Na janela - Cuidar, enquanto há janela e paisagem - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Jeito de pai

Tem pai que tem jeito e tudo ajeita, tem pai que não tem jeito e não se consegue ajeitar; pai jeitoso, pai desajeitado; pai que rejeita, ...

Na janela - Cuidar, enquanto há janela e paisagem

Publicado em segunda-feira, 11 de julho de 2022


Vidraça quebrada. #PraCegoVer

Na moldura da janela,

o tempo pinta sua paisagem,

sua metamorfósica tela.

Hora, a natureza bela,

devagar, divagando no vagar das horas,

noutra hora,

o homem,

sua pressa tão mal apreçada,

correndo para lugar nenhum.

Na janela,

mutantes cores,

mutações gris

o a cor dar da vida,

o desacordar da lida mal vivida.

O tempo de Deus,

o destempero dos homens.

Na janela passa a noite e passa o dia,

passa a flor silente e a gritante agonia;

passa a lágrima e o riso,

o vazio e a poesia.

Passa a arte que toca,

o que não toca o coração;

o que passa, o que não passa,

o que se acomoda na estagnação.

Na janela,

vai o plural e o singular,

o cristão e o mefisto,

o belo e o sinistro,

o que vai e o que teima em ficar.

Vai o bêbado “desequilibrista”,

o trabalhador malabarista;

a sina de um,

a sentença de outro…

Na janela,

tudo e todos,

azar e sorte,

vida e morte;

pintura de uma natureza ainda viva,

denunciando uma civilização quase morta:

Negacionista,

falso moralista,

pseudo-religiosa e anticientífica,

armada e desamada,

desalmada…

Na janela...



Se ainda não se inscreveu, inscreva-se em nosso canal Apon na arte do viver., clique no sininho para escolher receber nossas notificações, ser avisado(a) dos vídeos novos. E não esqueça de dar seus likes. Conto com você! Obrigado.

8 comentários:

  1. Mais um poema lírico, deslumbrante, fascinante de ler.
    .
    Cumprimentos cordiais.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. Hoje não consegui ver e ouvir o video da poesia. Mas postei de ler!
    -
    Distancio-me de tantas coisas que gosto ...

    Beijos, e uma excelente semana

    ResponderExcluir
  3. Eu vi e ouvi o lindo vídeo!
    Um poema que emociona e escrito com
    muita elegância e sentimento, Antonio!
    Aplausos daqui de tão longe!
    Uma feliz semana, saúde e paz!
    Bjos

    "Na janela passa a noite e passa o dia,
    passa a flor silente e a gritante agonia;
    passa a lágrima e o riso,
    o vazio e a poesia."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pena que nesses tempos esquisitos, a elegância e os bons sentimentos, passam longe de nossa janela, ameaçada de estilhaçar. Que mudemos esse panorama, pintando cores novas e renovadoras.

      Dias bons e de todo o bem.

      Um abraço. Tudo de bom.
      APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

      Excluir
  4. Vim do Youtube para cá, ler o poema.
    Está excelente, amigo António. Parabéns.
    Tudo de bom. O meu abraço.
    ~~~~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em muitas partes do mundo e sobretudo no Brasil, andam tentando destruir as belas paisagens e as próprias janelas. Já passou da hora de pormos um fim nesse negacionismo, na maldade, na ameaça à democracia, à natureza e à dignidade humana.

      Um abraço. Tudo de bom.
      APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM