Bom dia!!! - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Clique na animação abaixo, para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.


Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

quarta-feira, 25 de julho de 2018

 

                    Bom dia!!!              

     

... Para que pré ocupar o seu dia com tantas e tão condicionantes condicionais? É incondicional viver! Como der, for ou puder! Não adianta acumular o entulho inútil dos “ses”. Desacumula, desentulha, desocupa; despreocupa e vai viver! ...


Antonio Pereira Apon.


Pessoa saudando o alvorecer


- Bom dia!

- Mas, se o dia não for bom?

- Que possamos convertê-lo, transformá-lo ou começar a fazer um amanhã que seja melhor.

- Mas, se chover? Se o céu desabar numa tempestade?

- Esperemos o sol rebrilhar!

- Mas, se o tempo não abrir.

- Aguardemos o estrelar da noite.

- Mas, se as nuvens encobrirem as estrelas? Se a noite se demorar?

- O raiar de um novo alvor nos resgatará.

- Mas, se não houver outro dia?

- sempre há outro dia para nos acolher, aqui, ou num outro lugar/ser/estar.

- Mas, se a crise? … A bolsa, o bolso, a carestia, a violência, o (des)governo, a oposição, as outras más notícias? …

- Tudo e todos passam!

- Mas, se? …

- Para que pré ocupar o seu dia com tantas e tão condicionantes condicionais? É incondicional viver! Como der, for ou puder! Não adianta acumular o entulho inútil dos “ses”. Desacumula, desentulha, desocupa; despreocupa e vai viver!

Portanto, para tanto. Bom dia!!!



Postado aqui em 30 de janeiro de 2017.



   
 
 

20 comentários:

  1. Bom dia, bom dia, António!

    Um texto muito positivo e inteligente.

    Somos nós que temos de fazer os dias felizes e deixarmos os "ses" à porta de casa. O mundo mudará, se tomarmos essas atitudes.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viver e viver o melhor de cada dia da melhor maneira possível, fazendo a parte que nos cabe na arte do existir.

      Um abraço.

      Excluir
  2. Nada como guardar apenas o que nos faz bem. Adorei o seu texto.

    Hoje: O meu sentimento não morreu.

    Bjos
    Votos de um óptima Segunda- Feira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Guardar, somente o útil e bom, nada de acumular entulhos emocionais, comportamentais... Sentimentos, pensamentos... Somente os que façam bem.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  3. Muito bom. Por vezes é difícil usar o filtro.. Amei a sua mensagem!

    Beijos e uma excelente semana!

    ResponderExcluir
  4. È isso mesmo o q nao presta tem que extipar da nossa existencia e até acumular faz mal... Guardar apenas o escencial , o que soma e nos faz feliz ..... Valeu primo ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lugar do que não presta, é no lixo, no incinerador... Mas, que primo(a) misterioso(a) é? São apenas algumas dezenas! Rs rs rs...

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  5. Isso mesmo... O importante é participar de alguma forma ...Fazendo....

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde! Muito bom! Devemos levar conosco o que temos de bom!

    ResponderExcluir
  7. Ontem e hoje, já encontrei "n" UnKnown por aí nos blogs. É pena não saber k primo ou prima é esse ou essa, mas pela maneira de redigir, me parece do sexo masculino.
    Ora, ajudando o "primo", k por lapso ou distração escreveu mal "ESSENCIAL".

    Pois é, meu querido Tonico, passamos a vida com "ses" e "mas", mas eu creio k é da natureza humana. Evidente k há gente que adversativa a toda a hora, mas isso já é "doença".

    Gostei da força e da intenção do teu poema. PARABÉNS!

    Bisous.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui ou ali, um se ou um mas, é inevitável. Contudo, reduzilos é um grande exercício de vida, aprendizado do viver. Não lamentar, não especular, seguir em frente! Sempre.

      Inté!

      Excluir
  8. Que lindo! Parabéns pelo magnifico poema, onde nos faz refletir através de um paralelo entre os acontecimentos dos últimos tempos onde esquecemos tudo o que passamos, aprendemos e vivemos, e que de fato tudo passa e as vezes nem percebemos que esta diante dos nossos olhos que, o que nos resta é viver intensamente como se cada dia fosse o ultimo dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo passa, e nós, passageiros do tempo, carecemos aproveitar a dádiva de cada momento, viver a poesia de todo instante.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  9. Boa tarde, meu primo querido. Que bela reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só falta o(a) querido(a) primo(a) se identificar. Rs rs rs...

      Um abração.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...