Mar da vida              

em quinta-feira, 2 de maio de 2019



... Com a bússola da consciência e o mapa do livre arbítrio, navegamos; sob as noites das dificuldades e os dias de alegria, quando nossas...


Antonio Pereira Apon.


Paisagem do nascer do sol, o mar e um barco ao longe que vem surgindo.


No blog Filosofando na vida, a professora Lourdes nos convida a escrever uma frase, verso, poesia, pensamento, mensagem… Sobre uma imagem postada a cada fim de semana. Acima, a imagem sugerida. Abaixo, a minha 80ª participação nessa “brincadeira” intitulada: Poetizando e encantando.


Selo de participação no Poetizando e encantando.

Nessa edição especial da querida BC da Professora Lourdes Duarte, trago uma postagem de 2007, dos primórdios do Blog. De lá até aqui, muito navegamos e seguimos viagem, agora, compondo com cada um de vocês, a frota do "Poetizando e encantando".


Ao nascer, cada um de nós recebe de Deus, uma embarcação para poder navegar no imenso mar da vida. Há grande diversidade nos tipos e condições das naus, tudo de acordo com as necessidades e a carta de navegação do tripulante.


Em geral, iniciamos na baía tranquila do lar, protegidos pela esquadra familiar. Alguns porém, são logo arrastados por correntezas e lançados em alto mar, tendo que muito cedo vencer tormentas inclementes para seguir em frente.


Algumas embarcações navegarão conosco parte do caminho, mas um dia tomarão outro caminho ou atracarão em algum porto que ainda não é o nosso.


Encontraremos embarcações em rota de colisão, teremos que tomar cuidado com os bancos de areia, arrecifes e pedras. E com muito, mas muito zelo cuidar do nosso "barquinho", para chegarmos inteiros e bem, ao nosso destino.

Não podemos descuidar da manutenção, nem de aperfeiçoar e equipar nosso barco, para vencer calmarias e tempestades, usufruir da placidez dos momentos de bonança e suplantar a violência dos instantes adversos.


Com a bússola da consciência e o mapa do livre arbítrio, navegamos; sob as noites das dificuldades e os dias de alegria, quando nossas lágrimas são calmamente recolhidas para o esquecer da imensidão, e os nossos sorrisos, sublimam-se em estrelas, que nos guiam para além da solidão.


Navegamos verões e primaveras, outonos e invernos, encontros e desencontros, venturas e desventuras...


Afinal chegamos ao fim dessa viagem, temos que desembarcar, deixando para trás, tudo o que "tivemos" e recolher aquilo o que fizemos, pois só ao término da jornada, percebemos, que o ter é efêmero e o ser, é que verdadeiramente vale para a "contabilidade" do infinito: nossas lembranças, sentimentos, pensamentos, o bem feito, as alegrias semeadas, as dores aliviadas, as amizades construídas, as contendas dirimidas, os desvios corrigidos, ter vivido e bem navegado a vida, ter aprendido e ensinado, ter amado e sido amado, ter sonhado, acreditado, lutado, feito...



Postado aqui em 31 de julho de 2007


Barco navegando.





Nossas participações no "Poetizando e encantando":

Para exibir/ocultar Clique para exibir/ocultar nossos posts no poetizando e encantando.

53 comentários:

  1. Belas as metáforas utilizadas por você, Antonio, na simbologia da nossa existência! Saber navegar... é uma graça recebida por todos, mas nem sempre sabemos nos conduzir e aos que conosco navegam!
    Excelente reflexão da tênue vivência que temos na terra.
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Querido amigo Antonio,
    Belíssimo este "quadro" da vida que você apresenta. Tua escrita, ao mesmo tempo tão singular e tão encaixada no tema, me encanta e me seduz. Escreves com a alma, meu amigo. Adorei.
    Nosso "barquinho" soçobrará se não o equiparmos com muito amor. Mante-lo sobre as águas, navegando mesmo durante as intempéries, é processo fundamental para nossa sobrevivência.
    Um grande beijo.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  3. Olá Célia e Maria!

