Porquês - A arte da vida. Apon HP



Obrigado por sua visita. Boa leitura!




Para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site Clique aqui.

domingo, 18 de outubro de 2015

 

                    Porquês              

     

... Não ter medo de voar. Tudo aqui é passageiro, um pingo de tempo, uma gota do mar do infinito, um convite bonito para a vida viver. Aqui, ali, acolá...

Antonio Pereira Apon.


Pássaro azul.

São tantos os porquês da vida...

Porquê da dor? Porquê da lida?

São tantas idas e vindas...

Chegadas...

Partidas...

Se no hoje, não vemos resposta,

certamente, o ontem guarda a razão.

O amanhã, desvendará a incógnita,

não há por quê? sem solução.

Seguir em frente é o caminho,

nosso por que de aqui estar.

Cantar que nem passarinho,

não ter medo de voar.

Tudo aqui é passageiro,

um pingo de tempo,

uma gota do mar do infinito,

um convite bonito para a vida viver.

Aqui, ali, acolá...

Somos nômades do existir,

reencarnantes viajores,

alquimistas de sorrisos e dores,

lidadores do evoluir.

Na fartura e no estil.,

entre a Bonança e a tempestade,

no Calor e no frio,

indigência, majestade...

Entre a luz e a sombra,

levantar, cair...

A coragem desassombra,

o melhor há de vir.

É de fé e esperança,

aprendizado e amor.

A vitória que alcança,

quem faz a si seu senhor.

Deus ajuda quem labora,

o destino em pró vai conspirar.

Mas quem deixa o tempo ir embora,

volta para o que perdeu expiar.

Não se preocupe com porquês,

mas com o que lhe cabe fazer.

O "impossível", entregue ao Criador!

Do possível, assuma agora a autoria!



(Postado aqui em 15 de abril de 2010).




Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

Fale conosco:






Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...