 

                    Acróstico da amizade              

     


20 de julho é um desses 365 dias do amigo e da amizade. Amigo presencial ou virtual, conhecido ou oculto, secreto, público; novo, antigo... Quem é bem mais que “coisa pra se guardar”. Aquele que te curte no Facebook, segue no Twitter, comenta no Blog...


Antonio Pereira Apon.


Mãos se tocando.


Amigo pode ter outro sobrenome,

mano sem ditame da genética

irmandade que não dá em teste de DNA;

zig do zag, tic do tac, ping do pong;

afinidades se aproximam,

destinos se entrelaçam

encontram-se os amigos.

    Clique para ler o post completo       
 
 

quinta-feira, 19 de julho de 2018

 

                    Amigos não tão virtuais              

     


... nem parecem, virtuais. Não costumam ser muitos, como muitos não são os amigos presenciais, mais como esses, vão chegando de mansinho, e como quem não quer nada, vão se achegando e criando morada em nosso coração. A amizade é adimensional, atemporal, transcende às telinhas, transborda e inunda a realidade...


Antonio Pereira Apon.


Mão na tela touch.


Por trás das palavras digitadas, de cada postagem, de cada comentário, clique… Existe uma pessoa, uma alma, alguém se comunicando nesse intercâmbio, interação, dita, virtual. Uns apenas passam, teclam e se vão, outros aparecem eventualmente, mas, alguns fazem-se constantes, criam laços e vão ficando, semanas, meses, anos…

    Clique para ler o post completo       
 
 
 

                    Amizade. Palavra que não anda bem sozinha              

     


Como bem canta Beto Guedes em "O Sal da Terra": "Um mais um é sempre mais que dois". Assim é a amizade, assim são os amigos. Portanto, durante todo o ano; no dia 20 de julho ou em qualquer um dos outros dias do amigo. Pense nisso.


Antonio Pereira Apon.


Gato e cachorro dormindo.


Amizade:

Com saudade, remete-nos a quem está distante ou ausente,

com sorriso, seca lágrimas,

com luminosidade, dissipa sombras,

com confiança, faz-se porto seguro,

com sinceridade, torna-se companhia,

com verdade, gera cumplicidade,

com cliques, reduz distâncias,

com apoio, motiva parceria,

com alegria, torna-se esperança,

com consolo, empresta-nos fé,

com reciprocidade, cria solidariedade,

com ideais, acorda sonhos,

    Clique para ler o post completo       
 
 
 

                    Verdadeiro amigo              

     


... são poucos, são raros, são aquelas pessoas que fazem a diferença; tornam certas, as horas incertas...


Antonio Pereira Apon.


Pessoas andando.


Amigo de verdade, nem sempre é aquele que frequenta nossa casa, nos acompanha nas baladas, partilha a intimidade do nosso dia a dia; não está sempre de acordo conosco, abonando nossas faltas, justificando nossos erros, massageando nosso ego...

    Clique para ler o post completo       
 
 

quarta-feira, 18 de julho de 2018

 

                    Mais amigo              

     


... diálogo para o monólogo hodierno. Amigo; é o minuto perfeito nas horas imperfeitas, água para a semente, semente para a terra, terra para a...


Antonio Pereira Apon.


Aperto de mão.


Amigo:

é o encontro nos desencontros,

presença na solidão,

certeza na incerteza;

coadjuvante na dor,

parceiro na alegria.

Amigo

é o verso que falta

em nossa poesia.

É palavra para o nosso silêncio,

    Clique para ler o post completo       
 
 

sábado, 14 de julho de 2018

 

                    O laço de um abraço              

     


... Nele cabe esperança e alegria, afeto e poesia; cabe ele e ela, aquele, aquela… cabe o mundo, se se quiser! Cabe o perdão e a fé, a tolerância e a compreensão, cabe o amor e tudo que nele couber...


Antonio Pereira Apon.


Linda menina sentada no chão, abraça docemente um cachorro que com olhar triste deixa-se abraçar.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha quadragésima quarta participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

Como um sorriso, um abraço, é poema na forma de um gesto, o abstrato fazendo-se concreto, o sentimento, achegando, aconchegando. Um laço que enlaça sem querer e já querendo, um nó que não se intenta desatar. Abraço irmão, amigo, fraterno, amante, enamorado, solidário, reconfortante, virtual, presencial, “desintristecente” abraço.

    Clique para ler o post completo       
 
 

sexta-feira, 13 de julho de 2018

 

                    Saber e sabedoria              

     


... saber muito, em alguns casos, emburrece tanto quanto o pouco saber. Quem acumula saberes, não se torna necessariamente sábio. A sabedoria não está no simples fato de se armazenar conhecimento, mas em saber usar bem aquilo que se sabe... A ignorância culta, em muitos momentos, os torna mais estúpidos que os ignorantes propriamente ditos...


Antonio Pereira Apon.


Livro.


Um arrogante professor morreu, chegando no mundo espiritual, julgou-se destinado à uma elevada posição, conforme os títulos acumulados no plano físico. Encaminhado Á uma escola, pensou que seria o diretor ou mestre numa turma avançada... Qual não foi sua surpresa, quando sobre ser "apenas" aluno. Pior ainda quando reconheceu na condição de seu professor, um seu ex-aluno.


- Que brincadeira é essa? _ Bradou surpreso. _ Estudei todas as ciências, fui da física à metafísica (passando pela quântica), domino a filosofia e as religiões, estudei as artes... Como agora ser discípulo de um aprendiz?

    Clique para ler o post completo       
 
 


Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...