    Somos todos navegantes desse mar da evolução. Uns mais ligeiros, outros mais lentos... Navegar, navegar sempre!

    Um abração e um fim de semana com bons ventos e ondas calmas.

    ResponderExcluir
  4. Olá Antonio!

    Eis aí nossa viagem!
    Abraços!
    Tenha um lindo fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. Me ha gustado mucho tu manera de enfocar nuestro paso por la vida.
    Cada persona somos dueños de nuestro barco y cada uno tiene que navegar en él de la mejor manera que sabe, ojalá tuviéramos las suficientes luces para no tropezar y poderlo llevar siempre a buen puerto.
    Ha sido un placer leerte hoy.
    Cariños.
    kasioles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos todos que aprender a tocar o nosso barquinho da melhor forma possível.

      Um abraço.

      Excluir
  6. Boa tarde amigo Antônio! Obrigada por ter desejado sucesso na minha cirurgia e boa recuperação. Também desejo que a sua corra tudo bem e que você logo se recupere. Meus esposo foi cirurgiado de hernia, realmente é simples, requer cuidados para não voltar a hernia. Que Deus guie as mãos da equipe médica e logo você esteja bem.
    Parabéns por esta bela postagem. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse mar da vida, vez por outra temos que colocar nosso barquinho no estaleiro para reparos. Mas, tudo vai dar certo. Deus é o grande comandante.

      Obrigado. Um abraço.

      Excluir
  7. Será que estou a responder no sitio certo? Amei o poetizando!

    Beijo, bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondeu certíssimo. Trouxe o mar da vida para navegarmos todos juntos no oceano de versares dessa BC.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  8. Querido amigo Antônio! Que bom que repostou essa majestosa mensagem que tras importantes reflexãos.
    Inicias emocionando e nos dando um grande alerta.
    Ao nascer, cada um de nós recebe de Deus, uma embarcação para poder navegar no imenso mar da vida.
    Sim Deus nos ama e desde a nossa geração que nos guia com sua luz e que bom ter uma pessoa iluminada como você para nos proporcionar tão importante reflexão.

    Com esse fragmento tão lindo e verdadeiro lhe parabenizo e agradeço pela maravilhosa participação.

    "Com a bússola da consciência e o mapa do livre arbítrio, navegamos; sob as noites das dificuldades e os dias de alegria, quando nossas lágrimas são calmamente recolhidas para o esquecer da imensidão, e os nossos sorrisos, sublimam-se em estrelas, que nos guiam para além da solidão".

    Deus lhe abençoe sempre, seja muito feliz. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iluminada é a inspiração que vem de Deus e viver é navegar na busca do bem, do melhor de cada ser.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  9. Bom dia... Parabéns! Você poetixou maravilhosamente... Que o Sol brilhe em sua vida todos os dias.🙏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brilha sempre o sol dissipando as nuvens e as noites, clarificando o navegar de todos nós.

      Um abraço. Tudo de bom.
      💙 Leia uma postagem sorteada para você.

      Excluir
  10. Meu amigo... Você tem sempre uma bela e brilhante poesia... Um dom de Deus no seu coração... Você vê explendidamente com a alma!!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O grande dom é a vida e a arte escrita é o ditado do existir, em forma de inspiração.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  11. Boa tarde!
    Que bom chegarmos a mais uma edição do poetizando e vivenciamos mais um final de semana que se estenderá a semana vindoura com momentos poéticos belíssimos!
    Sua participação está magnífica!Uma crônica com uma mensagem para que possamos refletir sobre a vida. Somos todos passageiros e não sabemos quando iremos desembarcar. Parabéns! bela inspiração.

    Parabéns por mais essa participação que merece todos os elogios e aplausos! Tenha um fim de semana feliz e de muita paz. bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viver é uma grande viajem e nós, nessa maravilhosa BC, viajamos na poesia, nas ondas do grande mar da vida.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  12. Boa noite, Antônio
    Você poetizou lindamente.
    Aplausos!
    Um carinhoso abraço de
    Verena.

