Isso é político - A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

 

                    Isso é político              

     

Antes de votar, é bom conferir a diversidade da fauna política. Tem politiqueiro para todos os desgostos. É para rir ou chorar?

Antonio Pereira Apon.


Sombra.

Em ano de eleição, é sempre oportuno estarmos atentos acerca de alguns espécimes da fauna política, que apresenta uma pitoresca e "inextinguível" diversidade. Vejamos:


Político pregador. Promete o reino dos céus para os fiéis (eleitores), enquanto ele constrói um império aqui na terra.


Político 29 de fevereiro. Só aparece de quatro em quatro anos.


Político "big brother". Faz de tudo para se dar bem e não hesita em mandar o povo para o paredão.


Político publicitário. É pura propaganda (Enganosa. É claro!).


Político alpinista. Faz de tudo para subir.


Político Messias. Faz o "milagre" da multiplicação dos bens.

Político altista; Vive numa "realidade" que só ele enxerga; no mundo real, ele não vê nada, não sabe de nada...


Político pagode. O povo só dança.


Político mágico. Faz desaparecer dinheiro público e surgirem fazendas, coberturas, iates, jatinhos...


Político doutor. Tem receita para todos os males, mas o povo que providencie o remédio.


Político miragem. Parece que é honesto, parece que é competente... Só parece.


Político SUS. Gasta de mais e funciona de menos.


Político novela mexicana. Cria o drama para o povo chorar.


Político engenheiro. Vive "consultando as bases".


Político prestidigitador. Desaparece depois de eleito.


Político ressaca. Depois de eleito, esquece tudo o que prometeu e dá uma dor de cabeça...


Político franciscano. "É dando que se recebe".


Político carro velho. Vive dando problema.


Político turista. Não quer conta com trabalho.


Político "intelectual". Fala tão difícil, que nem ele mesmo entende.


Político proletário. Promete acabar com a pobreza (a dele. É claro!).


Político camaleão. Muda conforme a conveniência.


Político conexão discada. É lento e falha nos momentos em que mais precisamos dele.


Político...



Ria (ou chore) também com: Ditados políticos.

(Postado aqui em 25 de janeiro de 2008. Atualizado em 07 de fevereiro de 2012).




Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

Um comentário:

  1. A mais verdadeira definição daqueles que realmente só se preocupam com a política... os políticos!
    Gostei amigo
    Um beijo

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...