Os sentimentos como as flores



Que sentimentos, que flores retratam melhor o seu jardim interior? O que anda nascendo no horto do seu coração?

Antonio Pereira Apon.


Rosa amarela.

Flores mortas, flores tortas,

ferinas, mofinas,

rancorosas, mal cheirosas,

tacanhas, medrosas,

medonhas, peçonhas,

desdenhosas, vergonhosas,

melindrosas, perigosas,

feridas, descoloridas,

desarvoradas, tisnadas,

transgênicas, artificiais...

Eis os maus sentimentos!

Flores belas, flores ternas,

perfumosas, amorosas,

caridosas, carinhosas,

sorridentes, reluzentes,

poéticas, proféticas,

coloridas, queridas,

renovadoras, sonhadoras,

esperançosas, engenhosas,

artísticas, dadivosas...

Eis os bons sentimentos!

Qual a floração do seu jardim?


Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Bom Dia, Antonio!

    Vou te contar...No meu jardim floreçe de tudo!
    Tento cultivar apenas as belas e perfumadas, mas essa condição "humana", não tem jeito, mas me esforço!
    Tenha um lindo dia!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cuidar desse jardim interior é uma tarefa infinita, pouco a pouco vamos conseguindo.

      Um abração e bom fim de semana.

      Excluir
  2. Antonio!
    Belo poema que me fez pensar que hoje cultivo flores ternas, belas e acolhedoras o quanto possível pois, é o que deixo como perfume do meu existir.
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfumar a vida com o aroma das flores dos nossos melhores sentimentos, empresta maior poesia ao existir.

      Um abração e bom fim de semana.

      Excluir
  3. Meu amigo

    Um belo e intenso texto com todas as cores do arco-íris.adorei.

    Um beijinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossos sentimentos devem como as flores, colorir e perfumar a vida. Eis a grande arte do existir.

      Um abração e bom fim de semana.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Acróstico junino

Precisa de tinta para escanear?

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Meio ambiente, ávida vida

Pernas

Ser feliz é simples. Não complique!

Mangue, bordel, Brasil