    ResponderExcluir
  13. "Não vamos mentir, Amor verdadeiro é difícil de achar! Mas quando finalmente se encontra, a vida ganha um novo sentido, um novo propósito!"

    Boa Noite de paz e Amor, amigo Antonio!

    "Navegamos verões e primaveras, outonos e invernos, encontros e desencontros, venturas e desventuras..."

    Fez muito bem em reprisar este texto poético com uma sensibilidade ímpar.
    Gostei de lê-o agora nesta noite pois tem um conteúdo bem profundo e dignifica a BC da nossa amiga querida Lourdes.
    Tenha dias felizes e abençoados!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vida e amor no mar de inspiração e poesia em que navegamos todas as semanas nessa bela BC que participamos.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  14. Um texto para ler, reler e muito refletir, poucos navegantes do mar da vida, ou passageiros do trem conseguiram perceber que o "ter" é o alimento da vaidade, é apenas um engordamento do fardo que naturalmente temos que carregar ao longo da existência e um dia tudo se resume na pá de terra. Bem lembrado a importância do "ser", este sim, conta muito para os olhos de Deus!
    Parabéns pelo brilhante trabalho ò alfaiate das letas.
    Abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Alfaiate das letras", gostei disso. Somos, de fato: artesãos das palavras, artífices do versar.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  15. Bom dia. É sempre bom relembrar e reler o que de facto é bom e este texto é muito bom :))

    Hoje :- A tua competência orgulha quem te escuta [Poetizando e Encantando]

    Bjos
    Votos de um óptimo Sábado.

    ResponderExcluir
  16. Olá Antonio
    Que prosa excepcional!Ler, reler, pensar, repensar, refletir e no barco da vida navegar e ao fim da viagem ter o que contabilizar. Arrasou e deixo meus aplausos
    Um ótimo final de semana
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida é essa busca incessante do nosso melhor. Pensar, repensar e navegar sempre.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  17. Olá, meu bem!

    Que excelente metáfora é esse teu post. Parabéns pela tua fértil imaginação.

    De facto, ao nascer, cada um de nós tem seu barco ( e eu, que detesto mar, barcos e similares-rs) e depois havemos de bem navegar, encalhar, conviver com outros "barcos, enfim, se associar, lidar e por fim "naufragar", que é coisa que não entendo, nem aceito, ou seja, o fim.

    Nem "bengala" eu tenho para acreditar na vida depois da morte, nem em encarnação e reencarnação, portanto, viva a vida, preferencialmente à enésima potência.

    Ter é perfeitamente supérfluo e nada diz da pessoa. Ser é bem o oposto.

    Beijos e bom domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acreditando ou não, a vida segue e compulsoriamente, tocamos o nosso barquinho, ainda que com medo ou a contra-gosto. Mas, nenhum porto é o fim, não existe fim! A vida transcende ao tempo, ao estar aqui; à fé ou qualquer descrença.

      https://www.youtube.com/watch?v=pw9qfN7FbA0

      Foi Deus
      Fagner

      Não sei
      Não sabe ninguém
      Porque canto fado
      Neste tom magoado
      De dor e de pranto
      E nesse tormento
      Todo o sofrimento
      Eu sinto que alma
      Cá dentro se acalma
      Nos versos que canto
      Foi Deus
      Que deu luz aos olhos
      Perfumou a rosa
      Deu ouro ao sol
      E prata ao luar
      Foi Deus
      Que me pôs no peito
      Um rosário de penas
      Que vou desfiando
      E choro a cantar
      Pôs estrelas no céu
      Fez o espaço sem fim
      Deu luto às andorinhas
      Ai
      Deu-me esta voz a mim
      Se canto
      Não sei o que canto
      Misto de ventura
      Saudade e ternura
      Ou talvez amor
      Mas sei que cantando
      Sinto o mesmo quando
      Se tenho um desgosto
      E o pranto no rosto
      Nos deixa melhor
      Foi Deus
      Que deu voz ao vento
      Luz ao firmamento
      E pôs o azul
      Nas ondas do mar
      Foi Deuss
      Que me pôs no peito
      Um rosário de penas
      Que vou desfiando
      E choro a cantar
      Fez poeta o rouxinol
      Pôs no campo o alecrim
      Deu as flores a primavera
      Aiiiiiiiiii
      Deu-me essa voz a mim
      Compositores: Alberto Janes


      Um abraço. Uma boa semana.

