Palavras guardadas, a flor e o jarro - A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

 

                    Palavras guardadas, a flor e o jarro              

     

... definha a palavra enclausurada, sem prosa e nenhuma poesia, desalinha, sufocada, torturada. Como a bela...

Antonio Pereira Apon.


Flor de papel.

Palavras guardadas

são forças contidas,

pensamentos,

emoções tolhidas.

Qual no jarro onde jaz a flor,

definha a palavra enclausurada,

sem prosa e nenhuma poesia,

desalinha,

sufocada, torturada.

Como a bela flor,

a palavra guardada,

vai descolorindo,

desflorindo,

sobre o jarro que a velou.




Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

6 comentários:

  1. Oi Antônio.

    Me apetecia "roubar" essas flores tão lindas de cor lilás, que você tem por baixo da sua postagem, de há pouco. Não devo, não é? Pois eu sei. Não roubar é um dos dez Mandamentos.

    Suas palavras, hoje, vão para a IMPORTÂNCIA DA PALAVRA.

    A PALAVRA É TÃO IMPORTANTE! MAS, DEVE A MESMA ESTAR E SER APLICADA, EM CONTEXTO PRÓPRIO, E NÃO BANAL.

    Tem vendido bem seu livro? Em Portugal, a maior parte dos autores vendem pouco, não dá para cobrir os custos. Só mesmo autores muito consagrados, vendem bem ou então alguém que apareça no meio Lirterário, dizendo palavrão e inventando "história da noite".

    Resto de dia feliz.
    Abraço da Luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luz.

      A palavra é uma das sublimes ferramentas da sabedoria. Deveriam ser bem tratadas, cuidadas, bem usadas. Mas tem gente...

      Quando quiser reencontrar as flores, basta revisitar o blog.

      Quanto ao livro, a vendagem está llleeeennnnnntttttaaaaaa. Escrever é coisa de teimoso, o povo quer é pagode, funk...

      Um abração.

      Excluir
  2. Bom dia amigo poeta, lindos versos como sempre, palavras, ah, além do mais elas têm força total que nos levanta o astral ou nos derrota de vez, mas é assim, pois é meu amigo, eu escrevo, mas nunca pensei em ganhar dinheiro com isso, só o faço por amor ao que sinto, seja o que for, ainda bem que tem os blogues, assim posso dizer o que vai em minha alma e mente e quem sabe até ajudar pessoas a pensar, pois o que aprendi na vida foi isso mesmo, assim como você, pensar!
    Abraços e parabéns pelo seu lindo dom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ivone.

      A palavra é força, energia que quando usada para o bem, constrói. Pena que tantos maltratem o dom da palavra, usando-a para maltratar.

      De fato, os Blogs são um grande veiculo de socialização dos nossos escritos. Mesmo porque, ganhar dinheiro com literatura, é uma utopia, coisa para poucos afortunados. O povo quer pagode, funk, “mulher fruta”... Autor que está fora do circuito editorial, lança livro para realizar um sonho, concretizar um ideal. Geralmente, é perder dinheiro. Pois a vendagem é pífia. Quem manda não saber jogar bola ou rebolar com musiqueta vulgar? Rs rs rs...

      Um abração e bom fim de semana.

      Excluir
  3. Olá bom dia!
    O segundo POETIZANDO E ENCANTANDO já está no blog esperando você. Seja bem vinda.
    Estendo o convite aos seus seguidores que desejarem conhecer meu blog, seguir e participar da brincadeira.
    Abraços, tenha um abençoado Domingo.

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...