Círculo virtuoso e círculo vicioso - A arte da vida. Apon HP
Bom estar com você!


Dê um toque. Leia um escrito especialmente sorteado para você. Clique na figura abaixo.
Clique aqui, para ler um texto aleatoriamente selecionado pelo sistema.

Círculo virtuoso e círculo vicioso

Publicado em quarta-feira, 22 de outubro de 2014



... Um só cenário e duas cenas: Expostas, propostas, sobrepostas, contrapostas... Avida como é e pode ser. O ponto e o contraponto da inspiração...


Homem ao alvorecer.


Naquele amanhecer, a procura de inspiração, um pintor pegou seu material e foi para a praia. Um arco naturalmente formado pela folhagem de duas árvores que se entrelaçavam, emoldurava aquele magnífico arrebol. Em seu ninho, um coro de pássaros saudava o dia nascente, ofertando ao artista sublime temática a pintar.


Um poeta que contemplava a cena, versejou:


Na tela colorida,

imita o artista a vida.

Gorjeiam os pássaros;

Saúdam a manhã raiada.

Acorda o dia,

desacorda a madrugada.

E daquela tela muda,

gritou a poesia que me inunda;

transbordante inspiração.


A um seu amigo músico que chegara, o poeta mostrou os versos. Sacando a flauta da algibeira, o moço pôs na letra melodia e fez canção. Dali seguiu o encantamento de um coreógrafo, a crônica de um escritor, a contemplação de um passante, a paradinha de um apressado... Virtuoso círculo de inspiração.


Na praça logo em frente, a alguns tantos metros; um sacizeiro, resolve assaltar para comprar mais droga. Com uma faca, ele ameaça um transeunte tomando-lhe o celular e o pouco dinheiro que tinha no bolso. Um rapaz que passava, vendo o ocorrido, sacou uma arma da cintura e passou a perseguir o assaltante atirando. Ao tentar atravessar a rua o meliante foi alvejado e caiu, sendo atropelado. O motorista atropelador, com o susto enfartou, uma senhora que passava, recebeu uma bala perdida, um tiro de raspão... Gigantesco engarrafamento tomou conta daquela e das vias adjacentes, repercutindo e estabelecendo um contagioso círculo vicioso.


No dia seguinte, uma foto no jornal, sintetizava num só flagrante: No primeiro plano, uma tragédia tão comum nas metrópoles. Ao fundo tanta inspiração por tantos apercebida.



8 comentários:

  1. Olá Antonio

    Nada em seu texto belíssimo e inspiradíssimo, me preparou para a parte final, o segundo círculo vicioso, já preparava o comentário enebriado pela arte quando uma rajada de violência o atravessou. Assim são nossos dias, onde o olho e a natureza busca a poesia, mas encontra a violência, perpetuando o círculo vicioso do desalento, da morte em todos os sentidos.

    Que os poetas e os artistas não percam a esperança de reescrever a vida, redesenhar os encantos, cantar as belezas. Há que tentar novos círculos até o último instante do olhar.

    Grande abraço, poeta do círculo virtuoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto alguns buscam e se permitem o encantamento com as belezas da vida, outros se entorpecem nos desencantos, desatinando em tragédias existenciais. Que a natureza e as artes possam iluminar mais e mais mentes e corações.

      Obrigado pelo comentário. Um abração.

      Excluir
  2. Amigo poeta querido, minha primeira visita atraída com o título, pois a Vida é bela e inspiradora, mas nem todos a veem e a sentem assim com essa linda sensibilidade do artista, mas como para tudo há o virtuoso e o vicioso e como és muito inteligente soubestes aqui nos encantar com a forma de nos mostrar!
    Amei ler, me encantei!
    Abraços meu amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida é feita de escolhas. Deus deu ao ser humano o livre arbítrio com seus consequentes ônus e bônus. Somos todos, frutos daquilo que cultivamos.

      Um abração.

      Excluir
  3. Dois contrapontos impossíveis de se convergirem - o ato sublime da criação, o virtuoso e o ato infame da destruição - o vicioso! Infelizmente deparamos hoje mais com o vicioso que o virtuoso.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Numa sociedade na qual o ter é posto acima do ser, desatinos se repetem e tragédias se reeditam cotidianamente. É a face obscura da vida dita moderna.

      Um abração.

      Excluir
  4. Oi, Apon, como vai?
    Puxa, eu estava vindo embalado pelo seu conto tão bonito e inspirado, e travei no parágrafo que falava da sequência de desastres. Como é triste essa realidade que infelizmente sempre é mostrada em primeiro plano! Para preservar minha sensibilidade procuro sempre mantâ-la desfocada ao fundo. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, muitos enveredam pelos descaminhos da vida, tecendo teias tênebres em torno de si. Cabe a nós outros, não nos permitirmos contagiar. Apesar de tudo, a vida é bela e viver é a grande dádiva da criação, nossa ferramenta para nossa evolução.

      Tudo bem! Um abração.

      Excluir

Obrigado por sua visita. Aqui você pode deixar seu comentário. Esse espaço é feito para você. Volte sempre!

Antonio Pereira Apon.





Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Rosa da amizade/Afeto enviada pela CÉU.


Troféu rosa da amizade/Afeto.


Rosa da amizade/Afeto do Poetizando e encantando da Professora Lourdes..



Follow
View My Stats

DMCA.com Protection Status


@INSTAGRAM