      Excluir
    2. Sim é verdade! A vida segue, pke o tempo não para (do verbo parar) para nada, nem ninguém.
      Pois, vocês, que professam o espiritismo, e me parece k no Brasil há muita gente seguindo essa doutrina de Kardec (será k escrevi bem o nome do homi-rs?) sabem k morrem, como toda a gente, mas depois vão encarnar ou reencarnar, não sei, noutro corpo e há sempre vida. Enfim, não quero discutir esse assunto, no qual não acredito e me parece um absurdo.

      Sei que o Homem, a Humanidade sempre quis viver e nunca morrer, isso eu sei, ou pelo menos saber que depois da morte, ressuscitará, haverá vida de novo, e desde o momento em k surgiu uma doutrina que diz que ninguém morre, espiritualmente, e um dia todos regressarão, ah, então, já têm "bengala" pra se apoiar, mas ninguém ainda veio à terra dizer o k se passava do "outro lado". Morreu, terminou, a meu ver.

      Gostei mto do vídeo, pke conheço bem o fado interpretado por vários cantores, sendo Amália, a grande Amália, a diva do Fado, a 1ª a canta-lo.

      Ainda bem, que tu acreditas que a vida transcende qualquer coisa. Assim, és feliz, pke esperas uma outra vida.

      Se "foi Deus que deu luz aos olhos", pke não a dá ele a tanta gente, que não enverga. Foi doença, eu sei, mas ele tu pode.

      Beijos, bom domingo e melhor semana.

      Excluir
    3. Justamente o contrário. O espiritismo, retira as "bengalas" e desmonta o mito do Deus inventado pelas igrejas e a incompreensão dele, espalhada pelas diversas teologias. E sim, muitos já voltaram para contar sobre o outro lado, a vida que segue... Kardec está escrito direitinho. Para mim, "absurdo" é o nada, céu, inferno... Mas, não se preocupe em acreditar, viva buscando sempre o seu melhor, fazendo o bem possível, aproveitando o tempo presente, que é onde tudo de fato acontece, o resto, o tempo revelará. Existe muita fantasia sobre as outras vidas, o misticismo esotérico e a crendice, deturpam e distorcem a realidade, gerando descrédito e ferindo a racionalidade. Só estudando o espiritismo para compreender de fato do que se trata.

      Um abraço espirituoso.

      Excluir
    4. Já me explicaste isso por outras palavras, tanto assim k o "vosso" deus não é o tirano de k fala a bíblia. Não criaram um deus só para o espiritismo, mas quase ou então, desmistificam-no.

      "Muitos já voltaram para contar sobre o outro lado", escreveste tu. Isso é mesmo verdade ou é farsa? Então, o k se passa no outro lado?

      Sim, tento viver cada dia o melhor possível, embora nem sempre o "sol brilhe".

      Retificando no meu comentário acima: "mas ele TUDO pode". Não falaste dessa questão, pke, provavelmente eu não iria compreender.

      Um beijo bem vivo.

      Excluir
    5. Deus "pode tudo". Mas, não revoga leis naturais, que vistas apenas do ponto de vista material, não fazem sentido. Só mesmo estudando o espiritismo para compreender certas nuances da vida aqui na Terra.

      Além de muitos casos comprovados, inclusive por exames grafo-técnicos e relatos de fatos que só as próprias pessoas que os vivenciaram poderiam fazer, existe vasta bibliografia de desencarnados, atestando a sobrevivência à morte: Humberto de campos, Victor Hugo, Castro Alves e outros poetas...

      Contudo, acreditar ou não, não faz a menor diferença, isso não é condicional para a evolução do ser humano, avançamos ou estacionamos por aquilo que somos e não por nossas crenças.

      Um abraço vivíssimo.

      Excluir
    6. Olá, meu bem!

      Pois-rs!

      Sim, só estudando o espiritismo para se perceber o conteúdo.

      Exames grafo-técnicos, estive pesquisando, mas não acredito neles, tal como na vasta bibliografia, mas acreditar ou não, não faz qualquer diferença, como tu dizes. As nossas crenças, sejam elas de que espécie forem, são "bengalas" para sermos mais felizes.

      Um beijão, menino!

      Excluir
    7. Bengalas, crenças e descrenças. Cada um com as suas.

      https://www.youtube.com/watch?v=6nzlFzASpkI

      Camisa de Vênus

      Eu acredito no bem e no mal
      Eu acredito no imposto predial
      Eu acredito, eu acredito
      Eu acredito nos livros da estante
      Eu acredito em Flávio Cavalcante
      Eu acredito, eu acredito
      Não vai haver amor neste mundo nunca mais
      Eu acredito no seu ponto de vista
      Eu acredito no partido trabalhista
      Eu acredito, eu acredito
      Eu acredito em toda essa cascata
      Eu acredito no beijo do papa
      Eu acredito, eu acredito
      Não vai haver amor neste mundo nunca mais
      Eu acredito em quem anda com fé
      Eu acredito em Xuxa e em Pelé
      Eu acredito, eu acredito
      Eu acredito na escada pro sucesso
      Eu acredito na ordem e no progresso
      Eu acredito, eu acredito
      Não vai haver amor neste mundo nunca mais
      Eu acredito que o amor atrai
      Eu acredito em mamãe e papai
      Eu acredito, eu acredito
      Eu acredito no Cristo que padece
      Eu acredito no INPS
      Eu acredito, eu acredito
      Não vai haver amor neste mundo nunca mais
      Eu acredito no milagre que não vem
      Eu acredito nos homens de bem
      Eu acredito, eu acredito
      Eu acredito nas boas intenções
      Mas este papo já encheu os meus culhões
      Eu não acredito, eu não acredito


      Eu acredito num abração.

      Excluir
    8. É isso aí -rs, como vocês falam!

      Não posso escutar o vídeo, devido ao adiantado da hora, mas o "Adventista" acredita em tudo e todos, só que, no final, já está de saco cheio, ou serão "sacos" -rs?

      A letra no final é bem desavergonhada. Aqui, se chamam testículos, mas em linguagem safada, pois é esse termo. É com "o" a seguir ao "c" ou com "u"? Fiquei na dúvida. Me esclareça, por favor, já agora! Merci!

      Eu acredito num beijão e num abração. É isso, que mando para ti!

      Excluir
    9. é isso aí mesmo. Rs rs rs... Pelo nome da banda, já começa a desvergonha e é "u" depois do "c". No mais, igualzinho aí, no singular ou no plural.

      Beijos e abraços. Sempre bom acreditar.

      Excluir
    10. Estive escutando agora o vídeo, e a música é bem ritmada, mas um tanto "louca", a interpretação.
      Tô esclarecida qto ao "o" ou ao "u" a seguir ao "c". Thanks!

      E já que estamos em maré de beijos e abraços, então escuta! O dia tem estado péssimo por aqui e eu bem que estou precisando de um A-B-R-A-Ç-O. O tempo mexe comigo. E contigo?

      https://youtu.be/uOLj-HDc3OQ

      Excluir
    11. Eles e as músicas são todos, digamos, um tanto pirados.

      Abraço é bom com qualquer clima. No friozinho, ainda melhor. Aqui, o calor deu um sumiço no outono, diz a meteorologia, que o tempo vai virar a partir dessa noite. Mas, seja como for, estou aqui, abraçado à solidão.

      Um virtual abração.

