A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!


Clicando na imagem, você lê uma postagem sorteada pelo sistema.



Pensata. Apon HP - Pense nisso...>

Nossos escritos mais recentes:



domingo, 30 de dezembro de 2007

Construindo um feliz ano novo



... o nós ganhará tanta importância quanto o Eu, e o tão sonhado mundo melhor, deixará de ser uma quimera e os nossos desejos de todo novo ano, não mais serão esquecidos, atropelados pela locomotiva conturbada do cotidiano...


Antonio Pereira Apon.


Trem ao alvorecer.


Te desejo um feliz ano novo. Que os próximos 365 dias, não representem apenas uma mudança de calendário, mas uma transformação em nosso pensar, sentir e agir. Um mundo melhor, aguarda por homens e mulheres melhores, capazes de fazer uma "lipoaspiração" no Ego, para retirar o excesso de orgulho e vaidade; combater a mórbida "obesidade" do egoísmo...

sábado, 8 de dezembro de 2007

Os outros

 

Os outros

Autor: Antonio Pereira (Apon)

 

Os outros erram. Nós, cometemos pequeninos equívocos.

Os outros são orgulhosos, vaidosos, se acham! Nós, apenas temos consciência do nosso valor.

Os filhos dos outros, são delinqüentes, mal educados e sem limites. Os nossos, são jovens impulsivos.

Os outros são maledicentes e sediciosos. Nós, fazemos críticas construtivas.

Os outros são ditadores e intransigentes. Nós, somos veementes na defesa de nossos pontos de vista.

Os outros são falsos, mentirosos e enganadores. Nós, omitimos alguns detalhes.

Os outros são dissimulados. Nós, políticos.

Os outros são avarentos e egoístas. Nós, econômicos.

Os outros são irônicos e sarcásticos. Nós, bem-humorados.

Os outros são grosseiros e ofensivos. Nós, dizemos a verdade, custe o que custar.

Os outros são preguiçosos, ineficientes e lerdos. Nós, respeitamos nossos limites.

A fé dos outros, é fanatismo. A nossa, convicção.

Os outros são teimosos. Nós, persistentes.

Os outros são o problema. Nós, a solução.

Os outros são acomodados e indolentes. Nós, resignados.

Os outros são desrespeitosos. Nós, irreverentes.

Os outros são a dúvida. Nós, a resposta.

... ...

Enfim, todas as mazelas estão nos outros, enquanto virtudes abundam em nós. Essa tola e cômoda "terceirização", nos dá também a ilusão, de que as desgraças e desventuras só visitam a existência alheia. Assim nos tornamos individualistas, indiferentes, descuidados, omissos e negligentes. Esquecemos de uma coisa. Para todo o resto da humanidade, "outros", somos nós.

 


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira (Apon) (Além do nome do autor, cite o link para o site http://aponarte.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.