Acróstico do dia das Mães - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

sexta-feira, 20 de abril de 2018

 

                    Acróstico do dia das Mães              

     

Um poema, uma mensagem, homenagem à minha, à sua, a todas as Mães.


Antonio Pereira Apon.


A virgem dos rochedos, pintura de Da Vinci.


Sereno poema humano,

encanto maternal,

gera, floresce, frutifica;

ungido amor,

natural,

divinal,

onipresente doação.


dedicada e delicada flor,

odor do mais puro bem querer;

manifesta emoção,

incondicional razão,

natureza toda feita mulher;

guardiã da vida,

ode à perpetuação.


dia das Mães,

esse e todos os demais.


mães de todos os dias,

atemporais desvelos;

inspiração e magia,

oníricos vínculos.



(Postado aqui em 09 de maio de 2013).



Mãe Terra.




Show de imagens.






   
 
 

16 comentários:

  1. Oi, Antônio!

    Tudo bem?

    Passando, hoje, não para comentar suas postagens, mas sim para o convidar a aceitar ou não, um selo, que se encontra na lateral direita de meu blog, "Afetos e Cumplicidades".

    Sinta-se, completamente, à vontade, para decidir.

    Abraço da Luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, Luz. Vou passar lá para pegar o selo, assim que eu terminar as mudanças que estou preparando aqui para o Blog.

      Obrigado. Um abração.

      Excluir
  2. Antonio, lindíssimo acróstico em homenagem ao dia das mães!
    Amei ler!
    Sua sensibilidade comove, meu querido poeta!
    Abraços e obrigada pela parte que me toca nesse lindo poema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todas as homenagens são poucas, diante do tanto que as mães representam.

      Obrigado. Um abração.

      Excluir
  3. Meu amigo, sou fão número 1 de acrósticos, acho uma das formas mais lindas em poetar.
    Esse, em homenagem ao dia das mães, feito por você, está carregado de emoções.
    Parabéns.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O acróstico, de fato, dá um toque especial à poesia. Gosto muito.

      Obrigado. Um abração.

      Excluir
  4. Oi meu amigo poeta!
    Rapaz, vc estava inspirado. Vários textos belos e nenhum de mal gosto!
    Parabens.
    Um abração e feliz dia das mães pra vc e sua familia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado André. Em respeito a nós mesmos e ao amigo leitor, precisamos buscar sempre o nosso melhor e merecer o carinho da leitura de vocês.

      Um abração.

      Excluir
  5. Suas inspirações, Antônio mostram uma pessoa que vive e desfruta cada segundo da sua existência. Obrigada, pelos lindos acrósticos e sensibilidade partilhada!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  6. As mães presentes merecem tudo, em todos os dias...
    As que já partiram, permanecer no nosso coração.
    Desejo que o amigo esteja bem.
    Bj.
    Irene Alves e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  7. Prezado Antonio
    Fiquei encantada com sua poesia em forma de acróstico.
    Peço sua permissão para homenagear as mães da escola onde trabalho na cidade de Caucaia - Ce.
    Grata.
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esteja a vontade, Ana. Obrigado por sua visita e comentário.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir
  8. OI ANTONIO!
    LINDOS TEUS ACRÓSTICOS, SINTETIZASTE NELES O VERDADEIRO SENTIDO DO SER, "MÃE".
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mãe é a síntese do amor, a maior expressão de ser humano.

      Um abraço.

      Excluir
  9. Adorei esse acróstico o qual, ao ler, vislumbrei minha saudosa mãe e, em pensamentos, o ofertei a ela.
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Que ela, aonde estiver, tenha gostado desses simples versos, dedicados a todas as mães.

      Um abraço e uma boa semana.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...