      Excluir
    12. Me pareceu isso, sim. Gente que não interessa mesmo, penso eu.

      Tens razão e qdo está friozinho um abraço ainda sabe melhor. Se prepare, pke aí vai começar o tempo fresco e aqui o tempo mais quentinho, diz a meteorologia, mas eu já nem acredito.

      Escutaste o vídeo? Te consolaste um pouquinho, ao menos? Julio Iglesias y su eterno romantismo.

      Te entendo tão bem! A solidão dói, mas a gente não deixa ela tomar terreno e usa a imaginação, que nos transporta até onde quisermos. Valeu?

      Beijão, abração e NÃO à solidão!

      Excluir
    13. Consolado . Bem assim... Que venha o friozinho!

      Um abraço. Bom fim de semana.

      Excluir
    14. Ainda bem que você tá consoladinho. Que venha o calorzinho, então!

      Beijão, menino!

      Excluir
  18. Uma bela oportunidade da reedição de uma inspiração sábia sobre esta nossa travessia
    por mares de todos os tipos e movimentos. Analogia criativa amigo neste remar e remar,
    até que um dia possamos ancorar nosso barco nesta difícil travessia.
    Grato pela partilha de uma bela construção que encanta na definição clara desta vida.
    Um bom domingo de uma feliz semana de paz.
    Meu abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a vida, o navegar, desiderato de cada um de nós. Seguimos tocando nosso barquinho, sempre em busca do melhor, de um porto seguro no porvir.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  19. https://saboreioanatureza.blogspot.com/

    Olá caro amigo António!
    Uma realidade da vida, uma mensagem bem construída, entre vida e mar há um Deus a nos amparar. Belíssima oportunidade de frases analógicas e ambíguas e muito bem inspiradas que dão sentido ao remo da vida e ao extenso marejar. Parabéns e aplausos.
    Uma braço de paz e ótimo Domingo.
    Luisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus é o grande comandante e cada um de nós, um marinheiro tocando o próprio barquinho na ventura de vencer esse grande mar do existir.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  20. Antonio!
    Viajei em seus versos, com sua bússula, em seu passeio por esse mar de amor pela vida.
    Linda participação.
    cheirinhos
    Rudy
    https://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2019/05/divulgacao-cultural-38-80-poetizando-e.html

    ResponderExcluir
  21. Olá António!
    também fiquei a pensar se deveria escolher esse barquinho! gostei muito da simplicidade da imagem
    mas finalmente fui pela mulher, maio, flores, Maria…
    https://poesiesenportugais.blogspot.com/
    o seu texto é muito agradável, bonito de valer, e ficamos felizes com a viagem
    o barquinho chega repleto de bons sentimentos e de amor !
    assim deveria ser a vida de todos nós :)
    abraço António,

    Angela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que fazemos do nosso barquinho, no que transformamos o nosso navegar é autoria de cada um de nós. As condições, Deus nos dá.

      Um abraço. Tudo de bom.
      😢 No reino da Balbúrdia.

      Excluir
  22. Boa noite!

    Chegando com o convite do Poetizando e Encantando.
    Costumeiramente posto esta BC nas quintas feiras a noite, mas esta semana só está sendo possível hoje.
    Uma das minhas netinhas, se submeteu a uma cirurgia de urgência e até descobrir e operar foram dias difíceis para todos nós, pois os exames não identificavam o apêndice, só sendo possível a cirurgia depois da identificação.
    Graças a Deus , ontem recebeu alta e está se recuperando bem. Minhas netas são meus amores e de todos da família.
    Estava sem chão e sem inspiração. Como essa edição é especial em homenagem a todas as mães, repostei poesias e editei a postagem.
    Peço desculpas.
    Desde já desejo a todas as mães de sangue e mãe de coração, Um feliz dia das mães. E para quem não é mãe ou tem sua mamãe junto de Deus, muitas bênçãos.
    Abraços da amiga Lourdes Duarte.


    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.







Fale conosco:




Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!



Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...


Topo