Direito de fumar - A arte da vida. Apon HP


Obrigado por sua visita. Boa leitura!



Clique para exibir/ocultar os posts mais recentes e mais opções do Site.

Você já conhece nosso App? Clique aqui para saber mais. Ou na animação a seguir, para baixar e instalar em seu Android..


Tudo cabe no seu App. Bom dia! Clique para baixar e instalar.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

 

                    Direito de fumar              

     

Todos possuem livre arbítrio. Bom é quando essa liberdade, vem acompanhada por discernimento e consciência.


Antonio Pereira Apon.


Revólver com cigarro como cano. Composição de Antonio Pereira Apon.


Fume.

Faça a vida virar fumaça,

Cultive com carinho

aquele enfisema que irá te matar,

o câncer que te irá consumir...

Você tem todo o direito:

colocar na boca o cano fumegante,

acender o estopim,

puxar o gatilho químico,

alvejar-se com nicotina e tantas outras porcarias,

escangalhar suas artérias,

agendar um enfarto,

programar um derrame, uma isquemia,

um AVC qualquer.

Ignore as campanhas contra o fumo,

desrespeite os não fumantes,

despreze os alertas...

Você tem livre-arbítrio!

amarele seus dentes.

fique fedendo a cigarro,

garanta a derradeira e dolorosa dispneia,

morra numa cama preso a um ponto de oxigênio...

E quando tudo não terminar.

Penada alma fumante,

vagará errante,

vampirizando viventes,

no vão intento

de saciar o cio do seu vício.

Fume!

Fume bastante!!



31 de maio, dia mundial sem tabaco. 29 de agosto, dia Nacional de Combate ao Fumo.



Leia também: Você não precisa de cerveja para ser feliz.

Postado aqui em 24 de maio de 2011.




Subscreva aos destaques RSS de:
Powered by FeedBurner

   
 
 

6 comentários:

  1. Antonio,

    Adorei esse poema-alerta contra o tabagismo!
    Infelizmente o fumo é um vício tão malévolo que as pessoas que o têm só resolvem parar quando já é tarde demais...
    E, ressaltando seu texto excelente, digo que é o tipo de livre arbítrio, totalmente dispensável...

    Um forte abraço,
    Mary:)

    ResponderExcluir
  2. Pois é Mary.

    Como disse Paulo de Tarso: "Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém". As pessoas devem se amar e se cuidar mais.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito deste poemar inteligente que traz consigo um alerta muito importante.
    Vou imprimir e mostrar ao meu pai que é uma chaminé ambulante...
    Um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Malu.

    O cigarro só faz mal. As pessoas precisam acordar para isso e parar de financiar a própria morte. Basta de masoquismo.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  5. Pois cada um deve ser livre de fazer o que lhe apeteça, desde que
    não prejudique os outros, não é?
    Gostei. Um beijinho
    Irene Alves

    ResponderExcluir
  6. Excelente seu poema alerta meu bom amigo!
    Boa tarde, beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.



Nosso conteúdo é de direito reservado. Sua reprodução pode ser permitida, desde que seja dado crédito ao autor original: Antonio Pereira Apon. E inclua o link para o site: WWW.aponarte.com.br
É expressamente proibido o uso comercial e qualquer alteração, sem nossa prévia autorização.
Plágio é crime previsto no artigo 184 do Código Penal.
- Lei n° 9.610-98 sobre os Direitos Autorais
.


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Fale conosco.



Clique na imagem para ler um texto sorteado pelo sistema:
Textos para todos os dias. Curta a arte da vida!




Fique mais um pouquinho. Leia também...



Livros e vídeos:


Capa da segunda edição de : Essência.

>

Esse livro propõe uma incursão na alma humana, garimpando sentimentos e emoções, revelando-os em versos que retratam o homem moderno em sua incansável procura de si mesmo; seu contexto social, político e cultural em um mundo em transição.


Depois de 14 anos, atendendo a pedidos, estamos republicando Essência. Nessa segunda edição, incluímos o subtítulo: O livro do poema: A pedra. O distraído nela tropeçou... Numa referência ao nosso poema integrante dessa publicação, que, absurdamente, tem aparecido na internet com o nome de autores famosos: Fernando Pessoa, Renato Russo, Chaplin... Ou plagiadores. No endereço: (http://aponarte.com.br/apedra), o amigo leitor encontra todos os esclarecimentos, inclusive algumas das formas de como o plágio tem se apresentado.

Capa da segunda edição da : Coleção
                            Graziela.

>

Aqui, pais e professores encontram uma forma prazerosa e divertida, de abordar temas como: Cidadania, comportamento, respeito ao outro e à natureza... Em sete contos, compondo um jogo de arte e educação, onde lúdica e naturalmente aos pequeninos são apresentados conceitos de: Ecologia, solidariedade, diversidade, coletividade, tempo, responsabilidade, motivação, interatividade, participação...


Textos que parecem se renovar a cada dia, conservando impressionante atualidade e sintonia. Espero que gostem.

Capa de Um dedo de prosa e poesia. A arte da
                vida.

São 125 páginas com 89 títulos em verso e prosa de Literatura Nacional, num livro prefaciado pelo professor, escritor, poeta e trovador Orlando Carvalho. Crônicas, mensagens, poesias... amor, humor, reflexão, arte, cotidiano, atualidades, auto-ajuda, espiritualidade...