Real e ideal - Apon na arte da vida

Bom estar com você aqui no APON NA ARTE DA VIDA!



Leitura sorteada - Nossos vídeos

Postagem em destaque

Uma boa notícia, é sempre uma notícia boa

Nesses tempos em que sobrevivemos sob um temporal de notícias ruins, onde tudo parece perdido e até a esperança definhar, ameaçada por me...

Real e ideal

Publicado em sexta-feira, 29 de junho de 2018


Ilustração oficial do blog - Uma rosa vermelha na diagonal, sobre um fractal do por do sol, com o nome Apon em relevo, na parte inferior da imagem. #PraCegoVer

O amor ideal,
É pleno, incontido, irrefreado...
O amor real,
carrega impermanência da realidade:
Como o dia e a noite,
A chuva e o estil,
O silêncio e o som,
O cheio e o vazio.
O amor ideal,
Tem a auto-suficiência
Do sonho, da emoção, do querer...
O amor real,
Experimenta a sazonalidade do cotidiano,
O embate entre o desejo e a razão,
A dialética do dia-a-dia,
A inconstância da vida...
Assim:
Real e ideal,
Confundem-se, alternam-se:
Como o perfume e os espinhos da rosa,
O infindo ir e vir do mar,
O ciclo das águas,
O clima das estações...
O amor ideal,
É perfeito, irretocável, ilimitado...
O amor real,
Tem a imperfeição de nossas imperfeições,
A fragilidade de nossas fragilidades,
O limite de nossas limitações.



Postado aqui em 02 de novembro de 2008.


Antonio Pereira Apon.

Siga-nos

Dê uma espiadinha em nossas postagens mais recentes:


4 comentários:

  1. https://poemasdaminhalma.blogspot.com/
    Olá, caro amigo!
    Belíssimo e soberbo poema,"O Amor Ideal".
    É difícil saber, quanto a esse amor ideal, tantas vezes o temos e nem tão pouco o percebemos.

    amor real,
    Tem a imperfeição de nossas imperfeições,
    A fragilidade de nossas fragilidades,
    O limite de nossas limitações.

    Adorei António, Parabéns pela inspiração perfeita!
    Abraço amigo.
    Luisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem assim, vagamos entre o ideal e o real, concreto e abstrato, sonhando e tentando viver.

      Um abraço e bom fim de semana.

      Excluir
  2. Debatem-se nesse paralelo entre o ideal, o imaginário e o real, a leveza de um grande amor em nossas individualidades.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amor buscando-se, buscando se encontrar entre os tantos desencontros do real e ideal.

      Um abraço e bom fim de semana

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.

@INSTAGRAM