Folclore brasileiro em acróstico



22 de agosto, dia do folclore. Comemorado no Brasil a partir de 1965. Derivada do inglês: Folk-lore =saber popular. Resume-se como o conjunto de costumes e tradições de um povo.

Antonio Pereira Apon.


Pelourinho.

Festa, mito, rito, tradição,

onipresente saber popular,

legada condição,

cantar, contar, tocar, dançar;

libelo cultural,

ode às raízes da gente

reminiscência imortal,

embolada, baião, repente...


Baianês, gauchês... Português de oxentes e tchês,

república de diversidades,

adágios, ditados, proverbialidades;

sincretismo singularmente plural,

igualdade contra a desigualdade,

levada do samba, axé, frevo, carnaval;

endêmica criatividade,

inventiva identidade,

raça brasileira de múltipla etnia,

onisciência do povo.


Show de imagens.





Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

Comentários

  1. Eis ai um item esquecido totalmente em nosso Brasil!! O nosso folclore! Nossas raízes!Parabenizo sua iniciativa... um shot baião... não se ouve mais!
    [ ] Célia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, cultura e arte de verdade, perderam o significado nesse lixão do descartável da mediocridade midiática.

      Obrigado Célia.

      Um abração

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e comentar nosso texto. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

+ lidas nesses 30 dias

Apedra. Poema de Antonio Pereira (Apon). O distraído nela tropeçou...

Acróstico junino

Precisa de tinta para escanear?

A gente (Paródia de: A casa - Vinicius de Moraes)

Meio ambiente, ávida vida

Pernas

Ser feliz é simples. Não complique!

Mangue, bordel, Brasil