Poeta inacabado, poesia em construção - A arte da vida. Apon HP

Bom estar com você aqui no A ARTE DA VIDA. APON HP!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Poeta inacabado, poesia em construção

Publicado em terça-feira, 13 de novembro de 2012



Sem máscaras, rótulos, normas, regras, formas, amarras... Livre a poesia, liberto o poeta. Construindo, tecendo, criando, dando asas ao versar sempre a concluir.


Antonio Pereira Apon.


Montando quebra-cabeça.


Perdoem-nos os puristas,

os rigoristas,

que rendem à métrica,

obediente devoção.

Somos adeptos do livre poetar.

Nem da rima somos fieis profitentes !

Nossos versares irreverentes,

Só a inspiração pode regrar.

Versamos versos brancos, pretos, azuis... De toda cor.

Desregrado versejar,

verter d’alma arte escrita;

sentida, dita...

Qual a forma que nos norteia?

A do pássaro que gorjeia,

da liberdade sem peia;

da floração do campo,

da mulher e todo encanto;

do ir e vir do mar,

do amar...

Norteia-nos:

Uma constante inconstância,

itinerante permanência,

inquieta quietude,

completa incompletude,

a transitoriedade das certezas,

indefinidas definições...

Não cabemos numa definitiva sentença,

no rótulo de um estilo,

na ditadura de uma forma...

Se um dia nos rendermos,

aceitarmo-nos “prontos”,

estaremos findos,

seremos idos,

uma lápide,

paginas empoeiradas,

quiçá lembranças? ...

Eu e ela.

O poeta.

A poesia.



13 comentários:

  1. Oi estimado Antônio,

    O poeta é o ser mais livre que há nesse mundo.
    Repare que alguns, pelo menos, aqui, em Portugal, se recusam a ter BI.
    Não querem regalias, nem Segurança Social, não têm casa, nem bens e vivem à custa do que vão escrevendo.

    Claro que são um pouco "loucos", mas são os que melhor escrevem, sem duvida.

    Não há bitola nem medida pra suas vidas.

    A poesia e o poeta se amantizaram, para sempre.

    Abraço da Luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho um tanto desatinados esses “um pouco loucos”. Por outro lado, temos ditos “poetas” prostituindo a liberdade do poetizar, curvando-se aos caprichos mercadológicos, aos modismos fugazes, aos artifícios acadêmicos, ditames estilísticos... Assim vão sufocando, matando a essência poética.

      Um abração Luz.

      Excluir
  2. Antonio, lindo poema libertador, o poeta tudo pode, tudo sente e tem o direito de expor, quem quiser que o interprete e sinta a poesia que é mesmo a alma do poeta!
    Amei!
    Bom fim de semana prolongado amigo poeta querido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem a essencial liberdade, a poesia é natimorta, artificio literário de letras perecidas.

      Um abração. Obrigado Ivone.

      Excluir
  3. Essa é a liberdade mais suprema que possa existir: o poeta e sua poesia! Imaginação aflorada tão somente!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem liberdade de verdade, a poesia é uma verdadeira mentira.

      Obrigado Célia. Um abração e bom feriado.

      Excluir
  4. Oi, Antonio!

    Lindo, lindo!
    A poesia descortina mundos para que os poetas
    observem!
    Tenha um ótimo dia!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. apon, adorei seu poema, e acho que a poesia transcende as barreiras das regras ortográficas ou da perfeição a beleza dela está contida na essência. Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. OLá meu querido poeta Antonio!

    Gostei muito da tua poesia porque além de verdadeiramente uma obra de talento e arte, ela vem ao encontro do meu pensar sobre a liberdade de espressar sentimentos através das palavras.
    E sobre o tema que abordaste em tua poesia, tempos atrás senti-me desconfortável ante uma observação sobre uma poema meu, por um senhor que me advertiu quanto a ausência de ritmo e métrica, e outras regras ...E respondi-lhe mais ou menos assim, em forma poética:

    " Chora não,Centelha!
    Ante o desprezo que recebes
    pobre escrivã de psedo arte-manhas!
    Preferível quardar o sonho que à tua alma vitaliza
    a dar-te de bandeja
    à vassalagem acadêmica!"...

    Tenha um excelente final de semana , poeta!
    Beijinhos da Lu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostar ou não gostar da nossa arte, é um direito de cada um; Querer desqualificar ou tentar enquadrar em qualquer forma de "fundamentalismo"... Tem muitos desses, que rimam nada com coisa alguma e se acham. Só se acham. Na verdade estão é mais perdidos do que gota no oceano.

      Um abração Lú.Uma boa semana.

      Excluir
  7. Olá meu caro,

    é sempre bom passar por aqui, com a leitura aleatória ficou melhor ainda, porque tem sempre a surpresa.
    O verdadeiro poeta transcende... às regras, aos moldes, à moda. Ele só segue a alma!!!!

    Grande abraço

    Leila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O poeta é uma especie de "médium" que comunica a poesia, essa "entidade" universal. É o transmissor da mensagem do infinito, antena transcendental da inspiração.

      Obrigado pela visita e comentário. Um abração e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM