Já é ano novo              

em quarta-feira, 12 de dezembro de 2018



Verdadeiramente novo o ano, quando a fome, a dor e os dissabores dos outros, conseguirem transpor o muro da nossa indiferença...


Antonio Pereira Apon.


Mapa do mundo.


No calendário, na folhinha, no jornal do dia... Já é 1º de janeiro, já é oficialmente ano novo. Resta-nos buscar a nossa renovação interior, para que tempos verdadeiramente novos, tragam melhores expectativas para o nosso planeta azul. Pois o mundo melhor só existirá quando formos seres humanos melhores:


Quando a paz aliançar israelenses, palestinos e todos os beligerantes, sepultando suas guerras estúpidas.


Quando os interesses dos povos, prevalecerem sobre a “jogatina” do sistema financeiro internacional.


Quando a vida(em todas as suas manifestações), for mais importante que a grana.


Quando Deus e os homens, não forem mais joguetes de religiosos e religiões no rentável mercado da fé.


Quando os governantes pensarem mais em sua gente e menos nos interesses escusos da promiscuidade em que chafurda a política. Quando a fome, a dor e os dissabores dos outros, conseguirem transpor o muro da nossa indiferença e receberem o acolhimento da mais fraterna solidariedade.


Quando...



Postado aqui em 01 de janeiro de 2009.





Leia mais escritos para seu fim de ano:


2 comentários:

  1. Antonio!
    Incrível... infelizmente, como sua postagem de 2009 está atualizadíssima! Fatos que incrustaram-se na esperança de atos humanos solucionáveis, que ainda não surgiram. Até quando? Com esperança desejo-lhe que sua renovação interior contagie o humano deste planeta!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. When hunger, pain and displeasure of others can overcome the wall of our indifference and get recognition of the problem and search for solutions to it.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.






Fale conosco:




Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!



Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...


Topo