Restos da ilusão - A arte da vida. Apon HP

Bom estar com você aqui no A ARTE DA VIDA. APON HP!

Siga-nos

Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Restos da ilusão

Publicado em quarta-feira, 27 de maio de 2020



... Os fantasmas que a seu tempo, tanto “se acharam”. Despojados de seus teres e haveres, poderes e glórias; vagam anônimos e empobrecidos, consumidos pelas sombras solitárias do equívoco e do esquecimento...




A Parábola do Rico Insensato, pintura de Rembrandt. #PraCegoVer

Muita gente faz questão de tudo e qualquer coisa. Não ajuda, desajuda e egoisticamente, persiste a acumular, nos abarrotados celeiros da entorpecida ilusão. Cetros, mantos, coroas e tantas joias caras, conquistadas muitas vezes, à custa de sangue e sofrimento, empoeiram nos museus. Quantos palácios, palacetes e nobres salões que assistiram ao luxo e a ostentação; tombados pelo patrimônio histórico, apodrecem, arruinados pelo tempo?

Os fantasmas que a seu tempo, tanto “se acharam”. Despojados de seus teres e haveres, poderes e glórias; vagam anônimos e empobrecidos, consumidos pelas sombras solitárias do equívoco e do esquecimento.

Seus restos de ilusão, contam e escondem histórias, que bem podiam, e ainda podem, ensinar aos iludidos modernos, que, a cata de ninharias efêmeras e passageiras, empobrecem o espírito e precarizam as relações humanas, coisificando gente.

Na parábola do rico insensato, Jesus, (Lucas 12:13-21), versa a insânia da mais valia da riqueza:

13 E disse-lhe um da multidão: Mestre, dize a meu irmão que reparta comigo a herança.
14 Mas ele lhe disse: Homem, quem me pôs a mim por juiz ou repartidor entre vós?
15 E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui.
16 E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância;
17 E arrazoava ele entre si, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos.
18 E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens;
19 E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga.
20 Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?
21 Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus.


O problema não está na riqueza propriamente dita, mas, na louca avareza, no querer tudo para si e o mínimo ou nada para os outros. Tudo passa e todos passarão. Restará, tão somente, desilusão.

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:



4 comentários:

  1. Respostas
    1. Interessante é se buscar perceber os reais valores da vida. Não cair nas armadilhas da ilusão.

      Um abraço. Tudo de bom.
      A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

      Excluir
  2. Boa noite de paz, amigo Antônio!
    Gosto de ver as verdades que você mostra com veemência e naturalidade.
    O evangelho fala tudo o que nos convém, mas estamos cegos maioria das vezes.
    Tenha dias abençoados!
    Abraços fraternos de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem compreendido e sem adequações às conveniências de determinadas denominações religiosas. No evangelho, o Cristo dá conta das diversas questões humanas.

      Um abraço. Tudo de bom.
      A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.




Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



|Siga-nos|Livros|Clima e cotações|Faça uma doação|



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.





Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM