Versos ao tempo - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Por onde anda você?

Você, que vaga em meus sonhos, qual a brisa de outrora; acordando sentidos, acarinhando sentimentos; exumando lembranças, memórias ...

Versos ao tempo

Publicado em sexta-feira, 31 de dezembro de 2010



... Lutar. Não peito a peito mas ombro a ombro. Converter as trincheiras em...


Antonio Pereira Apon.


Ampulheta.


As palavras dispersas do passado

o tempo reuniu

em versos de comunhão.

Convidando-nos para:

Despir os trapos rotos do pretérito,

vestir de esperança o amanhã,

trocar o dividir pela soma,

somar o multiplicar.

Lutar.

Não peito a peito

mas ombro a ombro.

Converter as trincheiras

em jardins,

transmutar

as armas em flores,

perfumar os corações

com o hálito da paz...


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM