A arte da vida. Apon HP

Bom estar com você aqui no A ARTE DA VIDA. APON HP!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.
O silêncio é resposta

O silêncio é resposta

... a má palavra alterca, agride e maltrata, desajusta, complica e se faz nefasta; quando afronta, avilta, desaponta e não importa, é ridícula, mesquinha, pequena e porca; conflitante, soberba e louca, quando translouca... Antonio Pereira Apon. Quando a arrogância esbraveja e a ignorância vocifera, …
Bom dia! Isso não deu nos jornais

Bom dia! Isso não deu nos jornais

... Preste atenção nas notícias. Mas, não esqueça de quanto o mal é exibido, espalhafatoso e loquaz. Sobretudo, lembre que; equilibrado e sereno, o bem segue anônimo e sem escândalo, fazendo acontecer. Antonio Pereira Apon. Todos os dias, os noticiosos trazem manchetes aflitivas que dão conta de um …
Bom dia! Hoje é um poema

Bom dia! Hoje é um poema

... Hoje é um poema que amanhece; rico em perspectivas, repleto de expectativas, transbordante de possibilidades. Hoje é um poema com jeito de rosa; Paradoxo entre sua delicadeza perfumosa e seus agudos espinhos, ao que vamos dar relevância? Hoje é o poema das nossas escolhas, posfácio do ontem, pr…
Rosa Vania, jardim do tempo

Rosa Vania, jardim do tempo

... aroma, tempo, meu jardim que coloriu. Inspiradora flor, florir do tempo, sorrir de brisa, alvissareiro vento; sopro de vida, pro viver, alento. Mulher feito rosa, rosa que nem mulher... Antonio Pereira Apon.  No jardim do tempo, tem tempo que não dá flor; tem tempos d e dá Sorriso, nalguns, quimera…
O Navio de Teseu. Nós e o nosso barco, já não somos os mesmos

O Navio de Teseu. Nós e o nosso barco, já não somos os mesmos

... Avançamos, derrotando monstros internos e externos, superando correntezas e intempéries, quitando os tributos impostos pelas materialidades que nos desgastam, angustiam, adoecem e aborrecem. Mas, vivendo com a convicção de bons navegadores, cientes de que tudo passa, é questão de tempo o rebril…
Tirania

Tirania

... mata, retrinca, intrinca. Farsante o discurso mefisto; fala em Deus, evoca o Cristo... Sinistro fingidor! Depois: os fuzis, os coturnos, soturnos ais; amordaçando a voz, apertando os nós... Antonio Pereira Apon. Tiranos usam máscaras. Mas, não disfarça m suas intenções, déspotas , até fazem graça, m…
Desejo

Desejo

... Como o fogo de Prometeu, de Moisés a sarça ardente; eu, ardendo indigente, carente de você. Ardor de corpo e alma... Antonio Pereira Apon.  Fogo que arde e não queima, teima; arder que me consome, sem consumir o meu querer. F ome e sede de você.
Tô nem aí

Tô nem aí

... me inspira o Deus perfeito, todo bem do bem que é feito, o tempo e o bom labor. Tô nem aí pra quem tarda indiferente, pro omisso, aí nem estou; quero ser alegria para o triste, a esperança que persiste, o alívio para a dor. Tô nem aí pros espinhos da rosa, pro prosear da má prosa, aí nem estou.…
O que é saudade

O que é saudade

... Nuvem que demora, chuva lá fora, olhos a molhar. É cansar de tédio e não ter remédio para descansar; ruminar do agora, desmentir da aurora, horas sem passar. A persistência da memória, que não esquece de lembrar sua ausência sempre presente; silêncio do telefone, mudez do Whatsapp... Antonio Per…
Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Por si só, uma pedra É uma pedra. O uso que fazemos dela é o que faz a diferença: Construir, descansar, brincar, poetizar, matar, esculpir... Poema do livro: Essência (1999), de Antonio Pereira (Apon). Nem Renato Russo, Fernando Pessoa, plagiadores... A pedra (mp3) Antonio Pereira Apon . A pedra Este po…



Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..




Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM